Codecasa Jet 2020: o Jumbo nascido para navegar

Projeto italiano une o melhor de dois mundos em um superiate em forma de avião a jato – ou será o contrário? Suba a bordo desse exótico conceito e tente defini-lo

Codecasa Jet 2020: o Jumbo nascido para navegar

E quem foi que disse que o mar e o céu só podem se encontrar no horizonte? Para o estaleiro italiano Codecasa Shipyards, a água e o ar se encontram no desenho do Jet 2020, que transfere para o universo náutico algumas características de estilo emprestadas da aviação.

O novo projeto, nascido da mente e das mãos de Fulvio Codecasa – herdeiro da fabricante de embarcações fundada em 1825, por Giovanni Battista Codecasa -, quebra o conceito das linhas típicas da tradição marítima, e até dos outros iates construídos pela família, surgindo como exemplar único, concebido para criar tendência.

Codecasa Jet 2020

O resultado é um superiate de 230 pés – ou seja, com 70 metros de comprimento, rodeado por janelas em estilo aeronáutico, com a proa em formato de nariz de avião e ponte de comando com a aparência inspirada no cockpit de um jato. Ao longo de sua fuselagem flutuante, capaz de acomodar até dez convidados para pernoite (além da tripulação), o barco abrigará um amplo solário no piso superior, com piscina e academia, bem como, na parte de popa, um terraço elevado com vista panorâmica, heliponto e uma área de lazer ao nível no mar, acessada por elevador.

As especificações técnicas e o preço do novo projeto ainda não foram divulgados. Mas, uma vez entregue, o estaleiro fundado por Giovanni Battista Codecasa, em 1825, pretende fazer do Jet 2020 o seu modelo de referência no cenário náutico mundial. Ainda segundo a empresa sediada em Via Reggio, na costa da riviera mediterrânea, a construção deve ser iniciada neste primeiro semestre.

Codecasa Jet 2020

A parte dianteira da embarcação – caracterizada pelo formato sólido e arredondado, lembrando imediatamente o nariz do Boeing “Jumbo” 747 -, se abre como o cockpit de um avião cargueiro, para possibilitar o embarque e desembarque no atracadouro. O corpo central da embarcação é amplamente iluminado, em função do seu pavimento superior a céu aberto, o chamado “Sun Deck”, que oferece uma ensolarada área de 20 m de comprimento, por outros dez de largura.

Na área posterior desse ambiente estarão disponíveis todos os requintes de conforto e de comodidade necessários para viver no mar em total relaxamento, entre eles a piscina de 6×2 m rebaixada no piso, rodeada por grandes espreguiçadeiras, e uma academia coberta.

O solário se estenderá até a popa do iate, em a forma vertical e abrupta, inspirada no desenho da cauda de aviões. Lá, a praça de lazer ao nível do mar – chamada na arquitetura náutica de “Beach Club” -, é acessada por meio de elevador, com o qual se conectada ao deck principal e ao amplo terraço com vista panorâmica, no piso superior.

Codecasa Jet 2020

A área de proa (frente) do deck principal é totalmente dedicada à suíte master, para casal, enquanto os outros oito passageiros são acomodados em quatro suntuosas cabines do pavimento inferior, no qual também ficam as dependências da tripulação, na parte dianteira. A cabine de comando, localizada no “Bridge deck” (acima do pavimento principal), conta com mais um elevador, que leva aos outros três andares e fica adjacente à cabine do capitão.

Navegando permanentemente entre nuvens e ondas, o Jet 2020 dispõe de heliponto na cobertura da popa, com capacidade para uma aeronave de porte médio ou grande, enquanto as laterais do casco abrigam duas áreas para lanchas, conectadas visualmente às entradas de ar junto da popa, que têm desenho inspirado nas turbinas de avião.

O Jet 2020 também contará com a mais avançada tecnologia de navegação disponível no mercado, incluindo as antenas de radar que serão instaladas em domos feitos de fibra de carbono, com desenho em forma de disco típico dos aviões de patrulhamento empregados nas operações militares.

Por fim, o Codecasa Shipyards afirma que seu novo projeto será certificado pelas mais importantes entidades internacionais de segurança marítima, para assegurar que a descoberta de novos horizontes seja sempre feita sob condições de total confiabilidade, assim na água, como no céu.  E, assim, qual a sua conclusão: é um barco ou um avião?  

Fonte: Codecasa Shipyards I Edição: Fábio Ometto I Imagens: Divulgação