Novo Mini Countryman híbrido chega ao país, com maior autonomia

Além da bateria de íon-lítio mais potente na versão eletrificada, outras três opções de acabamento do SUV britânico estreiam transmissões de sete ou oito velocidades

Novo Mini Countryman híbrido chega ao país com maior autonomia

A linha 2020 do Mini Countryman, o maior integrante do portfólio da marca britânica, já está disponível na rede de concessionárias da marca no país. Produzida em Born, na Holanda, a linha 2020 do SUV estreia no mercado brasileiro em quatro diferentes opções de acabamento, com preço básico de R$ 149.990, sugerido para o Mini Cooper Countryman Exclusive.

As outras opções são os Mini Cooper Countryman TOP, que sai por R$ 159.990; Mini Cooper S Countryman ALL4, por R$ 189.990; e o híbrido plug-in Mini Cooper S E Countryman ALL4, no valor de R$ 219.990.

Mini Cooper S E Countryman ALL4 2020

Entre as principais novidades do Mini Countryman 2020 estão as novas transmissões de sete ou oito marchas, e dupla embreagem, que equipam as opções dotadas, respectivamente, de motorização Cooper e Cooper S; a nova bateria de íon-lítio de alta voltagem capaz de proporcionar rapidez na recarga e maior autonomia de deslocamento para o híbrido plug-in Mini Cooper S E Countryman ALL4; e o novo rack de teto oferecido como equipamento de série para todas as versões do SUV, inclusive para o Mini Cooper Countryman Exclusive.

O Mini Countryman tem à disposição três opções de motorização distintas, duas movidas a gasolina e uma híbrida elétrica. As opções a combustão são o propulsor de três cilindros, com 1.499 cm³ de cilindrada e 136 cavalos de potência (entre 4.500 e 6.500 rpm), e 22,4 kgfm de torque (entre 1.480 e 4.100 rpm), disponível na versão Cooper; e o quatro cilindros, de 1.998 cm³ e 192 cv (entre 5.000 e 6.000 rpm) e 28,5 kgfm (entre 1.350 e 4.600 rpm), disponível na versão Cooper S.

Mini Cooper S E Countryman ALL4 2020

O sistema híbrido sincronizado, por sua vez, combina um motor elétrico – com potência de 88 cv (a partir de 4.500 rpm) e torque instantâneo de 16,8 kgfm (até 3.000 rpm) -, com o propulsor de três cilindros, a combustão, de 1.499 cm³, capaz de gerar 136 cv (entre 4.400 e 6.000 rpm) e 22,4 kgfm de torque (entre 1.250 e 4.300 rpm).

Em acelerações intensas, o motor elétrico, atuando em conjunto com o motor a combustão, alcança uma potência combianda de 224 cv (entre 4.000 e 6.000 rpm) e o torque de 39,2 kgfm (até 4.300 rpm), proporcionando a aceleração de zero a 100 km/h em 6,8 segundos e velocidade máxima de 198 km/h.

Mini Cooper S E Countryman ALL4 2020

O conjunto motriz agrega a nova transmissão automática Steptronic de sete marchas (Cooper) ou de oito velocidades (Cooper S) e dupla embreagem.

Entre os principais atributos desta nova tecnologia estão as trocas de marcha extremamente rápidas, o alto grau de conforto nas viagens e a economia de combustível.

Mini Cooper S E Countryman ALL4 2020

A arquitetura da transmissão de dupla embreagem foi herdada diretamente do automobilismo. Segundo a marca britânica, assim como nas pistas de corrida, ela permite acelerações de forma altamente dinâmica, sem perda de torque.

Enquanto o pedal do acelerador é pressionado, o gerenciador da transmissão define, em frações de segundo, os pontos de mudança de marcha, de forma precisa, para melhor aproveitamento das faixas de torque, e menor perda possível, com a finalidade de extrair o máximo desempenho.

Mini Cooper S E Countryman ALL4 2020

A nova bateria de íon-lítio de alta voltagem que passa a equipar o Mini Cooper S E Countryman ALL4 elevou a capacidade energética do sistema híbrido do SUV de 7.7 kWh para 10.0 kWh, resultando em um aumento de 30% na autonomia elétrica.

Ou seja, agora, o veículo é capaz de rodar até 52 quilômetros no modo puramente elétrico, livre de emissões locais e com baixíssimo nível de ruídos.

Mini Cooper S E Countryman ALL4 2020

Além disso, a bateria fica posicionada sob o assento traseiro, otimizando o espaço interno, podendo ser totalmente recarregada em cerca de 5 horas por meio de uma tomada comum de energia da rede elétrica, ou em 3h15 quando conectada à estação de recarga doméstica Wallbox.

Fonte: Mini Brasil I Imagens: Divulgação