Toyota Corolla Cross é o primeiro SUV nacional com opção híbrida

Além do nome, modelo inédito compartilha com sedã a plataforma e as duas versões de motorização: só a combustão, de 177 cv, ou eletrificada, com 173 cv combinados

Toyota Corolla Cross é o primeiro SUV nacional com opção híbrida

Cada vez mais povoado, o segmento nacional dos SUVs urbanos acaba de ganhar um representante completamente novo, mas que já chega impondo respeito pelo nome e sobrenome: Toyota Corolla Cross. Como revela a identidade, o novo modelo da marca japonesa no Brasil é um crossover derivado do Corolla, que é o sedã mais vendido do mundo e líder do segmento médio nacional há seis anos. Vale lembrar que crossover é um automóvel com características para o fora da estrada, como altura elevada e design mais robusto, desenvolvido a partir da base de um modelo de outro segmento, como sedãs ou cupês.

Apresentando globalmente em julho do ano passado, na Tailândia, onde a Toyota possui importante estrutura de produção de veículos e componentes, o novo utilitário esportivo urbano compartilha com o três volumes, além do nome, a moderna plataforma GA-C (detalhada adiante) e, no caso da versão que começa a ser fabricada também em Sorocaba (SP), eles passam a dividir as motorizações flexível e híbrida já oferecidas no sedã. Dessa forma, o Corolla Cross se torna o segundo veículo híbrido capaz de rodar com etanol do mundo, ao mesmo tempo em que é o único modelo nacional entre os SUVs urbanos a oferecer o sistema eletrificado de propulsão.

Assim, o Corolla Cross – que já está disponível nas concessionárias do país – conta com duas opções de motor: o 2.0 Dynamic Force, flexível, com injeção direta, capaz de gerar 177 cv potência, acoplado à transmissão Direct Shift de dez marchas, que equipa as configurações XR e XRE; e o sistema híbrido que alia três motores: um a combustão, de 1,8 litro, flex, de 101 cv, e dois elétricos, que entregam mais 72 cv (totalizando a potência combinada de 173 cv), que é encontrado nas configurações XRV Hybrid e XRX Hybrid. Além dessas, para celebrar a chegada do Corolla Cross, a marca japonesa preparou uma edição de lançamento, a Special Edition, baseada na opção topo de linha e com itens adicionais, limitada a 1.200 unidades.

A tabela de preços, detalhada no final do texto, começa em R$ 130.900, para a configuração XR 2.0, e vai até R$ 183.980, para a série especial híbrida.

SUV urbano mede 170 mm a menos do que o Corolla sedã

O Corolla Cross é mais um modelo do grupo Toyota construído sobre a plataforma GA-C (Global Architecture – Compact), uma estrutura leve, super-rígida e com centro de gravidade baixo, que já é utilizada no Corolla sedã e no fastback híbrido Prius, ambos da Toyota, e no crossover UX250h, da Lexus (selo premium da marca nipônica), vendidos no mercado brasileiro. Ao mesmo tempo, ela está embutida no conceito Tnga, que é a sigla em inglês de Toyota New Global Architecture (Nova Arquitetura Global Toyota) e diz respeito a uma filosofia de fabricação que visa melhorar drasticamente o design, conforto, desempenho e segurança.

Da extremidade de um parachoque à outra, o Corolla Cross mede 4.460 mm, ou seja, 170 mm (ou 17 cm) a menos do que o sedã do qual ascende. Na largura, o modelo conta com 1.820 mm, sem os retrovisores (45 mm a mais que o sedã), e 1.620 mm de altura total. O vão livre do solo tem 161 mm.

Ampla grade frontal e faróis horizontais conferem visual agressivo ao SUV

A posição elevada da carroceria tornou o campo de visão a bordo 120 mm mais alto do que o Corolla sedã, o que, combinado à grande área envidraçada das janelas e ao o teto solar, oferece aos ocupantes ampla visibilidade e a sensação de espaço, duas das características mais admiradas nos SUVs.

Além disso, foram feitos outros aprimoramentos nesse sentido, como o posicionamento dos espelhos retrovisores nos painéis das portas e o estreitamento da coluna A (que sustenta o parabrisa) em 7 mm, em comparação com o sedã, ajudando na maior visibilidade e redução do ruído do vento. Ainda para proporcionar maior conforto sonoro, foram colocados isoladores de som adicionais no compartimento do motor, teto, assoalho e no interior das portas, o que resulta em menor nível de vibrações, também.

Corolla Cross acomoda cinco ocupantes e as respectivas bagagens

A distância entreeixos de 2.640 mm do Corolla Cross é 60 mm menor do que o sedã. Ainda assim, segundo a fabricante, foi criado um espaço confortável para os bancos traseiros, principalmente na área da cabeça – o que, na verdade, resulta da maior altura do teto.

O acesso e saída do veículo são facilitados pelo grande ângulo de abertura das portas dianteiras e traseiras.

Porta-malas tem capacidade para 440 litros

Os ocupantes do Corolla Cross também dispõem de diversos porta-copos e nichos para objetos nas portas, no console central e no apoio de braços central no banco traseiro. O volume de 440 do porta-malas é razoavelmente suficiente para a bagagem de cinco pessoas. A montadora não informa o volume estendido com os encostos traseiros rebatidos.

Versões híbridas trazem o logotipo da Toyota e os faróis com acabamento em azul

A Toyota destaca que o Corolla Cross foi projetado para transmitir robustez e elegância. Para isso, logo na frente, o modelo ostenta uma ampla grade em formato trapezoidal, combinada aos faróis horizontais que avançam sobre os paralamas, criando uma aparência forte e com “cara invocada”. Na opção de entrada (XR), os faróis são de halogêneo, enquanto nas demais versões, de LED. Já as versões híbridas vêm com acabamento na cor azul também nos faróis.

O parachoque com grandes vincos reforça o caráter robusto do modelo, ao mesmo tempo em que seu desenho proporciona o ângulo de ataque de 21º, resultando em maior facilidade para o veículo transpor depressões, valetas e lombadas. A parte superior da grade, pintada em cinza escuro e em formato de colmeia, bem no refinado estilo da Lexus, acomoda o símbolo da Toyota. Nas versões híbridas, a moldura da grade tem a cor prata, com o acabamento da logomarca em azul, para identificar a motorização eletrificada. Já a grade inferior em plástico preto garante um estilo off-road e conta com os faróis de neblina em LED para todas as configurações e luzes de rodagem diurnas (DRL), também.

SUV mede 170 mm a menos do que o Corolla sedã

O perfil do Corolla Cross é um de seus pontos mais distintos. A linha de cintura é formada por um vinco que percorre as laterais da frente até a traseira. Para agregar estilo, o modelo traz as maçanetas externas na cor da carroceria, enquanto as versões híbridas possuem molduras cromadas na parte superior das janelas.

Todas as configurações do novo SUV da Toyota vêm com rodas de liga leve, sendo que na XR o aro é de 17 polegadas com acabamento na cor prata e pneus 215/60 R17; nas demais opções, o aro é de 18”, sendo que na XRE e XRV Hybrid elas têm acabamento na cor cinza escuro e diamantado. Já na topo de linha XRX Hybrid, a pintura é na cor preta com finalização diamantada. Nessas três configurações, os pneus têm medidas de 225/50 R18.

O acabamento em plástico preto percorre toda a lateral do veículo até a traseira, envolvendo inclusive as rodas. O rack de teto longitudinal e a antena shark, em forma de barbatana de tubarão, enfatizam o estilo esportivo do Corolla Cross.

Desenho da traseira copia o estilo robusto da parte frontal

Na traseira, os paralamas e o parachoque mantém o perfil robusto da dianteira, enquanto as lanternas seguem o estilo horizontal e tridimensional, avançando para as laterais. A tampa do porta-malas com recorte até o parachoque traz a inscrição Corolla Cross no centro e o spoiler na junção com o teto.

As cores disponíveis para o novo Corolla Cross são branco polar (sólido), branco lunar (perolizado), além das metálicas preto infinito, prata lua nova, cinza granito, vermelho granada e a nova e exclusiva cor azul netuno.

Conjunto de suspensões usa sistema McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira

O conjunto de suspensões do Corolla Cross usa sistema dianteiro independente, do tipo MacPherson, com molas helicoidais e barra estabilizadora, semelhante ao do sedã, porém com ajustes que garantem melhor dirigibilidade para um SUV. Já a suspensão traseira é do tipo semi-independente, com eixo de torção, molas helicoidais e barra estabilizadora. Segundo a fabricante, o eixo de torção e a barra estabilizadora de grande diâmetro são dimensionados para ajudar a diminuir o rolamento do veículo durante as curvas, que é a tendência do veículo em se deslocar para o lado externo da tangência.

Raio de giro de 10,4 m facilita manobras em espaços restritos

Outro ponto a favor da dirigibilidade do Corolla Cross, destaca a Toyota, é que ele tem o menor raio de giro da categoria, sendo possível realizar um movimento de 180º em apenas 10,4 m, facilitando as manobras em espaços restritos, como estacionamentos de shoppings e garagens de edifícios.

O sistema de freios é composto de discos ventilados nas quatro rodas e equipado com ABS (antibloqueio) e sistemas de distribuição (EBD) e de auxílio à frenagem (BAS).

Motor 2.0 flex rende 177 cv a 6.600 rpm quanto abastecido com etanol

O motor a combustão 2.0 Dynamic Force, de quatro cilindros em linha e 16 válvulas, conta com duplo comando variável no cabeçote (Dohc), com acionamento inteligente VVT-iE, feito por meio de um motorzinho elétrico, que modifica os tempos de abertura das válvulas de admissão de acordo com a demanda de potência. A alimentação é feita através de sistema de injeção direta e indireta de combustível (D-4S), que adapta o volume de combustível dispensado nos cilindros de acordo com as condições de direção, oferecendo mais desempenho e menor consumo. Com isso, ele rende até 177 cv de potência a 6.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 169 cv, na mesma rotação, com gasolina. O torque máximo é de 21,4 kgf.m a 4.400 rpm, com ambos os combustíveis.

Assim como no Corolla sedã, a transmissão do SUV é a Direct Shift de dez marchas, que proporciona a suavidade de uma transmissão CVT convencional, porém com a sensação de aceleração direta. Para isso, os engenheiros da Toyota acoplaram uma engrenagem mecânica que atua na arrancada do veículo – mesmo recurso aplicado no Corolla GR-S, a recém-lançada versão esportiva do sedã – melhorando a aceleração do veículo em 1ª marcha. O resultado, assegura a Toyota, é uma transmissão altamente eficiente em qualquer faixa de velocidade.

Sistema híbrido alia o motor 1.8 flex e dois motores-geradores elétricos, no total de 173 cv

Por sua vez, o sistema híbrido de propulsão da Toyota combina um motor de 1,8 litro, também de 16 válvulas e com mesmo sistema inteligente de acionamento do duplo comando no cabeçote (Dohc VVT-i), que gera 101 cv de potência a 5.200 giros quando abastecido com etanol, e 98 cv também a 5.200 rpm, com gasolina, e 14,5 kgf.m de torque a 3.600 rpm, com qualquer dos dois combustíveis. Essa unidade funciona em conjunto com dois motores-geradores elétricos (MG1 e MG2) de 72 cv de potência e 16,6 kgf.m de torque, garantindo aceleração suave e excelente conforto ao rodar em qualquer tipo de condução.

A eletricidade para alimentá-los vem de uma bateria de níquel-hidreto metálico, que é recarregada pelos próprios motores-geradores e pelo sistema de freios regenerativos, que acumula a energia cinética gerada pelas frenagens e a transforma em energia elétrica. Isso garante maior autonomia ao modelo no modo elétrico, favorecendo também a economia de combustível e a redução de emissões no ambiente. A bateria do sistema híbrido é posicionada sob o banco traseiro, contribuindo para o rebaixamento do centro de gravidade e distribuição do peso entre as quatro rodas – características beneficiam a estabilidade do veículo -, sem comprometer o espaço interno para os ocupantes.

A transmissão Hybrid Transaxle funciona através de planetária com engrenagem, praticamente eliminando perdas e atritos. Este tipo de transmissão entrega uma aceleração mais linear, que reduz ou aumenta continuamente as marchas de acordo com a demanda do motor, sem desperdiçar energia, contribuindo para a eficiência de combustível, detalha a montadora.

Versão híbrida pode percorrer até 17 km/l de gasolina na cidade, segundo Inmetro

Segundo o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), o Corolla Cross híbrido é capaz de rodar 13,9 km/l na estrada e 17 km/l na cidade quando abastecido com gasolina. Com etanol, o modelo roda 9,6 km/l na estrada e 11,8 km/l na cidade. 

As médias de consumo das versões flex não foram divulgadas, assim como os outros dados de desempenho de ambas as motorizações, tais como aceleração e velocidade máxima.

Desenho do painel disposto na horizontal aumenta a sensação de amplitude

O interior do Corolla Cross segue o padrão do sedã, com pequenas diferenças. No SUV, todo o acabamento é disposto horizontalmente até se conectar com as portas, dando uma sensação de maior amplitude. O console central também tem maiores dimensões e é sustentado por duas hastes nas extremidades, com acabamento na cor prata.

Além disso, os puxadores internos das portas têm design flutuante, enquanto as maçanetas internas e os difusores de ar no painel central possuem acabamento também em prateado.

Revestimentos usam tecido, couro e material sintético, dependendo da configuração

O acabamento interno conta com três tipos de revestimento para os bancos. A configuração XR vem com partes forradas com tecido preto. Já a XRE e a XRV Hybrid contam exclusivamente com partes revestidas de couro e material sintético preto, enquanto a topo de linha XRX Hybrid apresenta a combinação de partes revestidas de couro e material sintético bege.

Teto solar com acionamento elétrico equipa as

O Corolla Cross híbrido ainda conta com iluminação ambiente e teto solar elétrico, garantindo aos ocupantes maior prazer ao dirigir e sensação de esportividade. Com movimentos de basculamento e retrátil, ele tem acionamento elétrico por um toque e função antiesmagamento.

Volante revestido de couro agrupa os comandos do áudio e do computador de bordo

O volante de três raios tem acabamento em couro e concentra os controles do sistema de áudio e do computador de bordo. Na opção XRE ele traz também as aletas para trocas de marcha (paddle shifts).

O painel de instrumentos nas configurações XR, XRE e XRV Hybrid contam com três mostradores: um circular, no centro, para o velocímetro e o nível de combustível; um semicircular, do lado esquerdo, do conta-giros (nas versões a combustão) e o indicador do sistema híbrido (para as híbridas), além da temperatura do motor para ambas, abaixo do semicírculo. O quadro de instrumentos é complementado do lado direito por uma tela digital colorida de 4,2” (10,6 cm), com tecnologia TFT (Thin Film Transistor), que oferece visualização mais nítida, com informações do computador de bordo como indicador de marcha, consumo de combustível, hodômetro, autonomia etc.

Quadro de instrumentos da opção de topo tem tela de 7″ e indicação da carga da bateria

A configuração de topo XRX Hybrid (bem como a Special Edition) possui uma tela de TFT digital colorida de 7” (17,7 cm) no centro do quadro de instrumentos, exibindo o velocímetro e informações do computador de bordo. Enquanto o semicírculo do lado esquerdo possui um indicador do sistema híbrido, no lado direito é possível visualizar a informação de combustível e temperatura do motor.

Central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de 8” (20,32 cm)

O Corolla Cross conta com uma extensa lista de itens de conforto, conveniência, tecnologia e segurança. Desde a versão de entrada, o modelo conta com ar-condicionado digital automático com duto traseiro; direção eletroassistida progressiva (EPS); computador de bordo com tela TFT de 4,2” de alta resolução; freio de estacionamento no pedal; espelhos retrovisores externos elétricos eletro-retráteis com piscas integrados; modo de condução Sport (versões a combustão); rack de teto longitudinal; e central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de 8” (20,32 cm) rádio AM/FM, MP3, entrada USB, Bluetooth e conexão para smartphones via plataformas Android Auto e Apple CarPlay.

As configurações XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid adicionam sistema de destravamento das portas por sensores na chave (Smart Entry); sistema de partida por botão; limpador do parabrisa com sensor de chuva; e paddle shift no volante para a XRE.

Opção de topo XRX Hybrid tem teto solar elétrico com função antiesmagamento

As híbridas XRV e XRX contam com modo de seleção de condução Power, enquanto somente a XRX Hybrid possui ar-condicionado digital automático de duas áreas com sistema S-Flow e duto traseiro; banco do motorista com regulagem elétrica; e teto solar elétrico com função antiesmagamento.

A edição limitada Special Edition ainda adiciona carregador por indução para celular (sem fio) e acessórios como estribos, soleiras e bandeja do porta-malas.

Todas as configurações do Corolla Cross contam com sete airbags, de série

O novo Corolla Cross também incorpora uma extensa lista de equipamentos de segurança ativa, que ajudam a prevenir os acidentes, e passivas, que reduzem os danos após a colisão. Assim, desde a versão de entrada XR, o modelo já vem dotado de sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho para o motorista); câmera de ré com projeção na central multimídia (com linhas guias dinâmicas para as configurações XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid); controle eletrônicos de estabilidade (VSC) e de tração (TRC); assistente de arranque em subida (HAC); sensor de estacionamento traseiro; faróis com acendimento automático e ajuste de altura elétrico; faróis de neblina dianteiros em LED; luz de frenagem emergencial automática (com acionamento do pisca-alerta); alarme volumétrico (com sensores internos) e sistema Isofix para fixação de cadeirinhas no banco traseiro.

Alerta de ponto cego alerta motorista sobra a aproximação de outro veículo nas laterais

As opções XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid vêm equipadas com limpador do parabrisa com sensor de chuva. E no caso exclusivo das versões híbridas, o conteúdo de equipamentos adiciona sensor de estacionamento dianteiro; alerta de ponto cego com alertas luminosos nos retrovisores laterais e avisos sonoros; e o Alerta de Tráfego Traseiro (Rcta), que avisa a aproximação de veículos pelas laterais na saída de vagas de estacionamento.

Sistema de alerta de colisão passa a detectar pedestres e ciclistas

As versões híbridas também contam com o pacote de segurança ativa Toyota Safety Sense (TSS), que utiliza um radar de ondas milimétricas combinado com uma câmera monocular para detectar uma variedade de perigos e alertar o motorista. As tecnologias incluídas nesse pacote são o sistema de pré-colisão frontal, que avisa o motorista sobre um iminente risco de colisão frontal, interferindo automaticamente nos freios, se necessário, e que passa a detectar pedestres e ciclistas; o Sistema de Assistência de Permanência de Faixa (LTA), com função de Alerta de Mudança de Faixa (LDA), que alerta o motorista se o carro desviar para a pista ao lado e se baseia na sinalização da pista para manter o veículo centralizado nela; faróis altos automáticos (AHB), que alternam com as luzes baixas na aproximação com outros veículos à frente ou em sentido contrário; e o Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC), que permite ao motorista ajustar a velocidade e a distância em relação ao veículo da frente a serem mantidas pelo piloto-automático.

Toyota oferece uma lista de acessórios originais com 37 itens

A Toyota também separou uma grande variedade de acessórios originais para o Corolla Cross, composta por 37 itens que já podem ser instalados na aquisição do veículo.

Dentre os destaques estão estribos; soleira iluminada; engate; travas de segurança para roda de liga-leve do estepe; e sensor de estacionamento frontal.

Linha Toyota Corolla Cross conta com cinco anos de garantia e oito para o sistema híbrido

O novo Corolla Cross conta com cinco anos de garantia sem limite de quilometragem para pessoas físicas (para pessoa jurídica, são cinco anos ou 100.000 km, o que ocorrer primeiro).

Além disso, as versões híbridas também incluem garantia estendida de oito anos para o sistema híbrido, que é composto pela bateria híbrida; inversor/conversor; e módulos de controles da bateria e do controle de energia.

Confira a tabela completa da linha Toyota Corolla Cross:

ConfiguraçãoPreço básico
XR 2.0 Flex R$ 139.990
XRE 2.0 FlexR$ 149.990
XRV Hybrid FlexR$ 172.990
XRX Hybrid FlexR$ 179.990
XRX Hybrid Flex Special EditionR$ 183.980
ModeloToyota Corolla Cross XRX Hybrid Flex
OrigemBrasil
Preço sugeridoR$ 179.990
Garantia5 anos para veículo e 8 anos para sistema híbrido
Tipo Utilitário esportivo urbano compacto, do tipo camioneta, 4 portas
Construção Chassi com estrutura de aço e carroceria de aço estampado
Nível de segurança contra impactos* (Padrão)N/D
Comprimento 4.460 mm
Largura (sem espelhos externos)1.825 mm
Altura 1.620 mm
Vão livre do solo
161 mm
Entreeixos 2.640 mm
Ângulos (entrada/rampa/saída)21º/ND/ND
Peso total (tanque cheio) 1.400 kg
Ocupantes5
Capacidade do porta-malas440 litros
Tanque de combustível 47 litros
Tipo Dianteiro, longitudinal, quatro cilindros em linha, flexível, bloco e cabeçotes de alumínio, quatro válvulas por cilindro, sistema de comando inteligente VVT iE
Diâmetro x curso N/D
Cilindrada 1,8 litro
Taxa de compressão N/D
Potência 101 cv a 5.200 rpm
Potência específica 56,1 cv/litro
Torque14,5 kgf.m a 3.600 rpm
Sistema híbridoDois motores-geradores elétricos (MG1 e MG2)
Potência elétrica72 cv
Torque eElétrico16,6 kgf.m
Potência combinada173 cv a 5.200
Peso/potência combinada 8, 09 kg/cv
TipoAutomática Hybrid Transaxle, através de planetária com engrenagem
MarchasContínua
TraçãoDianteira
DianteiraIndependente, do tipo McPherson, braços triangulares com
molas helicoidais, amortecedores telescópicos e barra estabilizadora
TraseiraSemi-independente, com eixo de torção, molas helicoidais, amortecedores telescópicos e barra estabilizadora
DianteiroDiscos de aço ventilados
TraseiroDiscos de aço ventilados
EquipamentosABS (anti-bloqueio), EBD (distribuição de frenagem) e BAS (assistente de frenagem)
Assistência Elétrica
Raio de giro 10,4 m
RodasAlumínio, 18″
Pneus 225/50 R18
Combustível GasolinaEtanol
Urbano (km/l)17 km/l11,8 km/l
Rodoviário (km/l)13,9 km/l9,6 km/l

Conforme dados de fábrica I Inmetro

ClassificaçãoN/D
Selo Conpet (nível máximo no segmento)N/D
Dióxido de carbono (CO2) N/D
Óxido de nitrogênio (NOx) N/D
ClassificaçãoN/D
Aceleração (zero a 100 km/h)N/D
Velocidade máxima N/D

Fonte: Toyota do Brasil I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação