Amasea Yachts, o catamarã de três andares todo feito em alumínio

Projeto do novo estaleiro mede 25 m e seu casco foi projetado para navegar próximo aos pólos. Inédito terceiro deck amplia as possibilidades de arquitetura interna




Amasea Yachts, o catamarã todo feito de alumínio [Divulgação]

Amasea Yachts é uma marca estreante que lança uma nova visão sobre o tradicional design de catamarãs, pela construção em alumínio ao invés de fibra de vidro, e por possuir três decks ao invés dos convencionais dois. A produção limitada oferece um elevado nível de customização – os clientes são livres para escolher o próprio designer de interior – e usa materiais de alta qualidade na construção e nos equipamentos.

Desenhado para cruzar o Atlântico sem reabastecimento em cruzeiros ou explorações de longa distância, com provisões de secos e molhados suficientes para permanecer no mar por até seis semanas, o primeiro modelo de 25 metros tem desenho externo e arquitetura naval assinada pelo Dr. Albert Nazarov, um especialista em catamarãs de alta velocidade.

Amasea Yachts [Divulgação]

A ideia de construir o modelo partiu do fundador da Amasea Yachts, Jack Wijnants, após sua busca, sem sucesso, por um catamarã entre 20 e 25 metros para dar a volta ao mundo. “Eles eram caros, limitados na personalização e, geralmente, acabados com materiais de baixa qualidade”, justificou. “Fora isso, ofereciam pouca privacidade e a tripulação tinha de usar a mesma cozinha dos convidados”. Então decidiu, ele mesmo, construir a embarcação.

Com comprimento e largura similares aos modelos mais comuns, de 78 pés (23,7 m), o Amasea, de 84 pés (25 m), tem um pavimento superior extra e uma área de serviço dedicada para a tripulação. Possuindo três decks ao invés de dois, ele oferece muito mais flexibilidade em termos de composição dos ambientes. A suíte máster, por exemplo, pode ser instalada no deck principal ou no inferior, e o iate é desenhado com duas cozinhas: uma para uso dos convidados e outra, menor, para a tripulação.

Amasea Yachts [Divulgação]

A Amasea Yachts está levantando o próprio estaleiro na Turquia para construir o casco e a superestrutura em liga 5083 de alumínio. O casco será especialmente reforçado para cruzar o mundo em altas latitudes, próximas aos pólos. Outro novo conceito é que a decoração interior é inteiramente feita de acordo com o proprietário, que pode contratar o próprio designer. A ideia é que os iates sejam finalizados em um estaleiro na Itália ou na Holanda, o que ainda está sendo negociado.

A expectativa é que primeira unidade de 25 m leve entre 18 e 20 meses para ser completada, mas o prazo de construção das seguintes será de 13 a 16 meses, com a produção máxima de sete unidades por ano. Segundo a Amasea, também é considerada a opção de um pacote de propulsão híbrida.




Sobre Universo Motor 995 Artigos
Jornalista e editor de conteúdo