BMW 530e M Sport Dark Edition: o lado escuro da força híbrida

Versão eletrificada do sedã médio ganha design ainda mais agressivo e já está em pré-venda no Brasil. Seus dois motores (gasolina e a bateria) somam potência de 292 cv

BMW 530e M Sport: o lado escuro da força híbrida

A BMW está ampliando no Brasil sua linha de modelos híbridos com o lançamento do sedã médio 530e M Sport na configuração Dark Edition. O modelo, símbolo da mobilidade eletrificada dentro da gama Série 5, vem equipado com dois motores, um elétrico e outro a combustão, que juntos entregam 292 cv de potência, além de contar com a função XtraBoost, que adiciona 40 cavalos extras. O propulsor elétrico é alimentado por baterias de íons de lítio, com recarga do tipo plug in – ou seja, por meio de tomada conectada à rede elétrica.

Produzido em Dingolfing, na Alemanha, o BMW 530e M Sport Dark Edition está disponível para pré-venda no mercado brasileiro pelo preço sugerido de R$ R$ 425.950, com as primeiras entregas previstas para junho. A compra antecipada do modelo pode ser feita pelos canais digitais das concessionárias da BMW ou por meio do Instagram @bmwdobrasil. Após o contato inicial, o cliente será direcionado à concessionária de sua preferência para a finalização do atendimento à distância.

BMW 530e M Sport Dark Edition oferece várias opções cores externas, inclusive branca

A nova proposta do sedã executivo esportivo traz as rodas, detalhes externos, grades frontais com acabamentos em preto, dando um apelo ainda mais ousado, imponente e “misterioso” ao modelo, combinados com faróis e lanternas que já possuíam aparência escurecida. O sedã também possui teto solar panorâmico elétrico em cristal e acabamento externo BMW Individual em High-Gloss Shadow Line, de alto brilho.

No entanto, o cliente tem à disposição outras cores para a pintura externa além das opções preto carbono e preto safira, podendo escolher entre o cinza sophisto, azul mediterrâneo, azul bluestone e até o branco alpino. O interior pode ser encomendado em couro totalmente preto para os revestimentos, ou combinado com dakota, cognac ou night blue (azul escuro).

Detalhes em azul e a tampa da tomada de recarga diferenciam a versão híbrida

O design, ao mesmo tempo clássico e moderno do BMW 530, se destaca na versão híbrida por meio dos filetes azuis vistos na borda superior dos faróis e pelas pinças de freio dianteiras pintadas na mesma cor.

Outro item característico é a tampa da tomada de recarga da bateria (semelhante à do bocal do tanque de combustível) vista no paralama dianteiro esquerdo.

Faróis do BMW 530e têm tecnologia Laserlight

O conjunto óptico é composto por um sistema avançado que integra faróis BMW Laserlight, faróis de neblina em LED e assistente de farol alto. O sedã também conta com a proteção acústica para pedestres chamada Vehicle Sound Generator (VSG), um dispositivo de segurança que gera um som artificialmente durante o uso do modo de condução somente elétrico a até 30 km/h, para que se possa ouvir o veículo se aproximando.

BMW 530e 2021

Os dois motores do conjunto de propulsão híbrida do BMW 530e podem trabalhar tanto em conjunto quanto de maneira individual, conforme as exigências do motorista. O engenho a gasolina é o quatro cilindros de 1.998 cm³, capaz de gerar 184 cv, entre 5.000 e 6.500 rpm, e 30,5 kgf.m de torque, de 1.350 a 3.700 rpm. Paralelamente, o motor elétrico de última geração BMW eDrive desenvolve outros 108 cv, proporcionando a potência combinada de 292 cv e o torque de 42,8 kgf.m.

Modo Sport da transmissão inclui o sistema XtraBoost, que adiciona 40 cv

A força de ambos os motores é direcionada para as rodas traseiras, por meio da transmissão automática Steptronic, de oito velocidades, com alavancas atrás do volante (paddle shifts) para trocas manuais de marcha.

Um recurso especial do BMW 530e é o sistema XtraBoost, ativado por meio do modo Sport da transmissão, que libera 40 cavalos adicionais à potência combinada, mantendo essa potência máxima por dez segundos, o que propicia acelerações ainda mais instantâneas e vigorosas, aumentando a segurança nas ultrapassagens e o prazer de dirigir.

Recarga das baterias de íons de lítio é feita por sistema plug in, conectado à rede elétrica

O novo Série 5 híbrido tem autonomia elétrica estimada de até 56 km, 10 km a mais do que na versão anterior, utilizando as regras do ciclo Wltp (Worldwide Harmonised Light Vehicles Test Procedure), globalmente utilizado para aferir o consumo de combustível e os níveis de emissões de poluentes de veículos leves a combustão, elétricos ou híbridos entre ambos.

Baterias foram posicionadas à frente do eixo traseiro, para melhor distribuição do peso

O motor elétrico é posicionado entre o motor a combustão e a transmissão, dispensando a necessidade do conversor de torque, o que contribui para a redução do peso do conjunto motriz e sua melhor distribuição entre os eixos.

A bateria de alta voltagem, composta por células de íons de lítio, oferece capacidade total bruta de 12 kWh e líquida de 10,5 kWh. Ela foi alocada à frente do eixo traseiro, enquanto o tanque de combustível foi instalado acima do mesmo eixo, para equilibrar o peso na carroceria.  O porta-malas possui piso totalmente plano e capacidade total de 410 litros – espaço limitado para as bagagens de cinco pessoas.

BMW Driving Assistant Professional

O Série 5 plug-in híbrido tem alguns dos mais avançados sistemas de condução semi-autônomos da BMW, com destaque para o Driving Assistant Professional, sistema de condução que permite ao veículo trafegar sem interferência do motorista no anda e para de congestionamentos ou de trânsito lento, por exemplo, bem como em viagens por rodovias; mas, seja qual fora a situação, o motorista deve estar sempre atento e pronto a retomar o controle do veículo.

Outros recursos de direção autônoma são o Parking Assistant Plus com BMW Drive Recorder, que mede os espaços para estacionar automaticamente por intermédio de câmeras e sensores e realiza as manobras com máxima precisão, com economia de tempo e maior conforto ao condutor.

Painel BMW Live Cockpit Professional

O motorista do novo 530e também dispõe do painel BMW Live Cockpit Professional, que oferece ao usuário todas as informações e monitoramento da condução por intermédio de duas telas digitais, sendo uma central de 12,3” (31,2 cm) e outra no quadro de instrumentos iDrive, atrás do volante, de 10,25” (26 cm), além de interfaces para aparelhos eletrônicos.

O conteúdo de novas tecnologias também inclui o BMW Intelligent Personal Assistant, sistema capaz de executar inúmeras funções no veículo ou explicar o funcionamento de equipamentos por meio de ativação por comando de voz com la frase “Olá, BMW”, ou qualquer outra que o usuário programe. Além disso, o sistema é capaz de aprender os hábitos do motorista e adaptar suas funções.

Plataforma BMW ConnectedDrive permite interação com o smartphone

Outros diferenciais são o sistema de carregamento para smartphones sem fio (por indução) e os serviços disponíveis por intermédio do BMW ConnectedDrive, tais como BMW Teleservices, que alerta o condutor sobre manutenções periódicas; chamada de emergência inteligente (em caso de acidentes em que o motorista não reaja); serviços de infoentretenimento, que incluem portal de notícias e informações sobre clima.

O BMW apps permite a integração do painel com smartphones e iPads, por meio das plataformas Android e iOS, que além do acesso a aplicativos de navegação e de música, por exemplo, também adiciona a função de Concierge, a qual fornece informações de conveniência como hotéis e restaurantes nas proximidades do veículo, 24 horas por dia e sete dias por semana.

Tecnologia Digital Key permite travar e destravar as portas, além de acionar o motor

O BMW 530e M Sport foi o primeiro veículo da marca sediada em Munique a contar com a tecnologia Digital Key, que transforma o iPhone do usuário em uma chave digital, permitindo travar e destravar as portas do carro apenas usando o aparelho celular, o que traz muito mais comodidade e praticidade.

BMW 530e M Sport tem iluminação traseira totalmente de LED

A configuração da chave digital pode ser feita por intermédio do aplicativo BMW Connected, e o proprietário do carro também pode criar chaves virtuais e compartilhá-las via iMessage com até cinco pessoas – inclusive no Apple Watch, a versão de pulso do iPhone.

A tecnologia também possibilita dar a partida no motor remotamente, permitindo que o conjunto motriz atinja a temperatura mais próxima do ideal antes mesmo de o veículo entrar em movimento.

Fonte: BMW do Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação