Yamaha Série 275: mais estilo e inovação sob o sol da Flórida

Modelo estreante na classe de 27 pés tem design sofisticado, propulsão hidrojato de 500 cv e lança inovações como comando por aletas no volante e assentos submersos

Yamaha Série 275: mais estilo e inovação sob o sol da Flórida [Divulgação]

A Yamaha Boats, divisão da marca dos três diapasões nos Estados Unidos, lançou durante o Miami International Boat Show 2019, no estado da Flórida, em fevereiro, a nova Série 275 de barcos a motor.

Trata-se da primeira incursão da Yamaha na categoria de 27 pés (8,22 m) que, dessa forma, passa a oferecer a maior embarcação com propulsão a hidrojato disponível atualmente.

Yamaha Série 275E [Divulgação]

Para a linha 2019, o modelo é oferecido com três configurações de acabamento e de equipamentos, com duas opções de combinação de cores exclusivas em cada uma delas.

A básica 275E, que tem preço inicial de 100 mil dólares (nos EUA); a mais luxuosa 275SE, a partir de 115 mil dólares; e a topo de linha 275SD, que parte de 130 mil dólares.

Yamaha Série 275SD [Divulgação]

O perfil da Série 275 é arrojado e alia o mesmo charme de um barco de luxo que pode ser visto atracado em Mônaco ou Cannes. A posição avançada do piloto e as janelas envolventes e escurecidas dão ao modelo a aparência sofisticada.

A ampla área externa, dividida entre a proa e a popa, e a passagem aberta entre elas no centro do deck dão a impressão de que a festa vai começar a qualquer momento.

Yamaha Série 275SD [Divulgação]

A configuração de entrada E, mais despojada – e esportiva se preferir -, tem o cockpit totalmente aberto; já a intermediária 275SE oferece cobertura flexível de lona, enquanto a topo de linha SD dispõe de teto rígido com abertura solar (foto).

Nas três opções, o tanque de combustível tem capacidade para 340 litros, enquanto o reservatório de água doce, utilizada no chuveiro e na cozinha, pode armazenar até 53 l.

Yamaha Série 275 [Divulgação]

Os barcos da Série 275 são os primeiros equipados com dois motores marítimos Yamaha 1.8L SVHO, de 1.812 cm³ de cilindrada, sobrealimentados com turbocharger (compressor mecânico acionado pelo virabrequim) e intercooler (resfriador do ar que vai para dentro dos cilindros), totalizando 500 cv de potência. Trocando em miúdos, cada motor 1.8 desses rende 250 cv!

O sistema Jet Propulsion da Yamaha é composto por rotores de aço inoxidável com três lâminas, cada. E por não haver caixa de engrenagens no sistema hidrojato, a aceleração na Série 275 é totalmente contínua.

Yamaha Série 275SD [Divulgação]

Por ser compacta e leve, essa motorização permite a sua instalação, junto com a unidade de propulsão (driveline), mais perto do centro do casco, resultando em acelerações instantâneas e com menor elevação da proa.

Além disso, essa posição do trem de força oferece maior espaço disponível no deck para recreação – o que é desperdiçado com o alojamento do motor em outras marcas de barcos.

Yamaha Série 275SD [Divulgação]

A configuração topo de linha 275SD apresenta pela primeira vez em um barco de série a função de baixa velocidade chamada Drive, com aletas no volante (paddles shifts), semelhantes às encontradas nos automóveis para as trocas de marcha.

O sistema patenteado pela Yamaha permite ao condutor manobrar o barco de 27 pés precisamente em áreas de docas, atracadouros ou outros espaços restritos e congestionados. A função Drive é acessada usando a tela tátil do sistema multimídia Connext.

Yamaha Drive {Divulgação]

Assim, basta um toque e o Drive é ativado. A partir daí, utilizando apenas as aletas atrás do volante, o condutor pode alternar entre acelerar para frente ou para trás, além de controlar a velocidade em ambas as direções.

Fora isso, também não é preciso tirar as mãos do volante para acessar a alavanca de aceleração. O resultado é um novo padrão de manobrabilidade em baixas velocidades, mais intuitivo, confortável e conveniente.

A premiada tela tátil Connext é feita com os materiais mais duráveis para a eletrônica marítima. Intuitiva e confiável, ela funciona como uma central para as funções de infoentretenimento, tais como o mapeamento por GPS e o sistema de som.

Ela também exibe dados importantes sobre o barco durante a navegação, incluindo o controle do sistema Drive na configuração mais equipada (foto).

Yamaha Série 275 [Divulgação]

Sua tela minimalista de 12,3” dispõe de mais de 16 milhões de cores e backlight de mil nits de luminosidade, fazendo com que seja muito mais brilhante do os smartphones e facilitando a visualização mesmo com a luz solar incidindo diretamente.

Para selecionar as funções, basta acessar o teclado no alto da tela. E com os motores em ação, são exibidas as rotações, profundidade, nível de combustível e velocidade.

Yamaha Série 275 [Divulgação]

Várias características inéditas são encontradas em todos os lugares do Yamaha Série 275, incluindo os dois bancos removíveis que podem ser encaixados na popa. Eles ficam posicionados abaixo da superfície da água, proporcionando uma acomodação confortável e divertida, voltada para o interior da embarcação.

A escada entre os dois bancos do deck facilita o retorno ao barco e, quando for a hora de partir, basta trazer os assentos retráteis de volta a bordo.

Yamaha Série 275 [Divulgação]

Um dos pontos altos do desenho da nova Série 275 é a conexão entre as áreas da popa e do cockpit, formando um estofamento maior até do que uma cama de casal. Para isso, os bancos conversíveis da popa têm encostos rebatíveis para frente ou para trás, oferecendo diversas opções de acomodação.

A largura de 9 pés (2,74 m) do casco resulta em uma ampla área para o deck, oferecendo diversas opções para descanso e entretenimento. Na proa, dois bancos laterais podem acomodar até duas pessoas cada e oferecem um espaço ideal para curtir o sol, o que pode ser combinado ao vento no rosto durante as viagens.

Yamaha Série 275 [Divulgação]

A Série 275 é desenhada para a socialização, o que faz da cozinha uma grande novidade. Localizada atrás do assento do piloto, ela se integra perfeitamente com a circulação do barco e é facilmente acessível. A área inclui como itens padrão o balcão com pia encanada e, na parte inferior, armários com espaço para um fim de semana inteiro de suprimentos.

Aproveitando a generosa largura do casco, os desenhistas criaram outro armário em frente ao banco do acompanhante, no cockpit. A grande abertura da porta facilita o acesso à prateleira extensível e aos compartimentos internos para objetos menores.

Yamaha Série 275SD [Divulgação]

Enfim, desde a proa até a popa, passando pelo visual marcante e itens inéditos como o sistema Drive, não há algo igual à Série 275 entre as opções de entrada na categoria de 27 pés.

Infelizmente para o consumidor brasileiro, a Yamaha Náutica não comercializa barcos no mercado nacional – que conta com mais de 7.300 km de litoral e concentra 12% de toda a água doce disponível no planeta -, optando por dedicar seu catálogo de produtos aos segmentos de motores de popa, jets e motos aquáticas.