Itanhaém estreia primeiro voo comercial para a Baixada Santista

Turboélice Cessna saiu de Congonhas, em São Paulo, e concluiu a viagem em cerca de 35 min. Rota é parte do projeto Verão Azul Conecta, que une vários destinos no país

Aeroporto de Itanhaém (SP) recebe o primeiro voo comercial

Enquanto as autoridades dos três níveis de governo não chegam a um acordo sobre o uso comercial do aeroporto da Base Aérea de Santos, instalada no município do Guarujá (SP) – uma discussão que se arrasta há décadas -, a vizinha Itanhaém adiantou-se e recebeu na última quinta-feira (17) o primeiro voo comercial com destino à Baixada Santista.

Operado pela Azul Conecta, que é o braço de aviação sub-regional da Azul Linhas Aéreas, o avião monomotor turboélice modelo Cessna Gran Caravan, com capacidade para nove passageiros e dois tripulantes, pousou no Aeroporto Estadual Dr. Antônio Ribeiro Nogueira Júnior por volta das 19h40, com mais de uma hora de atraso, por causa das fortes chuvas sobre o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, de onde partiu o voo.

Turboélice Cessna Gran Caravan tem capacidade para nove passageiros e dois tripulantes

O destino no litoral sul paulista faz parte do programa Verão Azul Conecta. As operações começam com aeronaves de pequeno porte, como o Cessna, e ocorrem durante as férias de verão, quando a procura por destinos turísticos é ainda maior. Além de ligar Congonhas a Itanhaém, o programa inclui as localidades de Canela (RS), Torres (RS), Ubatuba (SP), Paraty (RJ), Angra dos Reis (RJ), Búzios (RJ), Guarapari (ES) e Jaricoacoara (CE). Segundo a empresa, é possível fazer conexão para esses destinos partindo de qualquer localidade do Brasil.

O embarque para a Itanhaém ocorre às 18 horas, no aeroporto de Congonhas, que também é o destino dos passageiros que voltam da cidade litorânea, de onde o voo parte às 19h.

O voo tem duração de 35 minutos, o que, na visão da Azul Conecta, pode incentivar o turista a trocar a viagem de carro – que na temporada de verão pode levar até dez horas ou mais -, pelo avião, que tem curta duração, e distância de 108 km desde o aeroporto da zona sul da capital paulista.

Cessna Gran Caravan

As passagens para voos durante o verão são vendidas nos canais oficiais da Azul Linhas Aéreas. Por enquanto, o bilhete para Itanhaém tem preço de R$ 134,47, mas, de acordo com o jornal A Tribuna, de Santos, a expectativa é de que esse valor possar ultrapassar os R$ 400, por conta do aumento da demanda. Ainda assim, a última decolagem do Verão Azul Conecta, prevista para acontecer em 31 de janeiro, foi estendida para o último dia de março, em virtude da demanda reprimida. 

Vale lembrar que a bagagem é limitada. Cada cliente tem direito a um volume despachado e outro de mão, com até 10 kg, e não é permitido qualquer tipo de artigo pessoal. Portanto, esqueça pranchas de surf, televisão, travesseiro, cadeiras de praia, geladeira, equipamentos de pesca e outros itens típicos das excursões em família.

Consórcio Voa SP assumiu a concessão do aeroporto em 2017

“Esse é um passo importantíssimo para o desenvolvimento do turismo na cidade e para que Itanhaém entre de vez na rota da aviação regional”, afirma o prefeito da cidade Marco Aurélio Gomes, um dos passageiros do voo inaugural. “Vamos aquecer a economia não só do Município como a de toda a região, que será procurada para o turismo de lazer”, planeja.

Pista mede 1.350 m de extensão, semelhante à do Aeroporto Santos Dumont, no Rio

O aeroporto de Itanhaém foi construído na década de 1950, mas somente no ano de 2000 passou a receber investimentos. Com 1.350 metros de extensão, sua pista única tem medida semelhante à do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que opera com voos domésticos regionais.

Em 2017, ele foi levado a leilão pelo governo estadual junto com os aeroportos Gastão Madeira (Ubatuba), Comandante Rolim Adolfo Amaro (Jundiaí), Campo dos Amarais (Campinas) e Arthur Siqueira (Bragança Paulista). O lote foi arrematado pelo consórcio Voa-SP, com o lance de R$ 24,4 milhões, quantia que representou o ágio de 101% sobre o preço inicial estipulado pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). O contrato de concessão é válido por 30 anos e o consórcio se comprometeu com os investimentos totais na ordem de 93 milhões, dos quais R$ 12,5 milhões serão aplicados na unidade do litoral sul paulista.

Após reforma, saguão do Aeroporto de Itanhaém pode receber até 300 passageiros

Reformado em 2019, o terminal de passageiros do aeroporto de Itanhaém tem capacidade para receber até 300 pessoas por operação e o estacionamento oferece vagas para 50 carros. A unidade também obteve sinal verde para investimentos na segurança de pousos e decolagens, o que permitirá operações noturnas ou com baixa visibilidade, condição bastante comum na região por causa da neblina que se forma frequentemente no alto da Serra do Mar, localizada entre a capital paulista e o litoral.

Fonte: Azul Conecta, Prefeitura de Itanhaém, Voa-SP e A Tribuna I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação