Porsche 911 Sport Classic: de volta para o presente

Novo modelo especial de coleção traz pintura sport grey metallic, clássico spoiler “ducktail” e o trem de força com câmbio manual mais poderoso da marca, com 550 cv

Porsche 911 Sport Classic: de volta para o presente

A Porsche acaba de revelar em sua sede de Stuttgart, na Alemanha, o segundo dos quatro veículos da edição especial Heritage Design, voltada para colecionadores: o exclusivíssimo 911 Sport Classic. O primeiro modelo da série foi apresentado em 2020, o 911 Targa 4S Heritage Design Edition, com elementos de estilo das décadas de 1950 e 1960.

“Os modelos Heritage Design representam os conceitos mais emocionantes da estratégia de produtos da Porsche,” diz Alexander Fabig, vice-presidente de Individualização e Clássico. “Essa abordagem única faz com que o departamento de design Style Porsche trabalhe com a Porsche Exclusive Manufaktur para reinterpretar modelos e equipamentos icônicos do 911 dos anos 1950 até os anos 1980 e para reviver os recursos de design daquelas décadas.”

Porsche 911 Sport Classic é o segundo modelo da coleção Heritage Design, iniciada em 2020

Assim como em seu antecessor direto, o 911 Sport Classic é derivado do modelo 997, apresentado em 2009, cuja aparência, por sua vez, foi inspirada no Porsche 911 original, produzido de 1964 a 1973, e no 911 Carrera RS 2.7, lançado em 1972. Um total de 1.250 exemplares do modelo de edição limitada da Porsche Exclusive Manufaktur reviverá o estilo dos anos 1960 e do início dos anos 1970.

A fabricante alemã disponibilizará os quatro modelos de edição limitada por um período estendido. A empresa já confirmou a pré-venda do 911 Sport Classic no Brasil ainda neste semestre, mas os preços e o prazo de entrega só serão comunicados nos próximos meses.

Spoiler “ducktail” (rabo de pato) sobre a tampa traseira é inspirado no 911 Carrera RS 2.7, de 1972

A carroceria larga do novo Porsche 911 Sport Classic – antes reservada aos modelos 911 Turbo – se diferencia pelo spoiler traseiro fixo no estilo do lendário Carrera RS 2.7 “ducktail” (rabo de pato) e pelo teto revestido com material de bolha dupla.

Assim como no primeiro 911 Sport Classic, os designers se inspiraram na pintura Fashion Grey (cinza) do Porsche 356 – o primogênito da marca, lançado em 1948 – ao escolher o exclusivo acabamento para o novo modelo da edição limitada.

Outra referência clássica é a pintura Fashion Grey (cinza), oriunda do primeiro Porsche, o 356, de 1948

“O novo 911 Sport Classic é o primeiro veículo a apresentar a pintura Sport Grey Metallic,” afirma Michael Mauer, vice-presidente da Style Porsche. “O ‘Grey’ nunca decepciona; sempre é marcante e interessante.”

No entanto, como alternativas, o novo 911 Sport Classic também está disponível em preto sólido, cinza ágata metalizado, azul genciana metalizado ou, ainda, pode vir pintado em qualquer cor que o cliente escolher, por meio do programa Paint to Sample.3”. Para enfatizar o design esportivo do carro, a série especial é decorada com faixas duplas na tonalidade sports grey, que se estendem desde o capô, passando pelo teto, até o spoiler traseiro.

Interior segue o padrão “Pepita”, que mescla tecido xadrez e couro nas cores conhaque e preto

No interior, o icônico padrão “Pepita”, em tecido xadrez, pode ser encontrado nos painéis das portas e no centro dos bancos, enquanto o estofamento revestido de couro semianilina, que combina os tons preto e conhaque clássico, oferece um contraste elegante com a cor externa.

Tão exclusivo quanto o design, o conceito da tração do novo 911 Sport Classic é igualmente único: o motor de seis cilindros opostos (boxer) biturbo, de 3,7 litros, refrigerado a líquido, despeja seus 550 cv de potência no asfalto somente pelas rodas traseiras. Com isso, o novo Sport Classic é o 911 com câmbio manual mais potente disponível hoje.

Motor boxer 3.7 biturbo, de 550 cv, é combinado, pela primeira vez, à caixa manual de sete marchas

A caixa de mudanças de sete marchas possui função auto-blip, que compensa a diferença de rotações entre o motor e as rodas com uma breve elevação de giros durante a redução da marcha – procedimento que, nas pistas, é conhecido como “punta-taco”, quando o piloto, nas entradas das curvas, antes de mover a alavanca do câmbio, pisa na embreagem com o pé esquerdo, enquanto com a parte superior do direito aciona o pedal do freio, ao mesmo tempo em que golpeia brevemente o acelerador com o calcanhar.

Combinado ao sistema de escapamento esportivo de série, especialmente adaptado ao modelo, o auto-blip oferece uma experiência sonora ainda mais emocionante – não só para os ocupantes, mas, também, para quem está ao redor.

Suspensão é rebaixada em 10 mm e vem com gerenciamento eletrônico Pasm, que se adapta ao piso

A suspensão, baseada na dos modelos 911 Turbo e 911 GTS, atende plenamente aos requisitos de alto desempenho deste supercarro: graças ao Porsche Active Suspension Management (Pasm) de série, seus amortecedores respondem às mudanças do piso na velocidade da luz, garantindo, de forma instantânea, maior aderência, tração e desempenho.

O sistema Pasm é combinado com um conjunto de suspensão esportiva, que tem sua altura rebaixada em 10 mm, em comparação ao modelo standart.

Porsche 911 Sport Classic é o segundo da coleção, iniciada pelo Targa 4S Heritage Design Edition (dir)

Como parte do pacote Heritage Design Classic, elementos internos selecionados do novo 911 Sport Classic também estarão disponíveis para a maioria dos modelos 911 atuais.

A casa de Stuttgart também criou um cronógrafo de alta qualidade, disponível de forma exclusiva para os compradores de um Porsche da edição de colecionador.

Novo integrante da edição especial é acompanhado por um cronógrafo exclusivo da Porsche Design

O relógio reflete perfeitamente o design do novo 911 Sport Classic, para que o estilo exclusivo do Porsche Heritage acompanhe o cliente por onde ele for, mesmo longe do volante.

Fonte: Porsche do Brasil I Edição: Fábio Ometto I imagens: Divulgação