Embraer faz primeiro teste com avião 100% elétrico

Protótipo está sendo desenvolvido na unidade da empresa de Botucatu, SP, em cooperação com a WEG, e tem como base um monomotor agrícola EMB-203

Embraer faz primeiro teste com avião 100% elétrico

A Embraer realizou na última quinta-feira (19), em sua unidade de Botucatu, interior de São Paulo, o primeiro teste estático do avião movido 100% a eletricidade, desenvolvido em parceria com a WEG, indústria nacional de equipamentos elétricos, sediada em Santa Catarina.

O protótipo, que teve as primeiras imagens reveladas em agosto, tem como base um modelo monomotor agrícola EMB-203, movido a etanol, adaptado receber os sistemas e componentes da propulsão elétrica. Nesta fase do programa de testes, foi utilizada uma fonte externa de energia para alimentar o sistema elétrico de alta tensão do protótipo, o qual aciona o trem de força (powertrain), composto pelo motor e o inversor, instalado no avião. Assista ao vídeo:

O primeiro voo da aeronave de demonstração 100% elétrica deverá acontecer em meados de 2020, após a chegada do conjunto de baterias de alta voltagem, no início do ano, que permitirá os avanços dos ensaios em condições de operação real.

Segundo a Embraer, o processo de eletrificação faz parte de um conjunto de esforços realizados junto a outras empresas do setor, que visa atender seus compromissos de sustentabilidade ambiental, a exemplo do que já vem sendo feito com biocombustíveis (como o etanol) para redução de emissões de carbono.

Embraer faz primeiro teste com avião 100% elétrico

A proposta de desenvolvimento tecnológico para eletrificação aeronáutica – como este formalizado em sistema de cooperação com a WEG, anunciado em maio deste ano -, é um instrumento eficaz e eficiente para a capacitação e maturação das tecnologias antes da aplicação em produtos futuros.

Ainda de acordo com Empresa Brasileira de Aeronáutica, que está comemorando 50 anos de atividades em 2019, outra vantagem de se estabelecer parcerias estratégicas por meio de mecanismos mais ágeis de cooperação é o estímulo às redes de conhecimento da companhia, que permitem um significativo aumento de competitividade do país.

Fonte: Embraer I Imagens: Divulgação