Fórmula E: Nyck de Vries e Sam Bird vencem na Arábia Saudita

Sérgio Câmara foi o melhor entre os brasileiros, com o quarto lugar na corrida do sábado, encerrada antes do previsto após uma batida impressionante. Veja o vídeo:

Fórmula E: Nyck de Vries (foto) e Sam Bird vencem na Arábia Saudita

A Fórmula E deu a largada para a temporada 20201/2022 neste final de semana com as duas primeiras etapas do calendário disputadas em Al-Diriyah, na Arábia Saudita. Foi a primeira vez em que os monopostos 100% elétricos correram à noite desde a estreia da categoria, em 2014.

Na sexta-feira, a primeira das duas provas foi vencida de ponta a ponta pelo holandês Nyck de Vries, da Mercedes, que havia já havia dominado os dois treinos livres, no dia anterior, e conquistou a pole-position poucas horas antes da largada. Completaram o pódio o suíço Edoardo Mortara (Venturi), que chegou em segundo após uma ousada dupla ultrapassagem sobre o britânico Mitch Evans, da Jaguar, que terminou em terceiro, e sobre Pascal Wehrlein, piloto da Porsche, que caiu para quinto, depois de também ser superado por René Rast, da Audi, o quarto. Veja o replay do espetacular “ataque Mortara”:

Lucas Di Grassi, da Audi Sport, foi o melhor brasileiro na etapa de abertura, em nono lugar, após largar na 16ª posição. Sergio Sette Câmara, da equipe Dragon Penske, ainda com o carro do ano passado, iniciou a corrida em 23º e terminou em 20º, dentre 24 pilotos que largaram, e não somou pontos.

O mineiro, que disputa a Fórmula E pelo segundo ano, chegou a sofrer uma punição (drive through, que é a passagem pela área dos boxes em baixa velocidade) e cair para último durante a prova.

As corridas em Al-Diriyah foram as primeiras da Fórmula E disputadas à noite

A segunda prova, disputada no sábado, terminou com a vitória do piloto britânico Sam Bird, da Jaguar Racing. A segunda posição ficou para o holandês Robin Frijns, da Virgin, seguido pelo atual campeão da categoria, o português Antonio Félix da Costa, da DS Techetaah.

Ainda com o carro de 2020, Câmara largou em segundo, no sábado, e chegou em quarto

Os dois brasileiros finalizaram a corrida dentro da zona de pontuação. O mineiro Sérgio Sette Câmara, que largou da segunda posição, foi superado antes da primeira curva pelo vencedor da prova e, em seguida, por Félix da Costa, terminando na quarta posição.

Enquanto isso, Lucas di Grassi, da Audi Sport, que havia conseguido apenas a 15ª posição no grid, terminou em oitavo lugar.

Carro de Alex Lynn se arrastou cabeça para baixo até parar na proteção da pista

A prova foi encerrada a poucos minutos do término do tempo regulamentar de 45 minutos mais uma volta, logo após a direção de prova determinar a bandeira vermelha interrompendo a corrida, por conta de uma sequência de batidas protagonizadas pelo piloto britânico Alex Lynn, da Mahindra, e que envolveu também o suíço Sebastien Buemi, da Nissan, o alemão Maximilian Gunther, da BMW Andretti, e o neozelandês Mitch Evans, com o Jaguar.

Após colidir com o muro na tentativa de ultrapassar Evans num trecho de reta, o carro de Lynn decolou e caiu de volta na pista de cabeça para baixo, se arrastando no asfalto por algumas dezenas de metros até parar na barreira de pneus da área de escape. Veja como foi:

Logo após deixar o carro com a ajuda dos fiscais de pista, Lynn foi levado para o hospital para passar por exames, sendo liberado na sequência.

Em suas redes sociais, já de volta ao hotel, o piloto da equipe indiana divulgou um vídeo tranquilizando os fãs.

Mesmo sem pontuar na primeira etapa, vitória no sábado coloca Bird na vice-liderança

Com a vitória no sábado, Sam Bird se consolidou ainda mais como o único piloto a vencer pelo menos uma prova em todas as temporadas da Formula E até agora.

Na tabela de classificação, após as duas primeiras provas do ano, o líder é de Vries, vencedor da primeira corrida e nono na segunda. O piloto da Mercedes tem 32 pontos, seguido por Bird, com 25, e Robin Frinjs, com 22. Sérgio Sette Câmara é o nono, com 12 pontos, e Lucas di Grassi o 14º, com seis. Vale lembrar que ao longo de toda a temporada passada, a equipe Dragon Penske, de Câmara, somou apenas dois pontos.

Sistema de iluminação no circuito de Al-Diriyah funcionou perfeitamente

A próxima etapa da temporada será em Roma, na Itália, no dia 10 de abril. Na sequência, estão programadas as provas de Valência (Espanha), Monte Carlo (Mônaco), Marrakesh (Marrocos) e mais uma dupla rodada em Santiago (Chile).

Ainda não tiveram datas confirmadas as provas de Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra), Sanya (China), Seul (Coreia do Sul), Cidade do México e Nova Iorque (Estados Unidos). A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) monitora o cenário da pandemia do novo coronavírus (covid-19) para definir a realização ou não das corridas.

Fonte: FIA Formula E e Agência Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação e redes sociais