FIAT 500 COLLEZIONE 1957, FEITO PARA OS APAIXONADOS

Série limitada do cabrio se veste com estilo para homenagear os amantes do modelo, e atrai ainda mais pelo interior em tom marfim, tela de 7" e maior conectividade




Em 1957, a Fiat apresentou ao mundo o seu pequeno grande automóvel: o Fiat 500 – ou “tchinquetchento”, em sua língua pátria – que se tornaria um símbolo da motorização em massa e um verdadeiro embaixador global dos modelos de produção em escala Made in Italy.

Para celebrar a paixão e o amor mundial por este ícone, a marca de Turim lança a nova série especial Collezione 1957, limitada a esse mesmo número de unidades. A edição de colecionador acaba de ser colocada em pré-venda em alguns países europeus e no Japão. Na itália, o modelo tem preço de 25.900 euros (ao redor de R$ 138 mil).

Fiat 500 Collezione 1957

O Fiat 500 Collezione 1957 destaca-se pelo requintado design cabriolet (conversível) e por suas características exclusivas.

A carroceria com aparência elegante apresenta pintura bicolor em branco gelato e verde orvalho, com capota de lona bege, acentuada pelos detalhes silver beauty e pelas rodas de liga leve de 16″ com acabamento white diamond.

 

As capas dos retrovisores cromadas e a terceira luz de freio com serigrafia 1957 prestam homenagem à história do automóvel, fazendo a ponte entre a versão de origem e a atual.

Fiat 500 Collezione 1957

Na Europa, o Fiat 500 Collezione 1957 é equipado com motor 1.0 Hybrid, com 70 cavalos de potência, associado com câmbio manual de cinco marchas.

Já no mercado japonês, ele vem com uma unidade de 1,2 litro, com 69 cv, e sistema de transmissão automatizado MTA (semelhante ao sistema Dualogic, lançado no Brasil).

Fiat 500 Collezione 1957

O interior é igualmente cativante, onde se destacam os bancos com acabamento em tom marfim e inserções em couro Frau, além do logotipo One of 1957 em relevo. Outros detalhes que chamam a atenção são o painel em madeira e a placa numerada no túnel central.

Contudo, o Fiat 500 Collezione 1957 não se limita ao apelo estético, incorporando também vários equipamentos de série. Entre eles, podem ser citados os detalhes cromados, luzes diurnas (DLR) em LED e faróis de neblina.

Fiat 500 Collezione 1957

A edição colecionável também sai de fábrica com e a tela digital de 7 polegadas (17,7 cm), com tecnologia TFT (película de transistor fino, na sigla em inglês), que oferece maior nitidez.

As opções de conectividade são elevadas com o Mopar Connect, pacote de funcionalidades que garante segurança, monitorização e conveniência para os clientes. A tecnologia permite trancar e destrancar as portas, verificar onde o carro está estacionado, receber notificações sobre todos os movimentos e a velocidade atual. E com as notificações push, equipamento não deixa o motorista esquecer algo importante lá dentro.

SEMPRE JOVEM

Fiat 500, 1ª geração (1957)

A trajetória de 67 anos do Fiat 500 alinha três gerações, começando com a primeira, em 1957 – a “original” – que se tornou um ícone da mobilidade italiana e da liberdade de movimentos.

Fiat 500, 2ª geração (2007)

Em 2007, a segunda geração: o Fiat 500 evoluiu para um ícone de moda e elegância que levou o estilo italiano ao mundo; recebeu centenas de prémios internacionais incluindo o “Car of The Year” em 2008 e foi a estrela nas ruas de 80 países diferentes, inclusive no Brasil.

Fiat 500, 3ª geração (2020)

E em 2020, com a terceira geração, o Fiat 500 voltou a revolucionar a mobilidade urbana em nome da sustentabilidade e da eletrificação, com a sua multiplicidade de inovações e tecnologias. O Fiat 500e também é disponível no mercado nacional.

QUERIDINHO DO VELHO MUNDO

Fiat 500 Collezione 1957

Com mais de 3,2 milhões de unidades vendidas em todo o mundo desde 2007, incluindo mais de 2,7 milhões de unidades na Europa, o Fiat 500 foi sempre o líder europeu no segmento dos automóveis citadinos, em conjunto com o Fiat Panda.

Em 2023, foi o segundo automóvel compacto urbano mais vendido na Europa, a seguir ao Panda, com 109 mil unidades vendidas e uma quota de mercado de 20%.

Fiat 500 Collezione 1957

Por fim, vale mencionar que o Fiat 500 está no pódio do segmento A em nove países: 1º na Alemanha, Espanha, Áustria, Bélgica e Portugal; 2º na Itália e na Polónia; e 3º na França e no Reino Unido.

UNIVERSO MOTOR I Redação

Edição: Fábio Ometto I Fonte: Fiat Global I Imagens: Divulgação




Sobre Universo Motor 1043 Artigos
Jornalista e editor de conteúdo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário