Renault Rafale chega em 2024 para voar mais alto e distante

Inspirado no vento e criado para ocupar o topo da gama, SUV cupê urbano trará o novo design da marca e seu motor híbrido de entrada poderá alcançar até 1.100 km




Renault Rafale chega em 2024 para voar mais alto e distante

A Renault aproveitou a abertura de uma das maiores e mais tradicionais exposições aeronáuticas do mundo, o Paris Air Show 2023 – que acontece esta semana, no aeroporto de Le Bourget, nos arredores da capital francesa -, para revelar o crossover híbrido Rafale. O nome, que significa “rajada” em francês, remete ao vento, fazendo conexão com o universo aeronáutico – que também faz parte da longa trajetória da marca de automóveis francesa (saiba mais no final da página).

De volta ao presente, após implementar profunda atualização tecnológica em matéria de motorizações híbridas, chassis e equipamentos eletrônicos, a Renault se debruçou à elaboração de um veículo dedicado ao prazer de dirigir e com vocação para ocupar o topo de toda a sua gama de automóveis.

Renault Rafale E-Tech hybrid

E, assim, nasceu o Rafale, completamente inédito e primeiro veículo previsto para produção em série criado dentro da nova linguagem de design da marca – a qual preconiza que apenas a vanguarda permitirá a um novo modelo se manter atrativo durante todo seu ciclo de vida.

Fora isso, integrado ao conceito de sustentabilidade, o novo modelo também fará uso de materiais reciclados.

“O Rafale é uma forte demonstração da nova linguagem do design da marca Renault. O modelo se mantém fiel ao seu DNA por meio das curvas generosas, tratadas com grande precisão, associadas às linhas estendidas e detalhes técnicos que conferem personalidade e sofisticação ao conjunto” detalha Gilles Vidal, Vice-Presidente de Design da marca.

Renault Rafale E-Tech hybrid

A Renault apresenta o Rafale como um SUV cupê imponente, com design e comportamento dinâmicos, que permite compartilhar esta experiência intensa com amigos ou a família, ainda que os filhos já estejam (bem) crescidos.

Internamente, o motorista terá à sua disposição duas grandes telas, uma à sua frente, compondo o quadro de instrumentos horizontal, e outra ainda maior, vertical, no centro do painel, onde rodará o sistema multimídia.

Renault Rafale E-Tech hybrid

Os até cinco ocupantes do crossover compacto poderão viajar mais conectados, graças à plataforma Google built-in (ou seja, incorporada à eletrônica embarcada do veículo), disponibilizando mais de 50 aplicativos, dependendo do país.

Fora isso, a comodidade a bordo também contará com o sistema de áudio de alta fidelidade Harman Kardon e, opcionalmente, com o teto solar panorâmico Solarby, que permite o ajuste da opacidade do vidro e a luminosidade a bordo.

Renault Rafale E-Tech hybrid

Ainda sem revelar muitas informações técnicas, a Renault apenas adianta que o Rafale contará com duas versões do novo sistema de propulsão E-Tech hybrid, formado por um motor a combustão e outro(s) a eletricidade.

A opção de entrada do SUV terá potência combinada de 200 cv e, segundo a fabricante, poderá rodar até 80% do percurso na cidade no modo de condução totalmente elétrico, conforme o padrão Wltp (Worldwide Harmonised Light Vehicles Test Procedure, na sigla em inglês), método adotado como parâmetro de consumo para veículos automotores na Europa.

Renault Rafale E-Tech hybrid

Nessa configuração, o Rafale poderá chegar aos 130 km/h de velocidade máxima no modo elétrico, dependendo da carga da bateria e do estilo de condução.

Em relação à autonomia, com o tanque de combustível e baterias totalmente completos, o modelo poderá rodar até 1.100 km (também no padrão Wltp), a depender, também, do modo em que o motorista interagir com o acelerador.

Renault Rafale E-Tech hybrid

Mais adiante, o SUV cupê terá uma opção mais apimentada, com potência combinada de 400 cv e tração 4×4, para levar o prazer de dirigir a um patamar superior, afirma a marca.

O modelo também terá entre os seus diferenciais o sistema avançado 4Control, que permite o esterçamento das quatro rodas.

Renault Rafale E-Tech hybrid

Contudo, ainda será preciso esperar pouco mais de um ano para ver o novo Renault Rafale E-Tech aterrissar nas ruas. Completando o processo de certificação neste momento, a versão básica do modelo está prevista para chegar a partir do segundo trimestre de 2024 ao mercado do Velho Continente.

BELA, ARROJADA E DO AR

Adiante do tempo: Hélène Boucher e o Caudron C.430 Rafale com motor Renault

O ponto mais alto da relação entre a fabricante gaulesa de automóveis e as máquinas voadoras foram os sucessivos recordes de velocidade para mulheres pulverizados na primeira metade da década de 1930, graças à ousadia da automobilista e aviadora Hélène Boucher.

Seu feito mais notável ocorreu em 11 de agosto de 1934, quando a francesa de apenas 26 anos, no comando do monomotor Caudron C.430 Rafale, impulsionado pela Renault, atingiu a máxima de 445 km/h – um feito notável e atemporal, homenageado pelo novo SUV híbrido da marca. O vídeo abaixo (narrado em inglês) conta mais sobre essa trajetória inspiradora:

Três meses depois, infelizmente, Boucher perdeu vida de forma trágica, em decorrência do acidente sofrido com a mesma aeronave, nos arredores de Versailles, ainda próximo de Paris. Postumamente, ela foi condecorada como cavaleira da Legião de Honra da França, por mérito aos exemplos de bravura e de personalidade à frente do tempo, que continuam para sempre.

Fontes: Renault Brasil e Wikipedia I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação e reprodução da internet




Sobre Universo Motor 1033 Artigos
Jornalista e editor de conteúdo