Peugeot 208 1.0 chega como versão mais econômica e estilosa

Opção básica retorna ao mercado, agora com motor Fiat Fireflex de três cilindros e duas configurações de acabamento, com visual feroz e ampla lista de equipamentos

Peugeot 208 1.0 chega como versão mais econômica e estilosa

A Peugeot está de volta ao segmento dos hatches compactos 1.0 com o relançamento dessa versão do 208, retirada de linha desde que o modelo deixou de ser fabricado em Porto Real (RJ), em 2019. Agora com sua linha de montagem transferida para El Palomar, na Argentina, a opção de entrada da marca francesa no Brasil passa a oferecer uma versão ainda mais básica, trazendo sob o capô o propulsor de três cilindros Firefly, produzido pela Fiat, graças à sinergia aberta pela incorporação de ambas as marcas ao Grupo Stellantis.

A novidade chega disponível em duas configurações de acabamento, Like e Style, e se junta à família do modelo de entrada da marca, totalmente remodelada e introduzida no mercado brasileiro em 2020, com as opções Active e Allure, ambas com motor 1.6 flex de 118 cv, e a e-208 GT, 100% elétrica, com potência de 136 cv (100 kW).      

Importado da Argentina, Peugeot 208 1.0 retorna às nossas ruas nas configurações Like e Style

Além do novo motor, o Peugeot 208 1.0 vem de série com itens bastante valorizados pelo consumidor, com destaque para a central multimídia Connect com tela tátil de 10,3” (26,1 cm), que permite a conexão sem fio com o smartphone por meio das plataformas Android Auto e Apple Car Play) e as luzes de rodagem diurna (DRL) em LED no formato de “dente de sabre”, que caracterizam o design da segunda geração do compacto.

Fora isso, o novo “felino” de base da marca ainda traz os acionamentos elétricos para vidros e retrovisores, entradas USB (para recarga de equipamentos eletrônicos) e controle de estabilidade e tração, entre outros.

Motor 1.0 Fireflex tricilíndrico é compartilhado com o Fiat Argo e rende até 75 cv, com etanol puro

Emprestado do Fiat Argo, o motor flex 1.0 Firefly de três cilindros é inteiramente construído em alumínio, tem 999 cm³ de cilindrada e alimentado por sistema de injeção de combustível multiponto. As duas válvulas por cilindro tiveram a geometria melhorada – o que resulta em melhor rendimento do motor em baixas rotações, maior economia de combustível e menores níveis de emissões e de ruído, segundo a Peugeot – e são movimentadas por meio de comando simples no cabeçote, acionado por corrente, o que garante maior durabilidade e, praticamente, dispensa manutenção.

A potência alcança os 75 cavalos com 100% de etanol, e 71 cv somente com gasolina, ambas a 6.000 rpm; já o torque máximo é de 10,7 ou 10 kgf.m, respectivamente, a 3.250 rpm também com os dois combustíveis. Tanto na configuração Like quanto na Style o câmbio é manual de cinco velocidades.

Transmissão manual de cinco marchas contribui para maior economia no preço e no consumo

De acordo com os resultados dos testes de consumo de combustível feitos pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) para o Programa Brasileiro de Etiquetagem, o PBE, o Peugeot 208 1.0 Like, que tem peso de 1.047 kg, obteve, com etanol, as médias de 10,4 km/l, na cidade, e de 11,3 km/l, na rodovia. Com gasolina, os índices foram de 14,7 e 16,3 km/l, respectivamente.

Já na versão Style, que pesa 55 kg a mais (1.102 kg), por conta dos equipamentos extras, as médias com o combustível vegetal foram de 9,6 km/l, em ciclo urbano, e de 11 km/l, no rodoviário; já com o produto fóssil, o gasto foi de 13,6 km/l, na cidade, e 15,5 km/l, na rodovia. Além do conceito “A”, que classifica os veículos com melhor eficiência energética, o novo Peugeot 208 1.0 também recebeu o selo Conpet, como o mais econômico da categoria.

Cheio de “Style”: opção de topo traz acessórios externos e rodas de 16″ com visual escurecido

Como é praxe para a marca, o novo 208 tem no estilo um de seus pontos mais fortes, com design expressivo e alinhado com a atual identidade mundial da Peugeot.

Sua carroceria com linhas puras formam uma silhueta arrojada e atraente, apresentando um sutil equilíbrio entre robustez e esportividade. Nesta nova geração, o Peugeot 208 é baseado na plataforma global CMP – uma das mais modernas do Grupo PSA, formado pela Peugeot e Citroën -, que, segundo a fabricante, agrega benefícios como robustez, confiabilidade, maior conforto acústico e térmico. Com ela, o compacto ficou mais longo, largo e baixo em relação ao antecessor, com dimensões de 4.055 mm de comprimento, 1.738 mm de largura, 1.453 mm de altura e entreeixos de 2.538 mm. O porta-malas pode acomodar até 265 litros de bagagens e o tanque de combustível tem capacidade para 47 litros.

Segunda geração do compacto se destaca pelas luzes diurnas (DRL) em forma de dentes de sabre

A nova assinatura visual da Peugeot é marcada pelo visual feroz na parte fronal, criado pelo pelos faróis segmentados em três barras inclinadas, que simulam as marcas das garras dos grandes felinos, alinhados à iluminação diurna 100% de LED (diodo emissor de luz) na forma de dentes de sabre, remetendo à feição intimidadora dos maiores predadores da natureza.

O design dianteiro é dominado pela peça única que compõe o parachoque e integra perfeitamente a ampla grade, que passa a ostentar ao centro o novo logotipo do leão que identifica a marca. Já o nome do modelo está posicionado imediatamente acima, próximo ao recorte do capô.

Visual traseiro do 208 1.0 Style se diferencia pelo aerofólio acima da tampa traseira

A traseira do novo Peugeot 208 é caracterizada pela faixa horizontal com acabamento em preto brilhante (black piano), que atravessa horizontalmente a tampa do porta-malas, unindo as lanternas – também dotadas de elementos luminosos na forma de três garras, em sintonia com a aparência dianteira.

Para a pintura externa, o novo 208 é oferecido nas opções branco banquise (sólida), branco nacré (perolizada), mais as metálicas cinza aluminium, preto perla nera e azul quasar.

Arquitetura interna i-Cockpit coloca motorista em posição elevada e todos os comandos à mão

O design primoroso do novo 208 se estende ao interior da cabine, onde se encontra outra marca afiada da Peugeot, o i-Cockpit. O posto de condução patenteado pela fabricante francesa expande as sensações e o prazer de dirigir, combinando a posição elevada para o motorista com o painel totalmente pensado para dispor os comandos com o mínimo desvio do olhar e movimento das mãos.

O volante Sport Drive, de dimensões reduzidas e base achatada, complementa a experiência exclusiva. No centro do i-Cockpit destaca-se asérie de teclas de alternância, que controlam as principais funções do veículo.

Tela tátil de 10,3″ (26,1 cm)pode se conectar ao smartphone e exibe imagens da câmera de ré

Além de todos os recursos de conectividade já mencionados no início do texto, a central multimídia Peugeot Connect incorpora a projeção do aplicativo Cart, que facilita ainda mais a jornada de mobilidade do consumidor.

Entre suas funcionalidades, ele permite o pagamento seguro e integrado para produtos e serviços de várias marcas, incluindo o sistema Conectcar para uso em pedágios e estacionamentos, com franquia de 12 meses para os clientes Peugeot.

Em ambas as configurações de acabamento, vidros e retrovisores têm comandos elétricos

Em relação aos equipamentos, o novo Peugeot 208 1.0 Firefly sai de fábrica já bem incrementado. Desde a configuração básica Like, ele vem com quatro airbags (dois frontais e dois laterais); volante Sport Drive; central multimídia Peugeot Connect com espelhamento sem fio para o smartphone; luzes DRL “dentes de sabre”; duas entradas USB; retrovisores externos e vidros com comandos elétricos; controles de estabilidade (ESP) e de tração (TC); e rodas de 15″, montadas com pneus 195/65.

Também de série, o alarme perimétrico é acionado se as portas ou tampa traseira forem abertas sem o destravamento por meio da chave, mas não no caso da quebra dos vidros.

Revestimento de tecido dos bancos tem detalhes exclusivos na opção Style, assim como os tapetes

Já a configuração de topo para o motor 1.0 registra a chegada da marca Style no Brasil, trazendo a mesma roupagem utilizada pela Peugeot no mercado europeu.

Assim, o conteúdo do 208 Style 1.0 Firefly traz todos os itens listados acima, com adição da grade Dark Chrome (escurecida); faróis totalmente de LED (diodo emissor de luz) com detalhes cromados; capas dos retrovisores e o exclusivo aerofólio traseiro com acabamento Black Diamond (preto brilhante); saída de escapamento com ponteira cromada; e rodas de 16” também com aparência escurecida Dark Style e pneus 195/55. O 208 1.0 Style ainda traz o teto panorâmico (único no segmento), que amplia o requinte e a sensação de liberdade a bordo.

Teto solar panorâmico é outro requinte exclusivo da configuração Style

Por dentro, a opção mais equipada traz bancos com revestimento Style; nicho para recarga sem fio de smartphone por meio de indução (wireless charger); sensores de estacionamento traseiros; e sistema Visiopark 180º, que projeta imagens da câmera de ré na tela multimídia.

A identificação Style é vista em plaquetas (badges) posicionadas na coluna C, no lado de fora, e bordada nos tapetes exclusivos, no interior da cabine.

Já à venda, novo Peugeot 208 1.0 tem preço de R$ 72.990, na opção Like, e de R$ 79.990, para a Style

Mas, como não poderia deixar de ser, todo esse requintado conteúdo de design e comodidade tem lá o seu preço: já disponível nas concessionárias, o novo Peugeot 208 1.0 chega no valor de R$ 72.990, para a configuração Like, e de R$ 79.990, para a Style.

Ainda assim, o compacto importado do país vizinho custa menos do que o nacional Fiat Argo 1.0 Flex 4P 2022, que usa a mesmíssima motorização, mas não sai por menos de R$ 76.917.

Fonte: Peugeot do Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação

ModeloPeugeot 208 Style
OrigemArgentina
Preço sugeridoR$ 79.990
Garantia3 anos
Tipo Hatchback compacto, 4 portas
Construção Chassi com estrutura de aço e carroceria de aço estampado
Nível de segurança contra impactos* Duas estrelas no padrão Latin Ncap

*Graduação máxima: cinco estrelas

Comprimento 4.055 mm
Largura 1.738 mm
Altura 1.453 mm
Vão livre do solo
N/D
Entreeixos 2.538 mm
Peso total (tanque cheio) 1.102 kg
Coeficiente aerodinâmico (Cx)0,33
Ocupantes5
Capacidade do porta-malas265 litros
Tanque de combustível 47 litros
Tipo Dianteiro, transversal, três cilindros em liha, flexível em combustível, bloco e cabeçotes de alumínio, duas válvulas por cilindro
Diâmetro x curso 70 x 86,5 mm
Cilindrada 999 cm³
Taxa de compressão 13,2:1
Potência 75 cv (Etanol) ou 71 (Gasolina) cv / 6.000 rpm
Potência específica 75 cv/litro
Peso/potência14,7 kg/cv
Torque 10 (Etanol) ou 10,7 (Gasolina) kgf.m / 3.250 rpm
TipoManual
Marchas5
TraçãoDianteira
DianteiraTipo pseudo-McPherson, independente, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos pressurizados a gás e barra estabilizadora
TraseiraTravessa deformável, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos pressurizados a gás e barra estabilizadora
DianteiroDiscos de aço ventilados
TraseiroTambores
Equipamentos ABS e REF (distribuição eletrônica de frenagem)
Assistência Elétrica com assitência variável
Raio de giroN/D
RodasAlumínio, aros de 16″
Pneus 195/55 R16
Combustível EtanolGasolina
Urbano (km/l)9,613,6
Rodoviário (km/l)1115,5

Conforme dados de fábrica

ClassificaçãoA
Selo Conpet (nível máximo no segmento)Sim

Conforme Inmetro

Dióxido de carbono (CO2) 385,3
Óxido de nitrogênio (NOx) 38,6
ClassificaçãoB

Conforme Inmetro

Aceleração (zero a 100 km/h)N/D
Velocidade máxima N/D

Conforme dados de fábrica