Fórmula 1: Hamilton conquista hepta com vitória impecável na chuva

Sobre a pista instável do GP da Turquia, piloto da Mercedes-AMG venceu pela décima vez na temporada – e 93ª na carreira –, igualando o número de títulos de Schumacher

Hamilton conquista hepta com vitória impecável na chuva

A impressionante condução de Lewis Hamilton, da equipe Mercedes-AMG, no Grande Prêmio da Turquia deu a ele a décima vitória na temporada e, especialmente, o sétimo título de pilotos de sua carreira, igualando o recorde de Michael Schumacher. Sérgio Perez, da Racing Point, e Sebastian Vettel, da Ferrari, completaram o pódio em Istambul.

Hamilton havia largado da sexta posição, pulando para o terceiro lugar já na metade da volta inicial, mas voltou para sexto antes de completar o primeiro giro pelo escorregadio asfalto de Istambul, depois de um erro na curva 9. Mas a decisão de trocar os pneus intermediários apenas uma vez levou Hamilton a guiar com maestria, novamente, e conquistar a vitória com 25 segundos de vantagem sobre Perez.

A vitória de Hamilton no GP da Turquia foi a décima do inglês na temporada

A vitória do piloto britânico de 35 anos, por si só, já seria suficiente para conquistar o seu campeonato de número 7, mas ela foi ainda mais garantida pela desastrosa corrida de Valtteri Bottas – seu companheiro na equipe Mercedes e o único que poderia impedir o título de Hamilton na Turquia – que rodou seis vezes a caminho da 14ª posição final e uma volta atrás do vencedor da prova, ao lado de todos os outros seis que terminaram mas não pontuaram

Atrás de Hamilton, uma dramática última volta viu o segundo colocado Sergio Perez ser ultrapassado pela Ferrari de Charles Leclerc, até que este travasse os pneus na curva 12, permitindo que o mexicano da Racing Point retomasse a vice-liderança, trazendo consigo Sebatian Vettel, também da escuderia italiana, para conquistar seu primeiro pódio no ano.

Sebastian Vettel levou a Ferrari SF1000 da 12ª para a terceira posição

Leclerc cruzou a linha de chegada em quarto, à frente da McLaren de Carlos Sainz, enquanto uma tarde repleta de rodadas para a dupla da Red Bull Racing deixou Max Verstappen e Alex Albon em sexto e sétimo, respectivamente, seguidos por Lando Norris, da McLaren.

Stroll, da Racing Point: fim de semana inesquecível com sua primeira pole position

Norris conquistou a posição após uma passagem tardia sobre a Racing Point de Lance Stroll, que havia assegurado de forma brilhante a primeira pole position dele e da equipe, e liderou a maioria das voltas da parte inicial da corrida.

O chamado da equipe para a troca de pneus na 37ª das 58 voltas frustrou os planos do piloto canadense em conquistar sua primeira vitória, inédita também para a escuderia de propriedade de seu pai. Ainda assim, Stroll recebeu a bandeirada em nono, à frente da Renault de Daniel Ricciardo, que completou a zona de pontuação.

O tetracampeão Vettel foi o primeiro a cumprimentar Hamilton pelo hepta

Depois de toda essa tensão, os olhos do mundo inteiro se voltaram para Hamilton, que chorava enquanto era cumprimentado em sua volta de desaceleração, após consolidar seu nome novamente no livro de recordes da Fórmula 1.

“Definitivamente, estou meio sem palavras. Acho que naturalmente tenho que começar dizendo muito obrigado ao todo o pessoal (da equipe) que está aqui e todos aqueles que ficam na fábrica, e todos os nossos parceiros por nos possibilitar esta oportunidade. Eu não conseguiria fazer isto se eu não estivesse nesta equipe e o trabalho que temos feito tem sido monumental. Então, estou orgulhoso por eles. Eu também quero dizer um muito, muito obrigado à toda equipe LH (Lewis Hamilton) por se manterem comigo todos esses anos e, claro, para minha família”, reconheceu Hamilton.

Agora com 93 vitórias, Hamilton iguala o “inatingível” recorde de Schumacher

“Nós sonhamos com isso quando somos jovens e, quando eu era jovem, assista aos GPs e isto estava muito longe dos nossos sonhos. É muito importante que todos os garotos vejam isto com esperança e não deem ouvidos a quem diz que não serão capazes de conquistar algo. Sonhe com o impossível e fale isso com insistência. Você tem que trabalhar por isso, perseguir o objetivo e nunca desistir, nem duvidar de si mesmo”, incentivou o novo heptacampeão.

Hamilton: “Não deem ouvidos a quem diz que não serão capazes de conquistar algo”

Após o retorno do GP da Turquia, que fez parte do calendário da F1 de 2005 a 2011, a classificação do Mundial de Pilotos tem a liderança de Lewis Hamilton com 307 pontos, seguido por Valtteri Bottas, com 197, e Max Verstappen, com 170.

A próxima corrida é no Bahrein, quando terá início a tripla sequência no Oriente Médio, com mais uma prova no anel externo do circuito barenita, seguida pela etapa de Abu Dhabi, fechando a temporada de 2020.

Fonte: F1.com I Tradução e edição: Fábio Ometto I Imagens: F1.com e FIA.com