Novo Peugeot 208 é o salto tecnológico da família de felinos

Fora o visual com “dentes de sabre”, segunda geração do hatch traz inovações como versão elétrica e mostradores do painel em 3D, garantindo a evolução da série 200

Novo Peugeot 208 abre mais um capítulo na família de hatches

Prestes a chegar ao país, a segunda geração do Peugeot 208 é anunciada como o símbolo de uma nova era para a marca do leão no país , estreando por aqui o seu mais recente slogan global “Unboring The Future”, que em tradução livre significa “Desentediando o Futuro”.

Revelado na Europa no início do ano passado – onde acaba de ser eleito o “Carro do ano de 2020” –, o novo hatchback compacto deveria ter chegado em fevereiro ao mercado da Argentina, onde também será produzido, na planta da Peugeot em Palomar, inclusive para abastecer as concessionárias brasileiras, nas quais o modelo era esperado em março. No entanto, por causa da pandemia do novo coronavírus, os lançamentos foram reagendados para agosto e setembro, respectivamente.

Peugeot 208 2020

A principal inovação trazida pelo novo 208 para a nossa realidade é a inédita versão elétrica, a 208 e-GT, que será oferecida como opção de topo nos mercados sul-americanos. A fabricante ainda faz mistério em relação às demais configurações de acabamento e de motorização.

No entanto, de acordo com informações reveladas antes da pandemia – mas represadas em função do atraso no lançamento e só agora liberadas pela Peugeot para divulgação -, ele será oferecido com uma nova opção de entrada, a Like, a única com câmbio manual de cinco velocidades, além das já existentes Activ, Allure e Griffe, estas com caixa automática de seis marchas. Em todas elas, o motor será o também conhecido 1.6 flex, de quatro cilindros em linha, que equipa a geração atual do modelo, com potência de 118 cv e torque de 16,1 kgf.m. Ao menos por enquanto, sai de catálogo o 1.2 flex, de três cilindros, que poderá voltar mais adiante na versão turbo de 130 cv disponível na Europa; por lá, o consumidor também pode optar entre as potências de 75 ou de 100 cv.  

Fora isso, o novo 208 traz soluções tecnológicas sem precedentes, como o i-Cockpit 3D, a evolução da arquitetura voltada para o motorista criada pela Peugeot que, pela primeira vez, inclui o quadro de instrumentos com imagens em três dimensões.

Peugeot 208 2020

Para esta nova geração, o modelo de entrada da Peugeot foi totalmente redesenhado, tendo como base a plataforma CMP (Common Modular Platform), uma das mais modernas no segmento de hatches do Grupo PSA. Dedicada aos segmentos compactos B e C, ela é 30 kg mais leve em relação à base atual do 208, além de mais aerodinâmica.

A nova estrutura também vai permitir que outros modelos recebam inovações importantes de conforto, segurança e assistência de direção, tais como o Adas (Advanced Driver Assistance Systems), um pacote de recursos de auxílio à condução também sem precedentes na categoria, afirma a marca, e já incorporado ao novo 208.

Peugeot 208 2020

Como em todo Peugeot, o novo 208 tem no estilo um de seus pontos fortes, com o design que traz a nova identidade mundial da marca. A carroceria encorpada e com proporções homogêneas é mais longa, larga e baixa do que a da geração anterior. As linhas limpas formam uma silhueta arrojada e que atrai o olhar pela esportividade.

Peugeot 208 2020

Seguindo uma das principais características da marca, a dianteira do modelo é imediatamente reconhecível. Ela harmoniza os elementos da nova assinatura visual Peugeot na parte inferior e o “olhar felino”, realçado pela iluminação com faróis totalmente de LED (diodo emissor de luz) em formato afilado, que lembra os “dentes de sabre” dos predadores.

O parachoque dianteiro compõe uma única peça com a ampla grade de ventilação do motor, que passa a ostentar o logotipo ao centro; logo acima dele, o número que dá nome ao modelo também é destacado à frente do capô.

Peugeot 208 2020

A traseira do novo Peugeot 208 é caracterizada pela faixa horizontal com acabamento em preto brilhante (black piano) por toda a largura da tampa do porta-malas, unindo as lanternas – também dotadas de elementos luminosos na forma de três “garras”, em harmonia com o grupo óptico frontal.

Peugeot 208 2020

Na cabine, materiais e acabamento de alto padrão agregam ao 208 uma qualidade ao nível de em categorias superiores. A distribuição dos equipamentos reforça a ergonomia voltada ao motorista, especialmente pela aplicação do conceito i-Cockpit, presente em mais de 5 milhões de veículos Peugeot em todo o mundo.

Peugeot 208 i-Cockpit 3D

Introduzida pela atual geração do 208, essa reinterpretação da posição de dirigir criada pela Peugeot se baseia em quatro elementos principais: o volante compacto, para otimizar a manobrabilidade; o painel de instrumentos elevado, que evita que o motorista desvie significativamente a visão do trânsito, contribuindo para o conforto e a segurança; a tela sensível ao toque na linha de visão do motorista; e a fileira de teclas de comando, que permite alternar o acesso direto às principais funções do veículo.

O novo 208 traz a evolução desse conceito, estreando a versão em terceira dimensão, batizada de Peugeot i-Cockpit 3D.

O novo quadro de instrumentos (cluster), localizado atrás do volante de direção, dispõe de tecnologia holográfica, possibilitando que algumas informações sobre a condução do veículo sejam projetadas em destaque.

As informações são exibidas de forma dinâmica e animada, aproximando-as dos olhos conforme o grau de importância ou urgência, o que contribui para reações mais rápidas e eficientes pelo motorista.

Peugeot 208 e-GT 2020

A inédita versão 208 e-GT será a única a ser importada da França. Equipada com motor 100% elétrico, ela vai oferecer a potência de 100 kW – equivalente a 136 cv – e torque máximo de 26,5 kgf.m, disponível instantaneamente. O motorista conta com três modos de condução: Esporte, Normal e Eco.

Segundo a Peugeot, o esportivo acelera de zero a 100 km/h em apenas 8,1 segundos e proporciona a autonomia de até 340 km, de acordo com o protocolo de certificação Wltp, utilizado globalmente para aferir a eficiência energética de veículos leves a combustão, elétricos ou híbridos.

Família Peugeot 200

O novo Peugeot 208 chega para dar início a mais um capítulo na história de sucesso da série 200 da Peugeot – formada pelos modelos 205, 206, 207 e 208 -, e que levou a marca a conquistar com muita versatilidade e dinamismo os mais diversos públicos em todos os continentes.

Peugeot 205 (1983)

O Peugeot 205 foi o “Carro de Ouro do Ano” da década de 1980. Produzido em sete fábricas, distribuídas por três continentes, o modelo foi reconhecido pelo design exterior original e dinamismo de suas linhas que, desde então, fazem parte da essência da família 200.

Peugeot 205 Turbo 16

O Peugeot 205 Turbo 16 foi uma série limitada de 200 unidades construídas para homologar a participação do modelo no Grupo B do Campeonato Mundial de Rali. Com sua carroceria reforçada, motor central transversal de 200 cv e tração nas quatro rodas, ele logo se tornou um modelo cultuado pelos aficionados da modalidade.

Entre as suas conquistas nas competições destacam-se os mundiais de pilotos e de construtores em 1985 e 1986, além do bicampeonato no lendário Paris-Dakar, a principal competição off-road do mundo, em 1987 e 1988.

Peugeot 206 1998

Nascido com a missão de superar o Peugeot 205, o modelo 206 foi mais além e se tornou o carro mais vendido da marca, globalmente. Atualizando os atributos de seu antecessor, ele trouxe uma variedade importante de tipos de carroceria e tecnologia superior.

Peugeot 206 CC

A oferta foi se ampliando ao longo dos anos, com carrocerias inovadoras em seu segmento, como o CC (Coupé Cabriolet), o sedã e a família SW (peruas), e com variedade de configurações de acabamento e de motores, incluindo os esportivos 206 GTI, 206 RC, 206 Rallye (séries especiais).

Peugeot 206 WRC (World Rally Championship)

Outro marco do 206 é o de ter sido o primeiro automóvel da Peugeot produzido na fábrica de Porto Real (RJ), em 2001.

Peugeot 207 Sedan

Especialmente desenvolvido e fabricado no Mercosul, o Peugeot 207 adotou a tendência estilística das criações então recentes da marca, como os 307 e 407.

Esta nova geração também era oferecida em múltiplas versões que combinavam níveis de equipamentos e motores a gasolina, além das carrocerias perua e sedã.

Peugeot 208 2013

A primeira geração do 208 foi revelada em 2013, como sucessor do 207, trazendo design inovador e equipamentos inéditos para o segmento. Seu lançamento também marcou a estreia da arquitetura Peugeot i-cockpit.

No Brasil, o modelo é oferecido nas configurações Active, Allure, Active Pack e Griffe, com opções de motorização 1.2 flex de três cilindros e câmbio manual de cinco marchas, ou 1.6 flex, de quatro cilindros, com transmissão automática de seis velocidades.

Fonte: Peugeot do Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação