Porsche Taycan com tração traseira já está à venda no Brasil

Versão monomotor do modelo 100% elétrico tem preço “um pouco” mais acessível, desempenho ainda excepcional e autonomia de 431 ou 484 km, dependendo da bateria

Porsche Taycan com tração traseira já está à venda no Brasil

O Porsche Taycan é o primeiro esportivo com propulsão #totalmente elétrica da marca alemã, equipado, desde o lançamento, com um motor em cada eixo e que trabalham permanentemente sincronizados.

Revelado em maio de 2019, o modelo chegou ao Brasil pouco mais de um ano depois, nas configurações 4S, Turbo e Turbo S, com potências de 530, 680 e 761 cv, na mesma ordem. Curiosamente, apesar de motores elétricos serem incompatíveis com turbocompressores, o Taycan mantém o padrão de denominações dos demais modelos da Porsche por mera questão de imagem junto aos consumidores.

Família 100% elétrica da Porsche agora conta com quatro opções: Taycan, 4S, Turbo e Turbo S

Entre as novidades na mudança de ano/modelo é que, a partir de agora, o Taycan passa a contar, também no Brasil, com uma variante de tração apenas no eixo traseiro, disponível com duas opções de bateria de propulsão: a Performance, que disponibiliza a potência nominal 240 kW (326 cv) para o motor, mas capaz de alcançar 300 kW (408 cv) com a função overboost (superaceleração), associada ao sistema Launch Control (controle de largada). Já com a bateria opcional Performance Plus, a potência de tração aumenta para 280 kW (380 cv), ou 350 kW (476 cv), com o overboost.

No Brasil, o novo Taycan com tração traseira já está disponível para pré-venda na rede de concessionárias, a partir de R$ 589 mil, incluindo a instalação do carregador doméstico. As primeiras entregas no país estão programadas para meados do próximo mês de março. Trata-se de uma diferença de R$ 70 mil em relação à configuração básica de dois motores 4S, que atualmente sai por R$ 659 mil – mas que chegou aqui, seis meses atrás, exatamente pelo mesmo valor da nova opção de entrada. A tabela de preços atualizada da linha Porsche Taycan pode ser conferida final do texto.

Apenas como comparação, na Alemanha os preços da configuração com tração traseira começam em 83.520 euros (R$ 542.880), já contabilizado o imposto sobre valor agregado, informa a marca.

Cupê de quatro portas tem coeficiente aerodinâmico com Cx de 0,22

O design do Taycan mantém o DNA purista e inconfundível da Porsche, mas, ao mesmo tempo, sinaliza uma nova era visual da fabricante sediada em Ingolstadt. Visto de frente, o carro esportivo parece particularmente rebaixado e largo, com asas altamente contornadas. O baixíssimo coeficiente aerodinâmico com Cx de 0,22 (que determina a capacidade do veículo em vencer a resistência do ar) contribui significativamente para seu baixo consumo de energia e, portanto, maior autonomia.

A silhueta é moldada por sua linha de teto esportiva, declinada na parte traseira, enquanto as seções laterais altamente esculpidas adicionam a aparência mais musculosa ao cupê de quatro portas.

Porsche Taycan

A cabine elegante, os pilares C (traseiros) incrivelmente desenhados e os ombros pronunciados de suas asas resultam em uma aparência posterior encorpada, típica da marca. Essas características são completamentadas por elementos de design inovadores, como a inscrição “Porsche” na faixa traseira com luzes de LED, que conecta as lanternas inteiramente compostas também por esse tipo de iluminação.

As características exclusivas do modelo 100% elétrico incluem rodas Taycan Aero de 19 polegadas, otimizadas aerodinamicamente. O spoiler dianteiro, as soleiras laterais e o difusor traseiro com acabamento em preto são iguais aos do Taycan 4S e criam a impressão de que o carro é mais alto do que realmente é.

Porsche Taycan

O cockpit do Taycan também sinalizou uma nova dimensão do design com sua estrutura clara e arquitetura completamente inédita. O Curved Display (mostrador curvo), independente, forma domina o alto do painel, criando um ponto claro de atenção para o motorista. Outros elementos incluem a tela central de 10,9 polegadas (27,7 cm) e, opcionalmente, outra para o passageiro do lado.

Porsche Taycan

O Taycan também é o primeiro modelo da Porsche disponível com a opção de revestimento interior completamente livre de couro, substituindo-o por materiais reciclados inovadores que enfatizam o seu conceito sustentável.

Outra vantagem do modelo elétrico é o espaço disponível para bagagem, que conta com dois porta-malas: um dianteiro, de 84 litros, e outro na traseira, onde normalmente seria instalado o motor a combustão, para até 407 l.

Porsche Taycan

Assim como nas demais configurações do Taycan, a variante com tração traseira inclui na lista de itens opcionais o Head-Up Display colorido (dispositivo que projeta informações importantes sobre o veículo diretamente no parabrisa, dentro do campo de visão do motorista) e um carregador de bordo, com capacidade de até 22 kW.

Além disso, por meio da plataforma Functions on Demand (FoD), os clientes podem adquirir e adicionar online várias funcionalidades de conveniência e de assistência ao sistema de infoentretenimento do Taycan, de acordo com suas preferências. As inserções podem ser feitas já na entrega do veículo ou posteriormente, inclusive por períodos limitados.

Porsche Taycan

Atualmente, essas atualizações estão disponíveis para diversas funções, entre elas a Porsche Intelligent Range Manager (Pirm), que gerencia eletronicamente o consumo de energia em busca da maior autonomia possível; e para os assistentes de direção Power Steering Plus e de manutenção na faixa de rolamento Active Lane Keeping Assist.

Outra tecnologia que também pode ser atualizada remotamente é a Porsche InnoDrive, que consiste de um sistema de piloto automático adaptativo e preditivo, o qual analisa simultaneamente e em tempo real diversas informações do percurso adiante – como características da estrada e da topografia (curvas, subidas, descidas etc.) e as condições de tráfego –, utilizando esses dados para ajustar automaticamente o comportamento do veículo e otimizar o consumo de energia.

Sistema Porsche Chassis Control 4D

O Taycan também é equipado com um sistema de controle em rede central para o chassi chamado Porsche Chassis Control 4D. A tecnologia desenvolvida pela própria fabricante alemã analisa e sincroniza permanentemente todos os sistemas da parte baixa do veículo, que compõem as suspensões e os freios.

Tanto o sistema de amortecimento padrão do Taycan, com mola de aço, quanto o opcional, a ar, adaptável, composto por três câmaras, dispõe do gerenciamento eletrônico Pasm (Porsche Active Suspension Management), também desenvolvida pela marca, que se ajusta automaticamente às condições da pista.

Tecnologia ajusta a altura do veículo automaticamente

A suspensão a ar adaptável também é equipada com a função Smartlift, que permite ao motorista programar o ajuste automático da distância do veículo até o solo em determinados locais recorrentes, como lombadas ou entradas de garagem.

A mesma função também pode ajustar autonomamente a altura do veículo em viagens por rodovias, propiciando o maior equilíbrio possível entre eficiência e conforto de direção.

Nova versão traz rodas Taycan Aero de 19″ e pinças de freio com acabamento na cor preta

O sistema de freios do Taycan traz, de série, pinças do tipo monobloco com acabamento anodizado em preto, dotadas de seis pistões de alumínio, na frente, e quatro êmbolos, atrás.

Os discos de freio ventilados internamente têm 360 mm de diâmetro, na frente, e 358 mm, no eixo de trás; opcionalmente, com o pacote de alto desempenho Porsche Surface Coated Brake (Pscb), esses componentes vêm com medidas de 410 mm e 365 mm, na ordem.

Nova versão básica do Taycan vai de zero a 100 km/h em 5s4 e alcança 230 km/h

Compacto, o motor síncrono com excitação permanente posicionado no eixo traseiro do novo Taycan mede 130 mm de comprimento, mesmo tamanho ao encontrado na configuração 4S, que tem outro propulsor dianteiro. O inversor controlado por pulso, também instalado no eixo de trás, opera em até 600 amperes. O trem de força do novo Taycan é complementado pela transmissão de duas velocidades.

Assim, a agora configuração mais despojada do Porsche 100% elétrico acelera de zero a 100 km/h em 5,4 segundos e alcança a velocidade máxima, de 230 km/h, qualquer que seja a bateria. E, lembrando, tudo com emissão zero de poluentes locais e baixíssimo nível de ruído.

Recorde de drifting foi conquistado em Brands Hatch, com 42,171 km

Além disso, o modelo de tração traseira já consta no Guiness Book, com o recorde de derrapagem para carros elétricos, após ser conduzido lateralmente, sem parar, por exatamente 42,171 km no circuito de Brands Hatch, na Inglaterra.

Como comparação com as versões de dois motores, na configuração Taycan Turbo S, o modelo pode disparar de zero a 100 km/h em 2,8 segundos e, na Turbo, em 3s2; nos dois casos, a máxima é de 260 km/h.

Porsche Taycan pode alcançar 80% de recarga em cerca de 22 minutos

A bateria Performance, composta de uma única camada de módulos (deck único) e que vem instalada de série no novo Taycan, tem capacidade máxima de carga de 225 kW, podendo fornecer até 79,2 kWh de energia para o motor; com isso, sua autonomia pode se estender até 431 km, conforme o padrão Wltp (Worldwide Harmonised Light Vehicles Test Procedure).

No caso da Performance Plus (de deck duplo), disponível como opcional, a capacidade de armazenamento é de 270 kW, com entrega de até 93,4 kWh e autonomia para 484 km, no mesmo padrão. Por conta do menor peso e consumo, o Taycan monomotor leva vantagem no alcance das baterias em relação à opção Turbo S, cuja autonomia é de 412 km.

Modelo acompanha uma estação de recarga doméstica e um carregador portátil (foto)

Segundo a Porsche, ambas as opções de bateria do novo Taycan podem ser carregadas de 5% a 80% de SoC (nível de carga) em pouco mais de 22 minutos, e atingir a carga suficiente para rodar 100 quilômetros em apenas cinco minutos. Fora isso, nos dois casos, a recuperação máxima de energia do veículo por meio do sistema de freios é de 265 kW, que são armazenados nas baterias.

Função Plug & Charge permite reabastecer e pagar automaticamente

Como o mais jovem integrante da família, o Taycan inclui os novos recursos introduzidos nas outras configurações na mudança de ano/modelo. Uma das tecnologias estreantes é a função Plug & Charge, que permite reabastecer as baterias e efetuar o pagamento sem a necessidade de cartões ou aplicativos.

Ou seja, assim que o plug é conectado ao veículo, o Taycan estabelece comunicação criptografada com a estação de carregamento e o processo de recarga é iniciado automaticamente; os pagamentos também são processados por meio eletrônico.

Porsche Taycan Turbo e Turbo S

Em 2020, seu primeiro ano (incompleto) de vendas, o Porsche Taycan teve pouco mais de 20 mil unidades entregues a clientes em todo o mundo. Segundo a montadora, o esportivo totalmente elétrico responde por 70% de todos os modelos da Porsche vendidos atualmente na Noruega, onde as vendas da marca mais do que dobraram; no início de novembro, o milésimo veículo foi entregue no país escandinavo.

Bem-sucedido junto ao público, o primeiro esportivo 100% elétrico da marca também se estabeleceu como um sucesso de crítica, tendo recebido perto de 50 prêmios internacionais, sobretudo nos principais mercados da Alemanha, Estados Unidos, Reino Unido, China e, também, no Brasil.

Modelo foi eleito o carro mais inovador do mundo

Ao mesmo tempo, o modelo foi eleito o automóvel mais inovador do mundo segundo o novo relatório Automotive Innovations, publicado na Alemanha pelo Centro de Gerenciamento Automotivo (CAM, na sigla em inglês), graças ao total de 27 novos desenvolvimentos incluídos no modelo, 13 deles globalmente inéditas.

A tabela atualizada da nova linha Porsche Taycan é a seguinte:

ConfiguraçãoPreço básicoPotência (máx.)Autonomia (máx.)
TaycanR$ 589.000476 cv484 km
4sR$ 659.000571 cv463 km
TurboR$ 909.000680 cv450 km
Turbo SR$ 1.079.000761 cv412 km

Fonte: Porsche do Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação