Triton entrega primeiro submergível 7500/3

Modelo capaz de chegar a quase 2,3 km de profundidade, a maior possível para uma cabine de acrílico, vai participar das pesquisas do Projeto REV Ocean

Triton entrega primeiro submergível 7500/3 [Divulgação]

A fabricante de veículos submergíveis Triton Submarines LLC, sediada no estado da Flórida, Estados Unidos, anunciou a venda da primeira unidade de série do modelo 7500/3 para o Projeto REV Ocean – fundação sem fins lucrativos fundada pelo empresário e visionário norueguês Kjell Inge Røkk.

O Triton 7500/3 é o submersível com casco de acrílico pressurizado – que constitui sua cabine esférica e transparente – com a maior capacidade de profundidade já concebido, podendo mergulhar a até 2.286 m (7.500 pés), com três ocupantes. Seu preço estimado é de US$ 6,3 milhões – algo em torno de R$ 26,2 milhões.

Triton 7500/3

A unidade adquirida será incorporada ao REV Ocean, o barco de pesquisa e expedição da entidade, que é o mais largo, avançado – e valioso – do mundo.

A revolucionária cabine do Triton 7500/3 oferece aos ocupantes a visão imersiva e completamente desobstruída do ambiente ao redor, enquanto mantém todos em segurança e confortáveis à pressão de uma atmosfera (a mesma encontrada na superfície, ao nível do mar), independentemente da profundidade em que esteja o veículo. 

Triton 7500/3

A esfera de acrílico é feita a partir de uma tecnologia pioneira e patenteada pelos parceiros exclusivos da Triton, o qual resulta em um material finalizado que é mais forte, transparente e superior a qualquer outra anteriormente produzida.

Paralelamente ao conforto inédito aos passageiros, a Triton afirma que seus veículos são simples de operar, fáceis de manter, seguros e confiáveis.

triton-3300/3-fundo

Os submergíveis estão para os submarinos como os helicópteros para os aviões. Além do tamanho reduzido, eles têm a capacidade de mergulhar e retornar à superfície verticalmente, proporcionando versatilidade única para um veículo subaquático tripulado.

Essa característica, combinada à visibilidade panorâmica da cabine e à maior resistência à profundidade, habilita o Triton 7500/3 para diversas aplicações além da própria pesquisa científica, como arqueologia, produção de imagens e turismo.

Triton 7500/3

O novo modelo mede 4,4 m de comprimento – o mesmo de um SUV como o Jeep Compass, por exemplo -, com 3,3 m de largura e 2,6 m de altura. A cabine esférica, moldada em acrílico com 30 cm de espessura, oferece espaço com 1,7 m de diâmetro, e o acesso é feito por meio de uma escotilha de 55 cm, instalada no topo da bolha. Pesando 10.500 kg no total, o veículo conta com lastro principal de 4 ton, e outro variável de 250 kg. A capacidade de carga é de 500 kg, incluindo os três ocupantes.

O Triton 7500/3 é movido por dois propulsores elétricos principais, com potência de 3,7 ou 5 cv, cada. A movimentação vertical é feita por outros dois motores a eletricidade, chamados vertrans, com as mesmas opções de potência.

Triton 7500/3

A energia para alimentar todos eles vem de uma bateria principal, com capacidade para fornecer 30 kW por hora. Com isso, o veículo pode alcançar a velocidade de até 3 nós (5,5 km/h), com autonomia para mais de 10 horas de navegação submersa.

O comando do Triton 7500/3 é feito por meio de joystick (bastão), volante manual e uma tela tátil. Para não deixar passar o mínimo detalhe por causa da luminosidade reduzida nas profundezas, o modelo é equipado com um conjunto de luzes externas formado por 6 (ou mais) faróis de LED de 20.000 lumen, cada. Fora isso, para o caso de emergência, o veículo inclui também dois purificadores para ar e CO2.

Projeto REV Ocean

O primeiro Triton 7500/3 a sair da linha de montagem será adicionado aos equipamentos do REV Ocean. A sofisticada embarcação de pesquisa, recém-lançada ao mar, mede 182,9 m de comprimento e tem capacidade para até 55 cientistas e 35 membros da tripulação.

Os recursos de trabalho a bordo incluem ainda redes de arrasto de uso científico, sistemas sonares, laboratórios, auditório e salas de aula, moonpool (espécie de piscina sem fundo posicionada no convés, para movimentação de equipamentos de pesquisa), AUV (drone subaquático) e um ROV – veículo submarino operado remotamente, com 6 mil m de cabo de comunicação.

Projeto REV Ocean

Com a chegada do Triton 7500/3, o REV Ocean estará equipado para conduzir missões que cobrem o ecossistema marinho como um todo. Segundo a entidade, a embarcação será usada por cientistas e inovadores para pesquisas orientadas a soluções que examinem questões como o impacto das emissões de CO2 no oceano, poluição plástica e práticas de pesca indiscriminada ​​e destacam a possibilidade de mudanças positivas e sustentáveis.

Alex Rogers, diretor da REV Ocean Science, acrescentou: “Mergulhei com os submarinos Triton em várias expedições e eles oferecem plataformas únicas para visitar o oceano e ver as paisagens marinhas de uma maneira que não é possível com outros equipamentos de mergulho profundo. O novo Triton 7500/3 permitirá que os cientistas da REV Ocean visitem ecossistemas marinhos vulneráveis, além de alcançar as zonas mais produtivas dos montes submarinos e outros recursos, como cânions do fundo do mar e fontes hidrotermais.”

Em agosto, uma equipe de exploração da Triton Submarines visitou o naufrágio do RMS Titanic, no primeiro mergulho feito por um veículo tripulado ao local nos últimos 14 anos. O Triton 36.000/2 alcançou a profundidade oceânica de 3.810 m (12.500 pés) – considerada fator limitante para a presença humana – onde repousam os restos do navio, a 370 km ao sul de Terra Nova, no Oceano Atlântico norte.

Durante o período de oito dias, a equipe da Triton Submarines realizou o total de cinco mergulhos até os destroços, três deles pilotados pelo presidente e co-fundador da Triton, Patrick Lahey. A última visita de um veículo tripulado ao Titanic havia acontecido em 2005.

Fonte: Triton Submarines I Imagens: Divulgação I Edição: Fábio Ometto