VW e-up! é o primeiro 100% elétrico da marca na América Latina

Versão estreia no Uruguai para compor plano de descarbonização global e atenderá mercado da região até a chegada de modelos já desenhados com foco na e-mobilidade

VW e-up! é o primeiro 100% elétrico da marca na América Latina

O Uruguai foi a porta de entrada escolhida pela Volkswagen para introduzir no vasto mercado latino-americano o e-up!, o seu primeiro modelo 100% elétrico na região. O pequeno país de apenas 3,5 milhões de habitantes foi o eleito, segundo a marca, por oferecer a melhor infraestrutura de mobilidade elétrica (ou e-mobilidade) entre os países que compõem esse vasto bloco. A estratégia global da marca prevê a neutralidade em carbono até 2050 e a eletrificação é um dos pilares para se alcançar esta meta.

As primeiras unidades do e-up! foram entregues para a empresa de energia Direccion Nacional del Energia (DNE); posteriormente, novos lotes serão utilizados pela importadora local em ações de marketing com clientes. O subcompacto VW e-up! é o segundo modelo dentro dessa estratégia verde na América Latina, iniciada em 2019 com o hatch híbrido VW Golf GTE, que tem motores a gasolina e elétrico. Segundo a VW, o novo modelo tem como foco trabalhar no desenvolvimento de soluções tecnológicas para atender a transição atual do mercado na região até a chegada definitiva dos carros híbridos e elétricos, como a família ID, totalmente movida a bateria.

Eficiente e prático, o VW e-up! é ideal para rotinas urbanas, com sistema de propulsão 100% elétrico e zero emissão de gases poluentes. Lançado na Europa em 2019, o modelo de apenas 3,6 metros de comprimento entrega 83 cv (61 kW) de potência máxima e expressivo torque de 21,6 kgf.m (equivalente ao de um motor 2.0 aspirado) já a partir do momento que o veículo começa a se movimentar, garantindo acelerações e retomadas intensas.

Em números, a aceleração de zero a 100 km/h acontece em 11,9 segundos e a velocidade máxima é de 130 km/h.

Ao mesmo tempo, o modelo proporciona uma excelente autonomia de aproximadamente 260 km. Sua bateria de íons de lítio tem capacidade de 32,3 kWh e seu consumo pode ser de até impressionantes 12,7 kWh/100 km, dependendo da forma de condução do motorista.

A bateria posicionada entre os eixos, o centro de gravidade do e-up! é baixo, tornando sua dirigibilidade muito agradável e divertida, defende a VW. O modelo conta com três perfis de condução, além de cinco níveis de recuperação de energia selecionáveis de acordo com as necessidades do condutor.

A tecnologia de recarga rápida do e-up! permite que as baterias recuperem até 80% (40 kW) da sua capacidade total em apenas 60 minutos. E todo o processo pode ser interrompido e iniciado a distância, a qualquer momento, utilizando o aplicativo We Connect e-Remote, que também oferece a possibilidade de controlar outras funções do veículo, como ligar o ar-condicionado, e conferir alguns dados do e-up!, como o nível de bateria e a média de consumo de energia.

De acordo com Índice de Transição Energética 2020, elaborado pelo Fórum Económico Mundial, o Uruguai ocupa o primeiro lugar nas Américas e o 11º em nível mundial no ranking de comprometimento com energias renováveis. Com uma legislação voltada para o futuro e incentivos financeiros, o país está atraindo negócios competitivos dentro do setor, ao mesmo tempo em que desenvolve sua própria infraestrutura.

Algumas das iniciativas são: rede de carregamento por empresa de energia estatal (primeiro corredor envolve aproximadamente 550 km instalados); Desconto comercial em estações de carregamento e Projeto Movés, que promove um sistema de mobilidade inclusivo e eficiente com baixo teor de carbono.

Como fabricante global de alto volume, a Volkswagen está alinhando sua transformação para a mobilidade elétrica com as condições específicas dos diferentes mercados em que atua.

Na América Latina esta transição também deverá ocorrer por meio dos biocombustíveis. Recentemente, a marca anunciou a criação de um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil que irá liderar a criação de soluções tecnológicas a partir do uso da energia limpa de etanol e outros biocombustíveis para soluções de motorização híbrida e de combustão direcionadas a mercados emergentes para todas as marcas do Grupo Volkswagen no mundo.

Fonte: Volkswagen do Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação