SÉRIE DUCATI DIAVEL PARA BENTLEY UNE O MELHOR DE DOIS MUNDOS

Edição limitada da supernaked italiana traz seu desempenho extremo envolvido pelo design sofisticado e alto luxo do cupê Batur, feito à mão pela marca britânica




Considerada a feira internacional de arte contemporânea mais abrangente da América do Norte, a semana de Art Basel em Miami Beach, que este mês realizou sua 21ª edição, foi o cenário escolhido para a primeira aparição em público da Ducati Diavel para Bentley – moto de série pra lá de especial, por mesclar o que há de mais sofisticado em design, tecnologia e luxo sobre duas e quatro rodas.

O resultado é uma obra de arte com visual e desempenho extremos, que une pela primeira vez duas marcas icônicas na mesma linha de produção – a italiana Ducati, nascida no universo da motovelocidade, e a britânica Bentley, coroada pela excelência em conforto e performance de seus automóveis -, ambas abraçadas pela germânica Volkswagen. Veja:

Com esta genética capaz de arrebatar em igual intensidade os aficionados por superbikes e carros de sonhos, a Diavel for Bentley será oferecida numa série numerada limitada a 500 unidades e sem restrições aos consumidores – exceto pelo preço de 70 mil dólares (cerca de R$ 340 mil), nos Estados Unidos, ou R$ 80 mil (perto de R$ 397 mil), no Canadá.

Mas, não só. Outras 50 serão produzidas com exclusividade para clientes de carteirinha da fabricante de automóveis sediada em Crewe, na Inglaterra, que levarão a assinatura da Mulliner, sua equipe interna de design. Neste caso, os valores são de 90 mil e 105 mil dólares (R$ 446,4 mil e R$ 520,8 mil), a depender do mercado norte-americano.

Construída com base na supernaked Diavel V4, a nova Ducati incorporou diversos elementos de estilo que caracterizam o Bentley Batur – um cupê de série também limitada – para criar uma motocicleta única em termos de elegância e design.

Bentley Batur

Previsto para ter apenas 18 unidades produzidas e em fase final de desenvolvimento, o exclusivíssimo Batur será o carro de série mais potente da Bentley.

Equipado com motor 6.0 de 12 cilindros dispostos em “W” (ou seja, dois V-6 unidos pela bancada central de pistões), biturbo, o cupê terá fôlego suficiente para gerar 730 cv de potência e passar dos 320 km/h de velocidade final.

Bentley Batur

Ao mesmo tempo, o Batur combinará o acabamento artesanal de referência da Bentley com uma carroceria esculpida e musculosa, que define um novo padrão estético para a marca e aponta o conceito de design que ela deverá adotar nos próximos anos.

Todas as unidades do Batur serão fabricadas individualmente à mão pela Mulliner, o mais antigo construtor de carrocerias do mundo, incorporada como a divisão de projetos sob medida da fabricante britânica de carros de luxo.

Ducati Diavel for Bentley

A identidade única da Diavel for Bentley foi criada pelo Centro Stile Ducati – abrigado na fábrica de Borgo Panigale, um dos bairros de Bolonha, norte da Itália -, em colaboração com os designers britânicos, e expressa claramente em seu perfil as linhas horizontais do Batur.

Sofisticada e refinada, a cor verde scarab green que cobre o tanque de combustível esculpido e a maior parte da carenagem é rica em tons metálicos e vem da paleta disponibilizada pela Bentley Mulliner.

Ducati Diavel for Bentley

As linhas decisivas e agressivas da Diavel V4 também foram profundamente revistas, com inserção de muitas das características do Batur em diferentes partes da moto. Entre elas, os componentes da carroceria feitos de fibra de carbono de alta qualidade, como paralamas, coberturas do farol, motor, radiador e escapamento, painéis laterais e rabeta.

As entradas de ar para o motor, vistas de ambos os lados da moto, refletem o padrão da grade frontal bicolor do Batur, um dos elementos mais reconhecíveis do cupê. O paralama dianteiro, a carenagem e a vista superior do tanque lembram as nervuras do capô do esportivo inglês.

Ducati Diavel for Bentley

As rodas de alumínio forjado têm desenho exclusivo, também inspirado nas formas do carro, e recebem acabamento escurecido na cor dark titanium satin, deixando visíveis algumas superfícies usinadas.

Na traseira, os extratores aerodinâmicos com formatos triangulares copiam o visual de outros elementos do carro. O escapamento de saída dupla foi redesenhado para se integrar às linhas refinadas da Diavel for Bentley.

Ducati Diavel for Bentley

O interior do Batur também serviu de modelo para o assento monoposto da moto. Revestido de material acamurçado conhecido como Alcantara, na cor preta com texturas em vermelho, ele traz na almofada traseira o logotipo bordado da Bentley.

Fora isso, para viagens com acompanhante, um banco auxiliar é instalado sobre a rabeta, o qual é entregue junto com a moto ao cliente.

Ducati Diavel for Bentley

O nome da série especial e o número de produção da unidade estão gravados em uma placa vista lado direito da carenagem do motor, feita de fibra de carbono.

Tanto o painel de instrumentos digital de 5 polegadas (12,7 cm) – com tecnologia TFT (sigla, em inglês, de transistor de película fina) e navegador, de série – como a lanterna traseira 100% de LEDs oferecem uma animação especial ao ligar o contato, o que torna a Ducati Diavel for Bentley ainda mais inconfundível.

Ducati Diavel for Bentley

A edição especial mantém integralmente o motor V4 Granturismo da Diavel de produção, com seus 1.158 cm³ de cilindrada, elemento central do design da moto. Oferecendo a potência incontestável de 168 cv e pico de torque de 12, kgf.m a 7.500 rpm, ele é, ao mesmo tempo, desde as rotações mais baixas, suave e agradável.

Ducati Diavel for Bentley

Fora isso, o quatro cilindros em V também se caracteriza pelo consumo reduzido de combustível e baixas emissões, devido ao sistema de desativação de cilindros.

Este recurso desliga a bancada traseira não apenas quando o veículo está parado, mas, também, durante a condução em baixas rotações do motor, sob carga reduzida, funcionando como um bicilíndrico paralelo.

Ducati Diavel for Bentley

A ordem de ignição Twin Pulse, juntamente com o sistema de escape desenvolvido com atenção específica à “qualidade sonora”, identificam inequivocamente o V4 Granturismo.

Um som mais profundo, com frequências mais baixas, caracteriza o motor quando apenas os dois cilindros estão ativos, e aumentam quando todos os quatro estão operando.

SÉRIE DENTRO DA SÉRIE

Ducati Diavel for Bentley Mulliner e Bentley Batur

Os 50 clientes que terão acesso à edição superlimitada Diavel for Bentley Mulliner poderão configurar suas superbikes com diferentes cores para o banco, pinças de freio dianteiras, peças de fibra de carbono e aros das rodas, através da colaboração direta dos designers do Centro Stile Ducati.

Eles também terão a opção de adotar a mesma cor do seu carro para as peças da carroceria da moto, ou qualquer outra incluída na paleta da Mulliner.

Ducati Diavel for Bentley Mulliner

A parceria entre as duas fabricantes levou também à criação da Colecção Cápsula, reservada aos compradores da Ducati for Bentley Mulliner, para completar o seu visual com o capacete e a jaqueta (disponível nas versões masculina e feminina), produzidos na mesma cor da moto.

Bentley Batur, Ducati Diavel for Bentley e Ducati Diavel V4

As entregas aos clientes da nova Diavel for Bentley começarão em meados de 2024. A edição especial, como todas as Ducati colecionáveis, virá acompanhada do certificado de autenticidade e capa para motocicleta. Por fim, cada unidade será entregue numa caixa de madeira personalizada.

Fonte: UNIVERSO MOTOR I Redação

Edição: Fábio Ometto I Fonte: Ducati  I Imagens: Divulgação




Sobre Universo Motor 995 Artigos
Jornalista e editor de conteúdo