Linha Honda PCX 150 2020 ganha opção intermediária

Estreante oferece ABS na dianteira e duas cores a escolher. Com isso, o scooter líder de mercado passa a ser oferecido em quatro configurações

Apresentada em janeiro deste ano, a linha 2019 do scooter PCX 150 da Honda estreou a terceira geração do modelo, trazendo sua mais ampla atualização técnica e estética desde que foi lançado originalmente, em 2013.

Agora, menos de um ano depois, a marca coloca o calendário em dia e lança o modelo 2020, que chega às concessionárias de todo o Brasil a partir de 20 de novembro. Até pela recente e profunda reformulação, a nova linha PCX não traz qualquer inovação na parte técnica e, esteticamente, a mudança se restringe à paleta com cores inéditas.

Honda PCX 150 ABS 2020

A grande novidade, porém, é a estreia da configuração PCX 150 ABS, equipada com sistema anti-bloqueio do freio dianteiro, que chega pelo preço sugerido de R$ 13.190 (estado de São Paulo). Ela se posiciona pouco acima da opção standart (STD) PCX 150 CBS – que traz o “Combined Brake System” (Sistema de Frenagem Combinada), tecnologia que divide parte da pressão do freio dianteiro para a traseira – e sai por R$ 11.990.

Com isso, agora são quatro as configurações disponíveis para o Honda PCX, que ocupa a liderança de vendas no segmento de scooters desde que chegou ao mercado brasileiro, há seis anos. As outras duas, no topo da gama, são a Sport ABS e a DLX ABS, ambas com sistema anti-bloqueio de frenagem nas duas rodas e características de acabamento distintas, mas oferecidas pelo mesmo valor de R$ 13.590 (acréscimo de R$ 600 em relação ao modelo atual).

Linha Honda PCX 150 2020: Sport (prata), DLX (branca), CBS (cinza e azul) e STD ABS (cinza)

Em relação às novas cores, a inédita configuração PCX 150 ABS será oferecida exclusivamente em cinza metálico, tonalidade que também estará disponível para a básica CBS, que conta, ainda, com a opção de azul escuro perolizado.

Já a Sport ABS sairá de fábrica apenas na cor prata metálico, enquanto a DLX ABS virá somente com pintura em branco perolizado.

Honda PCX 150 ABS 2020

O novo desenho da carroceria adotado nesta terceira geração envolve pés, pernas e parte do tórax do condutor, oferecendo maior proteção contra chuva e poeira, além de desviar o vento de modo a garantir uma condução relaxada, confortável e segura.

O grupo ótico dianteiro tem iluminação por LED e luzes de rodagem diurna (Daytime Running Light), garantindo maior percepção pelos outros veículos na via. A lanterna traseira, também de LED, traz desenho característico que permite identificação imediata da nova safra do PCX.

Honda PCX 150 2020

O display do tipo “Blackout” é protagonista do painel de instrumentos, favorecendo a leitura das múltiplas informações disponíveis com qualquer condição de visualização, noturna ou diurna.

Em todas as configurações, o acabamento primoroso do painel, com superfícies pintadas e cromadas, confere à PCX um elevado padrão de qualidade percebida.

No lado esquerdo da carenagem frontal, o nicho com portinhola e tomada de força de 12V pode abrigar e recarregar o smartphone, além de oferecer espaço para uma garrafa pequena ou outros objetos compactos.

Uma das principais características do PCX é o bagageiro sob o banco, com capacidade de 28 litros, o maior do segmento, segundo a Honda.

Honda PCX 150 2020

Nesta nova geração, ele ganhou mais praticidade, com a adoção da mola que mantém o assento em posição aberta enquanto objetos são acomodados no compartimento.

O destravamento do banco é feito por meio de uma tecla situada ao lado do botão de partida, a qual também abre a tampa que cobre o bocal do reservatório de combustível, (com capacidade para 8 litros), localizada entre os apoios para os pés do condutor.

Honda PCX 150 2020

As configurações topo de linha Sport e DLX trazem o “Smart Key System”, que, por meio de um sensor presencial, destrava automaticamente o botão de partida e a tecla de acesso ao bagageiro e ao tanque.

Nas outras opções, a ignição é feita por meio de chave que comanda o dispositivo anti-furto (“Shutter Key”).

Honda PCX 150 2020

O conjunto motriz do PCX usa o motor monocilíndrico de 149,3 cm³ de cilindrada – com quatro válvulas e duplo comando no cabeçote (Sohc), alimentado por injeção eletrônica programada PGM-FI (Programmed Fuel Injection), a gasolina,combinado à transmissão automática continuamente variável CVT (V-Matic). A potência máxima é de 13,2 cv a 8.500 rpm e pico de torque de 1,38 kgfm a 5.000 rpm.

Uma característica do motor das PCX é o sistema de arrefecimento a líquido dotado de ventoinha de refrigeração para o radiador, o que permite fluxo de ar constante, seja no para e anda do trânsito urbano ou rodando em vias mais livres. Segundo a marca, essa estabilidade térmica favorece a durabilidade do conjunto e contribui para reduzir os consumos de combustível e de lubrificante.

O propulsor também conta com o sistema eSP, que atua para reduzir a rotação do motor quando detectado o regime da aceleração contínua em terreno plano, fazendo com que a transmissão CVT atue como um “overdrive” – espécie de marcha longa voltada à economia de combustível e minimização desgaste mecânico.

Outro dispositivo incorporado é o ISS (“Idling Start System”), o qual, quando acionado, desliga o motor em paradas superiores a três segundos – como no sinal vermelho, por exemplo – visando, também, reduzir o consumo e a emissão de poluentes. A ação sobre o acelerador religa o motor instantaneamente. Mesmo quando a tecla do ISS estiver acionada, o sistema só atuará se bateria apresentar carga suficiente.

E, por fim, mais um diferencial técnico relevante da PCX é o gerador/motor de partida ACG do tipo “brushless” (sem escovas), posicionado na ponta do virabrequim. Atuando como elemento fundamental no funcionamento do sistema ISS, ele tem as funções de alimentar a bateria durante o funcionamento do motor e de posicionar o pistão para promover a rápida partida quando o ISS estiver ativado.

Honda PCX 150 2020

Na parte ciclística, o conjunto chassi e suspensões da PCX recebeu importantes mudanças nesta terceira geração. O par de amortecedores traseiros foi desenvolvido com novo ajuste na pressão hidráulica e na carga das molas, reguláveis em três posições.

Também foi revisto o posicionamento dos pontos de fixação superiores dos amortecedores no chassi tubular de aço, deslocados para frente, o que resultou em maior suavidade do funcionamento da suspensão traseira, sem prejudicar a eficiência, de acordo com a fabricante.

Linha Honda PCX 150 2020

Outro incremento trazido pela nova geração do PCX são os pneus mais largos, agora com medidas de 100/80-14, na dianteira, e 120/70-14, na traseira. Tal melhoria foi complementada por rodas de liga leve com oito raios, mais leves. Todas as PCX dotadas de ABS contam com freio a disco na roda dianteira e traseira

Fonte: Honda Brasil I Imagens: Divulgação