Cygnus: novo monomotor brasileiro mais perto de ganhar os céus

Aeronave para cinco ocupantes da Octans Aircraft teve a estrutura aprovada nos ensaios de integridade e iniciará testes de voo, em breve, com foco na certificação

Cygnus: novo monomotor brasileiro mais perto ganhar os céus

Ao que tudo indica, dentro de alguns meses teremos uma nova fabricante brasileira alçando voo, agora no horizonte dos aviões de pequeno porte. O motivo do otimismo é que a Octans Aircraft concluiu com sucesso os ensaios de verificação de integridade das estruturas primárias do protótipo do Cygnus, um monomotor com capacidade para cinco pessoas, desenvolvido e produzido em fase experimental na fábrica em São João da Boa Vista, SP.

Fundada em 2002, sob o nome de Inpaer, a Octans Aircraft já produziu e entregou 240 aeronaves experimentais. Em 2012, com a entrada de novos sócios, passou por um processo de transformação, com o objetivo de migrar para o mercado de aeronaves certificadas, com foco nos mercados brasileiro e internacional.

Octans Aircraft Cygnus

O programa de ensaios do Cygnus foi executado à medida em que os conjuntos foram liberados pela equipe de produção, afirma a Octans Aircraft, e atenderam aos rígidos critérios estabelecidos para o projeto.

Nesta fase, detalha a empresa, foram executados ensaios de carga estática envolvendo empenamentos horizontal e vertical, asa, flexões verticais e laterais, além de torções de fuselagem, berço do motor, trens de pouso de nariz e principal, e junção asa-fuselagem.

Os ensaios em voo e a certificação da aeronave terão início, respectivamente, no segundo semestre de 2019 e em 2020.

Octans Aircraft Cygnus

“A conclusão desta importante etapa reforça o compromisso da Octans com a segurança e qualidade dos produtos em desenvolvimento, contando com uma equipe multidisciplinar competente, apoiada por ferramentas de engenharia de nível mundial”, disse o CEO da fabricante, Milton Roberto Pereira.

O Cygnus possui estrutura metálica, asa alta cantilever – ou seja, com envergadura inteiriça, posicionada na parte central da fuselagem, fixada na altura do assoalho ou sobre o teto, como neste caso -, trem de pouso triciclo fixo. A aeronave tem comprimento total de 9,40 metros, 12,2 m de envergadura e altura de 3,10 m.

Motor Lycoming IO-540

A nova aeronave vai sair de fábrica equipada com motor Lycoming IO-540 – de 8,9 litros, com seis pistões opostos (boxer), refrigerado a ar, capaz de gerar 300 cv de potência -, e hélice Hartzell tripá metálica.

Octans Aircraft Cygnus

Os dados de fábrica indicam que o Cygnus terá capacidade de decolagem em pistas de 450 m, à velocidade de 111 km/h (60 ktas). O voo em cruzeiro poderá ser estabilizado em 296 km/h (160 ktas), e a autonomia da aeronave é de seis horas, com alcance de 1.780 km.

Octans Aircraft Cygnus

Em termos de conforto, o Cygnus foi desenvolvido para oferecer uma experiência única ao usuário. O interior foi desenhado pelo Studio Marcelo Teixeira – Arch & Transportation Design e Fabricado pela F/LIST, sediada na Áustria.

Entre os diferenciais, destacam-se o acabamento de alto padrão, com elementos em madeira e carbono; amplo espaço para cinco ocupantes; ar-condicionado; assentos em couro com ajustes, encostos reclináveis e apoios de braço escamoteáveis, cintos de segurança com airbag; e entradas USB para todos os ocupantes e pontos de energia 12V para dispositivos eletrônicos como notebooks e smartphones.

Octans Aircraft Cygnus

O conteúdo de aviônica do Cygnus é composto por painel digital Garmin com visores de voo avançados e sistema de navegação GPS VRF Wass (Wide Area Augmentation System) integrado, duas telas – principal (PFD) e multifuncional (MFD) – de 10,6 polegadas, sensíveis ao toque, além de display opcional e sistema de indicação de motor (EIS) altamente configurável.

Construção do protótipo do Cygnus na fábrica da Octans Aircraft

A aeronave foi desenvolvida para cumprir os requisitos de certificação ANAC/FAA Part23 e a campanha de demonstração de cumprimento dos requisitos começa em 2020, em linha com o Programa iBR2020 (Programa de Fomento à Certificação de Aeronaves de Pequeno Porte) da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Octans Aircraft Cygnus

Desde 2012, a Octans Aircraft já recebeu investimentos de R$ 80 milhões.

Fonte: Octans Aircraft I Imagens: Divulgação