BMW R 18 “Spirit of Passion”, obra de arte inspirada no passado

Reimaginada por Dirk Oehlerking, a mente criativa da Kingston Custom, cruiser ganha carroceria nostálgica, a rigor para o design clássico do motor “Big Boxer”

BMW R 18 "Spirit of Passion", obra de arte inspirada no passado

Design inconfundível que se distingue de todos os outros. É assim que a BMW Motorrad – divisão de motocicletas da marca bávara – apresenta a R 18 Spirit of Passion (Espírito da Paixão), a mais nova obra talhada pelas mãos de Dirk Oehlerking, proprietário e chefe de criação da Kingston Custom, oficina dedicada às personalizações sobre duas rodas, com endereço na cidade alemã de Gelsenkirchen.

Natural de Hanover, também na Alemanha, ex-piloto de motociclismo, designer e artesão, Oehlerking desta vez imprime as digitais de seu talento virtuoso na série SoulFuel (Alma Combustível), uma colaboração entre a BMW Motorrad e alguns customizadores aclamados no cenário internacional. O ponto de partida para a obra é a BMW R 18, lançada no ano passado e que marcou a estreia da fabricante alemã no segmento das cruiser, trazendo desenho purista, tecnologia sem futilidades e, claro, o indissociável motor boxer, inserido no DNA da marca.

Criador e criatura: Dirk Oehlerking e a BMW R 18 Spirit of Passion

Neste projeto, Oehlerking demonstra, mais uma vez, que não apenas entende do que faz, mas faz uso de todo esse conhecimento em seu processo de criação, aperfeiçoado por mais de 35 anos. Ao longo desse tempo, a Kingston ganhou fama pelas suas customizações radicais. Contudo, todos que esperavam por uma completa reconstrução da cruiser se surpreenderam. “A BMW R 18 é tão perfeita que deixei a tecnologia como ela é”, exalta Oehlerking.

“O chassi é 100% original e tão sofisticado que nada poderia ser mudado nele”, justifica o artesão. Mas, ainda assim, salta aos olhos a completa e envolvente reestilização criada da Kingston Custom.

BMW R 18: campo aberto para a customização

A bem da verdade, a BMW R 18 nasceu predestinada à customização, graças à sua arquitetura extremamente despojada e confiável, que oferece um campo aberto às conversões. Contudo, mesmo em seu estado natural, ela se destaca pela referência histórica às suas antepassadas, evocando de forma técnica e visual modelos famosos como a BMW R 5.

Inspiração para Oehlerking veio de modelos clássicos da BMW, como o roadster 328

Finalizada a intervenção da Kingston Custom, o que mais cativa o olhar – e o que representou o maior desafio para a transformação – é a carenagem envolvente. Feita de alumínio e trabalhada manualmente pelo próprio Oehlerking, ela ostenta o design claramente inspirado no clássico estilo art deco.

Para os afeitos aos modelos da Bayerische Motoren Werke (Fábrica de Motores da Baviera), é imediata a associação com o BMW 328, o clássico roadster percorreu uma trajetória de grande sucesso dentro e fora das pistas durante a década de 1930, facilmente reconhecível pelo par de janelas estreitas e verticalizadas da grade frontal.

Estilo original da Kingston Custom está impresso em cada detalhe

A carroceria entalhada por Oehlerking é complementada com os componentes de design da própria Kingston, também produzidos artesanalmente, como o guidão e os paralamas também envolventes. A pintura na cor preta é personalizada pelos filetes aplicados na carenagem e no paralama traseiro, além de alguns detalhes particulares, como a assinatura Spirit of Passion.

Os piscas originais foram substituídos por microlâmpadas produzidas pela Kellermann e o farol de LED (diodo emissor de luz), com o clássico formato redondo, integrado à carenagem.

Sistema de escape foi refeito seguindo o estilo Kingston Roadster

O conjunto de escape ganhou o estilo Kingston Roadster, enquanto o assento veio de um catálogo de acessórios universais. O estiloso tanque de combustível em formato de gota (com volume de 16 litros), bem como as rodas raiadas de 19”, na frente, e de 16”, atrás – com pneus 120/70 e 180/65 B, na ordem -, foram mantidos originalmente.

Big Boxer: com 1,8 litro e 91 cv, é o mais poderoso dois cilindros opostos já produzido

O elemento central da BMW R 18 é motor de dois cilindros opostos, o Big Boxer (Grande Boxeador), assim chamado por causa da posição horizontal do pistão, semelhante ao movimento do punho dos pugilistas. Desenvolvido especialmente para a cruiser, o Big Boxer é o mais poderoso engenho de dois cilindros opostos já utilizado em uma moto de produção. Tanto a aparência clássica e atraente quanto a tecnologia incorporada refletem a continuação dos tradicionais motores boxer refrigerados a ar que vêm proporcionando experiências de pilotagem instigantes desde que a BMW Motorrad iniciou sua produção em 1923.

Com seus 1.802 cm³ de cilindrada, quatro válvulas por cilindro com comandos nos cabeçotes (OHV), o Big Boxer alcança o pico de potência de 91 cv a 4.750 rpm, com torque máximo de 15,3 kgf.m entre 2.000 e 4.000 rpm. Seu elementar poder de força é combinado ao som totalmente particular e ressonante. Combinado a ele, o câmbio mecânico de seis marchas tem transmissão final por eixo cardã e embreagem com acionamento hidráulico.

Guidão e paralamas personalizados também foram produzidos pela Kingston Custom

Oehlerking já possui sua tradição em customização de máquinas da BMW. Cerca de 17 das criações oficiais da marca são suas. Para ele, o processo de design começa muito antes dos primeiros esboços. “Eu penso muito antes. Minhas motos sempre transmitem alma, charme e caráter. Elas são exemplares únicos, então requerem grande cuidado e atenção. Eu tenho um fluxo constante de imagens correndo na minha mente quando é hora de decidir qual estilo eu quero focar. Uma vez decidido, começo com um rascunho a lápis. Então vou seguindo até sentir lá no fundo do meu coração: é exatamente isso!”

A partir daí, entra em cena o lado artesão de Oehlerking, retratado nesse vídeo que focalizou o trabalhoso e dedicado processo de criação da R 18 Spirit of Passion:

Mas, segundo ele mesmo admite, redesenhar a R 18 foi uma empreitada pessoal inédita. “Este projeto provavelmente é o mais impressionante de toda a minha carreira e significa muito para mim. A confiança que a BMW Motorrad depositou no meu trabalho, mais uma vez, é enorme. E estou muito agradecido por isso.”

Por fim, a última informação: a BMW Motorrad não tem intuito de reproduzir a R 18 Spirit of Passion, mesmo que em série limitada, nem de colocar este único exemplar à venda.

Fonte: BMW Motorrad I Tradução e edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação