LINHA HONDA CB 650 2024 GANHA NOVAS CORES E ACABAMENTOS

Naked e esportiva mantêm tradição dos motores tetracilindros da marca japonesa no Brasil, agora com pinturas inéditas e visual escurecido em vários componentes




Desde que a Honda CB 750 Four, ícone do segmento custom, desembarcou no Brasil no início dos anos de 1970, uma legião de admiradores espalhada por todo o País alimenta a paixão particular pelas motos de quatro cilindros, seja pelo design imponente, pelo desempenho excepcional ou, especialmente, pela sinfonia quadrifônica do escape 4×1. Por esta razão, a marca nunca deixou de oferecer modelos equipados com a arquitetura in-line four no mercado nacional.

A família de 650 cm³ de cilindrada chegou às ruas brasileiras em 2014, com a CB 650F e a CBR 650F. Em 2020, elas deram lugar para uma nova proposta que aliava modernidade e um conceito inovador, representados pela naked (pelada) CB 650R, que concilia o design minimalista com elegância e agressividade, e pela esportiva CBR 650R, seguindo o conceito Total Control herdado da superbike Fireblade. Produzidas em Manaus, elas em nada se diferenciam destes mesmos modelos comercializados nos Estados Unidos, Europa ou Ásia.

Honda CB 650R e CBR 650R 2024

Para a linha 2024, os dois modelos de alta cilindrada ganham novas cores e acabamentos. A CB 650R, fiel ao estilo Neo Sports Café introduzido pela CB 1000R, será oferecida na cor inédita laranja perolizado, além das opções vermelho perolizado e cinza fosco. Lado a lado, a CBR 650R estreia o visual branco perolizado, como opção ao vermelho já disponível.

Outra novidade, comum às duas versões, é a pintura integralmente na cor preta do motor, rodas e suspensão dianteira, adicionando ainda mais agressividade ao estilo.

 

A parte ciclística não recebeu modificações em relação ao modelo atual: chassi tubular de aço do tipo diamond (que usa o bloco do motor como parte da estrutura), com suspensão Showa SFF (Separated Function Fork) – na qual um dos tubos faz a função de mola e o outro de amortecedor – invertida à frente, enquanto na traseira a balança de suspensão é vinculada ao conjunto mola-amortecedor regulável na pré-carga em sete posições.

Honda CBR 650R 2024

Os freios a disco dianteiros são do tipo flutuante, com sistema ABS de dois canais que atua nos cálipers de quatro pistões de fixação radial. O freio a disco traseiro tem cáliper simples.

As rodas de liga leve, com design idêntico para ambas as versões da CB 650, são calçadas com pneus 120/70-ZR17 à frente e 180/55-ZR17 atrás.

Honda CB 650R e CBR 650R 2024

Uma característica marcante destas motocicletas é a especial atenção dada à ergonomia. Na CB 650R a triangulação entre guidão plano, pedaleiras e assento bipartido determinam uma posição de pilotagem típica nas naked, ideal para trechos urbanos ou estradinhas sinuosas, enquanto na CBR 650R os semi-guidões, mais baixos, assim como a presença da carenagem, direcionam a versão para a estrada e eventuais sessões em pista nos track-days.

Mesmo assim, a grande versatilidade da CB 650 e CBR 650R é um traço comum, sendo modelos adequados a uma ampla gama de usos.

Honda CBR 650R 2024

Em ambas a mais recente tecnologia está presente: o painel digital do tipo blackout (totalmente escurecido), com iluminação 100% de LEDs, resultando em excelente visibilidade e variedade de informações, com destaque para a shift-light configurável, que alerta para o momento adequado para cada troca de marcha.

Outro recurso importante das CB 650R e CBR 650R é o ESS (Sinal de Parada de Emergência, na sigla em inglês), que ativa automaticamente as setas traseiras em caso de frenagem brusca.

Honda CB 650R 2024

Assim como a ciclística, o motor das novas Honda CB 650 não apresentará qualquer mudança técnica em relação ao modelo atual: tetracilindro em linha, com duplo comando de válvulas no cabeçote (Dohc) e arrefecimento a líquido.

A potência máxima é de 88,4 cv a 11.500 rpm, enquanto o pico de torque de 6,13 kgf.m é alcançado aos 8.000 giros.

Honda CBR 650R 2024

Acoplado a ele, o câmbio de seis marchas tem embreagem assistida, para reduzir o esforço do piloto no manete, e deslizante, que evita o bloqueio da roda traseira em reduções bruscas de marcha, comuns em modos de condução mais esportivos.

Fora isso, o trem de força é assistido pelo controle de torque Hstc (Honda Selectable Torque Control), que permite a dosagem da entrega de força pelo motor. Veja mais detalhes:

As novas Honda 650 estarão disponíveis na rede de concessionários a partir de dezembro. A CB 650R terá preço sugerido de R$ 52.590, enquanto a CBR 650R sairá a partir de R$ 55.360 (ambos com base em São Paulo).

A garantia é de três anos, sem limite de quilometragem, e o serviço Honda Assistance, que garante assistência 24 horas, 365 dias por ano, no caso de pane mecânica ou elétrica, proporcionando o transporte da moto e hospedagem (enquanto o problema é solucionado), entre outras necessidades, não só no Brasil, mas, também, na Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai.

Fonte:b UNIVERSO MOTOR I Redação

Edição: Fábio Ometto I Fonte: Honda da Amazônia I Imagens: Divulgação

 




Sobre Universo Motor 995 Artigos
Jornalista e editor de conteúdo