CES 2020: Hyundai e Uber revelam projeto de veículo aéreo

Conceito 100% elétrico pode viajar a 290 km/h e deve iniciar testes este ano. Aeronave é parte de solução de mobilidade inteligente que inclui translado terrestre e hubs

CES 2020: Hyundai e Uber revelam projeto de veículo aéreo

A Hyundai Motor Company e a Uber anunciaram na Consumer Electronics Show (CES) 2020 – a maior exposição do mundo de tecnologias para o consumidor, que se encerra hoje, em Las Vegas -, uma parceria para desenvolver um novo conceito de aeronave, conhecido como PAV – sigla em inglês para Veículo Pessoal Aéreo. O modelo com propulsão totalmente elétrica e capacidade para cinco ocupantes, incluindo o piloto, será desenvolvido com foco na aplicação para a futura rede de compartilhamento de viagens aéreas Uber Air.

A fabricante de veículos sul-coreana também aproveitou o evento anual para divulgar em seu estande de quase 700 m² a Solução de Mobilidade Inteligente Hyundai, sua visão de transporte para as cidades no futuro, apoiada em três pilares inovadores: a Mobilidade Aérea Urbana (UAM), representada pelo PAV, que neste cenário tecnológico recebe o nome conceitual de “S-A1”; o Veículo Construído com Propósito (PBV), ou “S-Link”, que combinará o deslocamento terrestre compartilhado com atividades e serviços em transito; e o hub, chamado de “S-Hub”, estação de apoio e transferência para os modais que também funcionará como espaços de uso comunitário, alinhados com as possibilidades dos PBVs.

Hyundai Uber S-A1

O projeto do PAV segue o conceito das aeronaves elétricas de decolagem e pouso verticais (como os drones), conhecidas como eVtols. Para aumentar o nível de segurança, o modelo da Hyundai distribui a propulsão entre vários rotores e hélices em torno da cabine, para fornecer redundância em diversas camadas e garantir uma operação segura. Todavia, a aeronave também será equipada com paraquedas.

Essa configuração de múltiplos propulsores também reduz significativamente o ruído em comparação com os grandes helicópteros de rotor movidos a combustão, o que torna o S-A1 ainda mais confortável para os passageiros e apropriado ao ambiente urbano.

Hyundai Uber S-A1

A arquitetura da cabine dispõe de assento avançado para o piloto, mais quatro poltronas para passageiros, permitindo que embarquem e desembarquem facilmente. Entre os bancos, há espaço reservado para bagagens de mão.

O projeto prevê que, com o desenvolvimento de tecnologias relevantes, como a chamada “Internet das Coisas” (IoT), o SA-1 passe a operar como aeronave autônoma, abrindo mais um assento para passageiro.

Hyundai Uber S-A1

Utilizando materiais compostos de carbono em sua construção, o S-A1 foi desenhado para operar em velocidades de até 290 km/h, altitudes entre 1.000 e 2.000 pés (300 a 600 metros), e aplicação em viagens no raio de 100 km. Segundo a Hyundai, durante os horários de pico, serão necessários cerca de cinco a sete minutos para recarregar as baterias.

Na CES 2020, o modelo em tamanho natural do S-A1 está sendo exibido a 2,2 m de altura, para criar a sensação de pleno voo. Os visitantes também têm a oportunidade de experimentar uma viagem a bordo do PAV, por meio de realidade virtual. E neste vídeo, é possível acompanhar como é a dinâmica de funcionamento do veículo:

A Hyundai é a primeira empresa automotiva a aderir à iniciativa do Uber Elevate – ecossistema de mobilidade urbana envolvendo veículos aéreos, em fase de desenvolvimento pela empresa de transporte por aplicativo – trazendo capacidade de produção de veículos em escala, inclusive elétricos. Além da montadora de automóveis sul-coreana, a Uber firmou parcerias com fabricantes do setor aeronáutico, incluindo a Embraer e a Bell, que também desenvolvem os projetos particulares de eVtols, chamados EmbraerX e Nexus, respectivamente.

O conceito de veículo aéreo da Hyundai foi criado em parte pelo processo de projeto aberto da Uber, uma abordagem inspirada na Nasa, que estimula a inovação ao divulgar publicamente os conceitos da tecnologia a ser desenvolvida. A Uber anunciou uma meta de demonstrações de voo para este ano e a disponibilidade comercial do Elevate em 2023.

Hyundai S-Link

A segunda solução de mobilidade da Hyundai é o módulo PBV – ou S-Link na concepção de cidade do futuro da montadora -, que pode acomodar um amplo espectro de aplicações e permite que os passageiros desfrutem de serviços personalizados enquanto viajam.

Após a personalização, os S-Links podem funcionar como restaurante, cafeteria e hotel, ou mesmo clínica e farmácia, além de serem um serviço de transporte urbano. O interior pode ser configurado de acordo com as necessidades individuais, por meio de peças modulares.

Hyundai S-Link

Inspirado no icônico bondinho de São Francisco, na Califórnia, o veículo é totalmente elétrico e tem tamanho ajustável de 4 a 6 metros, com desmontagem completa das partes superior e inferior da estrutura. Seu recurso de inteligência artificial (IA) permite que ele navegue pelas melhores rotas e recarregue as baterias durante os deslocamentos, com a ajuda de carregadores específicos.

O PBV também poderá viajar de forma autônoma em comboios, o que deve trazer mudanças inovadoras para os serviços de entregas e logística nas cidades futuras.

Por fim, a terceira solução de mobilidade apresentada pela Hyundai é o S-Hub, um novo espaço comunitário inovador que conecta os modais UAM (aéreo) e PBV (terrestre).

O Hub possui um porto aéreo para o PAV na parte superior e estações de ancoragem no solo (como os fingers dos aeroportos), nos quais o PBV vai se acoplar, seja para o embarque e desembarque, ou servir como espaço personalizado.

Solução de Mobilidade Inteligente Hyundai

O projeto prevê que os S-Hubs possam ser transformados em novos equipamentos para as cidades, como complexos culturais com salas de concerto, cinemas e museus, entre outros, combinados aos serviços implementados nos PBVs. Também poderão ser configurados como centros médicos, conectando PBVs equipados como clínicas, consultórios e farmácias.

Solução de Mobilidade Inteligente Hyundai

Em uma visão orgânica, a Solução de Mobilidade Inteligente Hyundai funcionará assim: o UAM conecta o céu e o solo, enquanto o PBV conecta pessoas às pessoas nas ruas. Essas duas soluções de mobilidade inteligente se conectam no Hub, que será instalado nas cidades futuras para formar um ecossistema de mobilidade.

A proposta faz parte da estratégia da Hyundai para acelerar a implementação de sua visão de marca voltada ao “Progresso para a Humanidade”, pela qual planeja se transformar em um “Fornecedor de Soluções de Mobilidade Inteligente”. Veja como a marca sul-coreana imagina o futuro das cidades, nesta projeção sobre a São Francisco de 2030:

Fonte: Hyundai Motor I Imagens: Divulgação