Fórmula 1 terá corrida curta aos sábados e novidades no calendário

Resultado da prova valerá como grid do domingo e formato estreia em Silverstone, em julho. GP da Turquia substitui etapa do Canadá deste ano e Miami entra em 2022

Fórmula 1 terá corrida curta aos sábados e novidades no calendário

A Fórmula 1 anunciou que adotará uma nova dinâmica de disputa em algumas etapas, já a partir deste ano. De acordo com o comunicado, o novo formato aprovado por unanimidade entre as equipes terá um treino de classificação na sexta-feira (após a primeira sessão livre), que determinará o grid para a corrida curta no sábado, chamada de sprint qualifying (corrida de classificação).

O resultado dessa prova de sábado, com percurso de até de 100 quilômetros, determinará o grid da corrida de domingo, e os três primeiros também receberão três, dois e um pontos, respectivamente.

Novo formato será adotado em três provas, a primeira delas o GP da Grã-Bretanha, em julho

A previsão é de que os eventos ocorrerão em duas provas europeias – uma delas já confirmada para o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone, nos dias 17 e 18 de julho – e uma terceira em outra região ainda não revelada.

“Estou feliz que todas as equipes tenham apoiado este plano”, disse o presidente e diretor-executivo do Formula One Group, Stefano Domenicali, no comunicado. “Isto é um testemunho de nossos esforços unidos para continuar envolvendo nossos torcedores de novas maneiras e continuar comprometidos com a herança e a meritocracia de nosso esporte”.

Fora do calendário desde o ano passado, GP do Canadá está confirmado para 2022

O calendário da temporada deste ano também teve uma mudança anunciada na manhã de hoje (28) no site oficial da categoria. De acordo com a publicação, devido às restrições para viagens internacionais em vigor no Canadá, se torna impossível para a Fórmula 1 entrar no país com 14 dias de antecedência para cumprir a quarentena exigida para estrangeiros, o que levou à decisão de alterar o calendário. A prova no circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, estava marcada para o dia 13 de junho.

Em seu lugar entra o GP da Turquia, que retorna ao calendário depois da corrida emocionante disputada lá em novembro passado – quando Lewis Hamilton confirmou seu sétimo título mundial -, após nove anos de ausência do circuito de Istanbul na temporada da Fórmula 1.

GP da Turquia voltou a ser disputado em 2020 depois de nove anos fora do calendário

“Somos gratos pelos esforços da organização e das autoridades no Canadá, da província de Quebec e da cidade de Montreal nas últimas semanas para tentar fazer a corrida acontecer”, agradeceu a Fórmula 1 em comunicado.

Em contrapartida, a categoria anunciou a prorrogação por mais dois anos do contrato para a realização do GP do Canadá. Agora, os organizadores trabalham para que os ingressos das provas de 2020 e 2021 sejam válidos para o ano que vem, oferecendo ainda a possibilidade de reembolso do valor pago.

Circuito de 5,41 km será montado dentro da sede do Miami Dolphins, da NFL

Outra novidade no calendário da principal categoria do automobilismo mundial, só que essa para a temporada de 2022, é o Grande Prêmio de Miami, nos Estados Unidos. A data da corrida ainda não foi informada, mas o contrato para a realização da prova terá duração de dez anos.

A corrida – que deve ser a primeira na Flórida desde 1959 – será realizada em um circuito improvisado no complexo Hard Rock Stadium, sede da equipe do Miami Dolphins que disputa a NFL, a liga nacional de futebol americano. O traçado terá 5,41 km e contará com 19 curvas, três retas e potencial para três zonas de DRS (abertura da asa traseira dos carros), possibilitando a velocidade máxima estimada de 320 km/h. 

Dessa forma, os Estados Unidos – país de origem da Liberty Media, empresa que detém os direitos da Fórmula 1 – terão duas provas no calendário da categoria, contando como GP de Austin, no Texas, que já faz parte do calendário desde 2012 e será mantido. 

Hamilton (esq.) lidera a classificação, um ponto à frente de Verstappen

A próxima etapa da atual temporada é o GP de Portugal, já neste final de semana, no circuito de Portimão. A prova tem largada prevista para as 11h, com transmissão ao vivo pela TV Band. Os treinos livres e de classificação são exibidos, também em tempo real, pelo canal por assinatura Band Sports.

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes-AMG, lidera a classificação de 2021 com 44 pontos em duas provas, um ponto à frente do holandês Max Verstappen, da Red Bull-Honda.

Fontes: Agência Brasil, TV Band e F1.com I Tradução e edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação e redes sociais