Aston Martin DBR22, um novo conceito de design a céu aberto

Roadster mescla visual de esportivos icônicos com métodos de produção avançada, como carroceria de carbono e impressão em 3D. Motor V-12 pode levá-lo aos 319 km/h!




A edição deste ano da badalada Monterey Car Week, aberta na última quarta-feira (17) e encerrada neste domingo, foi o cenário escolhido pela Aston Martin para revelar algumas novidades, entre elas o DBR22, modelo sem teto de dois lugares, com motor V-12 biturbo, que traz um novo conceito de design à extraordinária linhagem de roadsters da marca britânica.

Realizada anualmente na cidadezinha que empresta o nome ao evento, na costa central da Califórnia (EUA) – a mesma que sediou o Festival Pop de 1967, quando Janis Joplin foi apresentada ao mundo e Jimmy Hendrix incendiou o público colocando fogo em sua Fender Stratocaster – a semana automotiva oferece aos aficionados por motores vindos de todas as partes do mundo uma extensa programação que inclui exposições, concursos de beleza e originalidade, leilões e lançamentos de veículos – todos com valores também espetaculares.

Novo conceito da Aston Martin foi revelado durante a Monterey Car Week 2022, na Califórnia

O DBR22 é a mais recente criação da Q by Aston Martin, a divisão da marca dedicada à produção de carros exclusivos para os clientes mais exigentes, que este ano comemora uma década de atividades.

O conceito de design do novo Aston Martin a céu aberto apresenta a carroceria totalmente inédita, mas que mantém as proporções clássicas para limitar suas curvas bem pronunciadas e musculares, que imediatamente evocam os traços herdados de modelos de competição icônicos da marca, como o DBR1 e o DB3S.

O conceito de design do novo roadster – termo, em inglês, usado para designar os esportivos de dois lugares, conversíveis ou abertos – combina o clássico e sedutor desenho das carrocerias sem teto com materiais sofisticados e tecnologias de fabricação avançadas. O melhor exemplo disso é o subchassi traseiro do DBR22 produzido por meio de impressão em 3D, método que a Aston Martin está aplicando pela primeira em sua fábrica.

Fabricante passa por um reposicionamento da marca, que incluiu a atualização do seu emblema

O uso de tecnologias de construção inovadoras por parte da fabricante britânica, fundada em 1913, coincide com o atual processo de reposicionamento da marca, que recentemente apresentou a atualização visual de seu emblema centenário.

As mudanças marcam a gestão do bilionário canadense Lawrence Stroll, que há cerca de dois anos liderou o grupo de investimentos que injetou polpudas quantias na montadora britânica de luxo, sendo conduzido ao controle da montadora, além de assumir a direção geral da equipe de Fórmula 1, que tem seu filho Lance como um dos pilotos titulares.

Carroceria tem o mínimo de superfícies planas, para resultar num visual mais encorpado e atlético

De volta ao DBR22, sua forma excepcional em formato de “carruagem” foi concebida a partir de um número mínimo de superfícies planas na carroceria, para resultar numa presença mais esculpida e muscular.

Uma característica particularmente notável é a grade dianteira totalmente nova, feita de fibra de carbono, que ganha um design exclusivo ao invés das tramas usuais vistas nos modelos de série da Aston Martin.

Desenho do capô insere abertura em U, para acelerar fluxo de ar do motor V-12

Este desenho frontal foi inspirado diretamente no DBR1 e no DB3S, mas repaginado para transmitir um visual verdadeiramente moderno, conferindo a identidade única do novo modelo. O capô em dois níveis, com relevo em U, abre uma janela de ventilação sob a borda dianteira para ajudar no resfriamento do imenso motor.

Enfatizando sua linhagem oriunda das pistas, o DBR22 traz um pequeno defletor transparente no lugar do parabrisa, que desvia o ar frontal do rosto dos ocupantes, e espelhos com visual retrô e hastes aerodinâmicas, também em carbono, montados sobre as portas.

Rodas de 21″ têm estilo inédito, com desenho de 14 raios criado especialmente para o DBR22

Perfeitamente alojadas pelos encorpados paralamas, as rodas de liga leve de 21 polegadas exibem o estilo totalmente novo e exclusivo, com desenho de 14 raios, em dois tons (preto e diamantado), criado especialmente para o DBR22. O cubo da trava central, também derivado do automobilismo, dispõe de uma ampla paleta de cores, a escolher, para o seu acabamento. Os pneus Pirelli PZero têm medidas de 265/35, na dianteira, e 305/30, na traseira.

O toque clássico nas laterais é complementado com os grandes cálipers de freio na cor bronze. Ainda não foram divulgadas as especificações técnicas do novo roadster, mas, pelas imagens, é possível observar que seus imensos discos de frenagem são compostos fibra de carbono e cerâmica, que oferecem maior eficiência e não dilatam, mesmo se superaquecidos.

Arcos estendidos atrás dos assentos reduzem turbulência na cabine e protege ocupantes

Na traseira, erguendo-se por trás dos assentos, duas elevações na carroceria (ou naceles, na linguagem aeronáutica), em forma de arco e estendidas paralelamente até quase o final da carroceria, suavizam o fluxo de ar dentro da cabine e protegem as cabeças dos ocupantes em caso de capotamento.

O filete de luz horizontal de um lado a outro do painel traseiro, com luzes de LED (Diodo Emissor de Luz), foi desenhado especialmente para o DBR22 e contribuem para a identidade única do modelo. Abaixo dele, um painel perfurado permite a saída do ar quente. Juntamente com o difusor aerodinâmico integrado e o par de saídas de escape de grande diâmetro, o DBR22 terá uma presença incrível por onde quer que passe.

Carroceria com silhueta do tipo “carruagem” foi inspirada nos modelos DBR1 e DB3S, joias da casa

O conceito de design do DBR22 também apresenta a pintura externa com a racing green (a cor verde que tradicionalmente representa a Grã-Bretanha nas pistas) totalmente personalizada, desenvolvida por meio da tecnologia Paint to Sample, disponível por meio dos serviços sob medida da Q by Aston Martin.

No entanto, os clientes têm a liberdade de criar algo completamente único, graças às infinitas possibilidades oferecidas pela customizadora. É possível compor desde a tonalidade exclusiva para a carroceria até os grafismos e materiais personalizados para os acabamentos internos e externos, de forma que cada DBR22 – ou qualquer outo Aston Martin – possa ultrapassar os limites do design e do desejo de quem pode pagar pelos seus sonhos.

Interior requintado mistura arremates de couro e fibra de carbono exposta

O cockpit do DBR22 continua a fusão de abordagens clássicas e contemporâneas no design, com muitos componentes exclusivos e uso extensivo de couro e fibra de carbono aparente. O painel totalmente novo e com elegantes telas de infoentretenimento define o ambiente limpo e organizado. Apesar de se inspirar nos carros de competição, inteernamente o DBR22 não é um modelo espartano. O revestimento de couro envolve o painel de instrumentos contemporâneo e os bancos esportivos de fibra de carbono, e se estende aos acabamentos das portas, para criar um toque convidativo na cabine.

Graças à usina de força extraordinariamente poderosa, de 12 cilindros em V, com 5,2 litros de cilindrada e biturbo, o DBR22 combina a aparência extraordinária com o desempenho verdadeiramente de tirar o fôlego: a potência máxima é de 715 cv e o pico de torque de 76,7 kgf.m, gerando impulsão suficiente para o DBR22 disparar da imobilidade aos 100 km/h em cerca de 3,4 segundos e atingir a velocidade máxima de 319 km/h. E sempre embalado pelo uivo empolgante dos doze cilindros – um estímulo irresistível para pisar fundo no acelerador.

Poderoso: motor V-12 biturbo rende 715 cv e permite acelerar de zero a 100 km/h em 3s4

Dinamicamente, o DBR22 conta com chassi aprimorado para fornecer precisão, agilidade e tato em igual medida ao motorista. A calibração exclusiva do motor e da transmissão automática de oito velocidades (com modo de trocas manuais no volante) baseia a modulação de torque que dá ao DBR22 a entrega de força e o comportamento diferentes de qualquer outro modelo. A coluna de direção fixa traz maior precisão e sensibilidade ao motorista, que tem um parâmetro mais confiável da aderência disponível, justifica a marca.

Atenção também foi dada à estrutura do chassi do DBR22. Painéis de deformação programada dianteiros e traseiros aumentam ainda mais a rigidez torcional e a segurança em caso de impacto. Combinados à calibração personalizada dos amortecedores adaptativos, o resultado é o maior controle da carroceria e refinamento na condução. Ou seja, o DBR22 oferecerá um prazer absoluto de dirigir, seja na estrada ou na pista, promete a Aston Martin.

Customizadora Q by Aston Martin oferece infinitas opções de acabamentos interno e externo

O inovador subchassi traseiro do DBR22 é feito de várias peças de alumínio impressas em 3D, que são, depois, coladas para formar a subestrutura final. As vantagens são a economia significativa de peso, mas sem redução na rigidez. Paralelamente, o novo método de manufatura também abre a possibilidade de produzir peças especiais para outros modelos de volume ultrabaixo da marca, conforme a demanda.

O Aston Martin DBR22 foi exposto no Concurso de Elegância de Pebble Beach, durante todo o último final de semana, dentro da programação da Monterey Car Week 2022. Por enquanto, a marca não confirmou a entrada em produção do seu novo conceito de esportivo sem teto. Oremos aos céus!

Fonte: Aston Martin Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação




Sobre Universo Motor 995 Artigos
Jornalista e editor de conteúdo