Bye Aerospace revela e-Flyer 800, bimotor 100% elétrico de oito lugares

Modelo tem autonomia estimada em mais de 900 km e poderá vir equipado com fonte de alimentação por energia solar e sistema de segurança com paraquedas do avião

Bye Aerospace revela e-Flyer 800, bimotor 100% elétrico de oito lugares

A Bye Aerospace é uma empresa de inovação em tecnologia dedicada ao desenho e fabricação de aeronaves totalmente movidas a energia elétrica. Instalada no Centennial Airport, próximo à cidade de Denver, nos Estados Unidos, ela inclui em seu portfólio os drones (veículos aéreos não tripulados) e uma família de aviões de dois e quatro lugares, os EFlyer 2 e 4, que se encontra em fases de testes de homologação.

Acelerando o passo rumo à aviação mais sustentável e sem rastros de emissões pelo céu, a empresa anunciou na última semana o projeto de um avião para até oito ocupantes, o eFlyer 800, direcionado ao atual segmento dos bimotores turboélices regionais. Segundo a empresa, o modelo é uma resposta à crescente demanda por aeronaves regionais movidas a eletricidade e poderá ser aplicado às atividades de táxi aéreo, transporte de cargas e voos fretados, com redução de até 80% dos custos operacionais.

Bye eFlyer 800

Conforme as estimativas de desempenho divulgadas pela Bye, o eFlyer 800 terá velocidade de cruzeiro de 320 nós (592 km/h), poderá viajar na altitude de 35 até mil pés (10.668 m) e contará com a autonomia de 500 minhas náuticas (926 km), dependendo das condições de voo, além dos 45 minutos de reserva para operação por instrumento, à velocidade de cruzeiro de 280 nós (518 km/h), como exige a norma internacional (IFR) para essa classe de aeronaves.

A Bye Aerospace avalia que os modelos da família eFlyer poderão eliminar as emissões de milhões de toneladas de gás carbônico (CO2) na atmosfera a cada ano, assim que as entregas começarem e as companhias aéreas em geral substituírem as suas frotas.

Bye eFlyer 800

O anúncio do novo eFlyer 800 também não veio acompanhado de mais detalhes sobre a construção do aparelho. Contudo, com base no método já utilizado pela Bye nos projetos anteriores, ele deverá ter toda a estrutura – fuselagem e asas – moldada em materiais compostos de fibra de carbono, o que agrega leveza e resistência à aeronave.

O sistema de propulsão do eFlyer 800 está sendo avaliado em conjunto entre a Bye e a fabricante francesa de motores e equipamentos aeronáuticos Safran. A linha de motores Engineus da divisão Safran Electrical & Power varia de 50kW a 500kW/1MW de potência, e são conectados ao sistema de distribuição de energia Geneusgrid, responsável também pela rede de proteção do conjunto motriz.

Bye eFlyer 800

Outras características importantes incorporadas pelo eFlyer 800 são o sistema autônomo de aterrissagem emergencial; a proteção inteligente de algoritmos; e o aviso de prevenção de proximidade com o solo ou de tráfego para aterrissagem automática de emergência.

O cliente também terá a opção de equipar o eFlyer 800 com o sistema de fornecimento suplementar de energia por meio de painéis solares com células fotovoltaicas, e, ainda, com os motores elétricos de taxiamento embutidos nas rodas.

Sistema Caps (Cirrus Airframe Parachute System) permite pouso vertical suave

Em relação à segurança, o sistema de redundância (reserva) do eFlyer 800 incluirá dois motores elétricos montados nas asas (cada um deles com duplo enrolamento) e quatro baterias de alimentação.

Como último recurso de proteção aos ocupantes, o eFlyer ainda será equipado com o paraquedas para a aeronave inteira. O seja, no caso de pane do motor ou de perda total de energia, o piloto poderá pousar o aparelho em sentido vertical, de forma suave e sobre qualquer superfície. Feito com material a prova de bala, o dispositivo é acionado por meio de uma alça posicionada no teto do cockpit, fazendo disparar um pequeno foguete, o qual lança o paraquedas para fora da fuselagem, iniciando sua abertura total em poucos segundos, em condições favoráveis de vento e de altitude.

Cirrus Vision Jet G2

Por enquanto, o monomotor a jato Cirrus Vision Jet é único o modelo da categoria a incluir esse recurso, chamado de Caps – sigla de Cirrus Airframe Parachute System, ou sistema de paraquedas de fuselagem da Cirrus. Entre os helicópteros, o sistema também já equipa o biposto Zefhir, da fabricante italiana Curti Aerospace Division.

Em 2015, uma situação real de emergência envolvendo um modelo da Cirrus foi flagrada pela Marinha dos Estados Unidos, nas proximidades do arquipélago do Havaí, no Oceano Pacífico. Graças ao equipamento, o único ocupante da aeronave foi resgatado sem qualquer ferimento. Veja como foi:

O estudo publicado pela Universidade de Ohio, em 2018, afirma que a probabilidade de acidentes fatais é 13 vezes menor quando a aeronave está equipada com esse recurso de segurança passiva.

Bye eFlyer 800

De volta ao eFlyer, por enquanto a Bye Aerospace não divulgou qualquer estimativa em relação ao preço de aquisição, nem da chegada do modelo ao mercado. Mas assim que essas informações forem reveladas, você ficará sabendo por aqui.

Fontes: Bye Aerospace e Cirrus Aircraft I Tradução e edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação e redes sociais