Yamaha Tracer 900 GT chega ao país, com mais segurança e conforto

Segunda geração da bigtrail derivada da MT-09 apresenta atualizações de design e na ciclística. Novos itens incluem luzes de LED, controle de aceleração e câmbio rápido

Yamaha Tracer 900 GT chega ao país, mais segura e confortável [Divulgação]

A liberdade de seguir por qualquer caminho ganha mais uma opção de escolha no Brasil com a chegada da Yamaha Tracer 900 GT. A segunda geração da bigtrail está mais equipada, tecnológica e confortável.

Além da sigla GT – de Grã Turismo – adicionada ao nome, ela traz design atualizado, iluminação de LED e novo painel. O conjunto mecânico mantém o motor de três cilindros e 900 cm³, com 115 cv, mas introduz recursos que impulsionam a condução e a segurança, como o sistema Quick Shift para trocas rápidas de marcha e a recalibração das suspensões.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

O visual arrojado e esportivo da Tracer 900 GT combina o perfil nacked (pelado) – herança da MT-09, da qual a primeira geração foi criada como opção mais estradeira – com o estilo streetfighter (guerreiro urbano). As cores disponíveis são a azul com detalhes em prata, ou azul acetinada e preto.

As atualizações são vistas no novo desenho da carenagem dianteira e dos painéis laterais junto ao tanque de combustível com capacidade para 18 litros (3,4 L de reserva), que melhoraram a eficiência aerodinâmica; com isso, foi reduzida a turbulência causada pelo vento, proporcionando maior conforto, especialmente na estrada.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

O parabrisa da Tracer 900 GT ficou maior – elevando a proteção contra o vento, chuva e até pequenos detritos e insetos – e pode ser facilmente ajustado em três níveis de altura.

Sem abrir mão do visual impactante, o novo conjunto óptico dianteiro traz faróis e luzes de rodagem diurna (DLR) totalmente de LED. Na traseira, a inédita lanterna tridimensional também de LED garante ótima visualização e design atraente.

No entanto, diferentemente do mesmo modelo oferecido no mercado europeu, a Tracer 900 GT vendida no Brasil não vem equipada com os bagageiros laterais.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

Mantido sem qualquer alteração em relação à versão anterior da Tracer, o motor de 3 cilindros e 847 cm³ de deslocamento, 4 tempos, com 12 válvulas e duplo comando no cabeçote (Dohc), injeção direta e arrefecimento a líquido, é capaz de gerar o torque brutal de 8,92 kgfm a 8.500 rpm. A potência máxima de 115 cv a 10.000 rpm, associada ao peso total da moto de apenas 215 kg, resulta na ótima relação de peso em que cada cavalo do motor tem de deslocar somente 1,86 kg/cv; e quanto menor o esforço exigido deles, mais rápidas serão as acelerações e as retomadas de velocidade.  

A entrega de força do engenho é dosada pelo exclusivo sistema de controle de aceleração Yamaha Chip Controlled Throttle, o YCC-T, totalmente sem cabos (ride-by-wire). Adaptado da tecnologia desenvolvida para a MotoGP, o principal campeonato mundial de motovelocidade, o YCC-T trabalha para dar ao piloto maior suavidade e precisão nas acelerações, além de acionar vários assistentes eletrônicos à condução.

Entre eles, o sistema D-Mode, que oferece três configurações distintas de respostas ao acelerador: A, para reações imediatas e mais esportivas; B, progressivo, para pisos com pouca aderência; e STD, intermediário. Dessa forma, justifica a Yamaha, fica mais fácil e seguro explorar o que o poderoso motor da Tracer tem a oferecer. A Tracer 900 GT traz ainda o piloto automático, que mantém a velocidade selecionada mesmo em trechos de aclives ou declives, recurso fundamental para reduzir a fadiga em longas viagens.


Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

O câmbio de 6 velocidades com transmissão final por corrente mantém as relações anteriores, porém estreia o sistema Quick Shift (troca rápida), também trazido das competições. Ele permite subir as marchas sem a necessidade de acionar a embreagem a cada engate, sem perda de rotações do motor, bastando pressionar o pedal para cima.

Já as trocas para baixo passam a contar com a nova embreagem deslizante, que impede o travamento da roda traseira durante as reduções de marcha mais bruscas em altas rotações, além da função de assistência, que deixa o acionamento do manete 20% mais leve.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

A Tracer 900 GT tem dimensões totais de 2.160 / 850 / 1.375 mm (C/L/A), com distância entreeixos de 1.500 mm e vão livre do solo de 135 mm. O chassi tubular de aço tem nova balança traseira de alumínio, mais longa, o que traz melhorias no conforto, estabilidade e controle em altas velocidades, de acordo com a fabricante japonesa.

As rodas de alumínio com aro de 17” são montadas com pneu 120/70ZR, na frente, e 180/55ZR, na roda traseira.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

A suspensão dianteira foi totalmente retrabalhada e vem com garfo invertido de 137 mm de curso, que oferece ajustes de pré-carga, retorno e compressão. O conjunto de freios dianteiro usa dois discos ventilados e flutuantes de 298 mm, com duas pinças de 4 pistões cada e sistema antibloqueio (ABS).

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

Na traseira, o novo amortecedor tem curso de 130 mm, compressão ajustável por meio de roldana giratória e ainda passa a contar com regulagem do retorno hidráulico, adequando ainda mais a moto ao tipo de piso, à forma de condução e peso transportado. O disco de freio simples tem 245 mm, com pinças de um pistão cada.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

A ergonomia revisada inclui o guidão mais estreito, o que resulta na posição de pilotagem mais natural e confortável; fora isso, facilita as manobras no trânsito e contribui na aerodinâmica, mantendo os braços do motociclista fora do fluxo de ar em altas velocidades.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

Os assentos em dois níveis oferecem maior conforto, tanto pelo desenho mais ergonômico, quanto pela densidade da espuma. O banco do piloto passa a oferecer dois ajustes de altura, com 850 ou 865 mm em relação ao solo.

As pedaleiras da garupa foram reposicionadas, permitindo maior conforto para as pernas, e as novas alças de apoio, fabricadas em alumínio, garantem dão mais apoio e segurança, além de seguirem as linhas da carenagem, integrando-se ao design da moto.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

O painel de instrumentos inspirado nas superesportivas da marca dos três diapasões tem tela TFT (com alta definição) colorida, e que permite a customização do modo como são exibidas as ;informações, que incluem conta-giros; hodômetros total e parcial, temperaturas do motor e ambiente; nível de combustível; consumo instantâneo e médio; autonomia; indicador de marcha; e posição do D-mode.

Além disso, o quadro de instrumento inclui luzes de funcionamento de vários sistemas como o Quick Shift, controle de tração e do piloto automático. O novo painel é equipado, ainda, com o sensor de luminosidade, que detecta as condições de luz ambiente e adequa automaticamente o brilho do visor.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

A nova Tracer 900 GT traz também aquecedores de manopla com três opções de temperatura, e protetores de mão mais leves e aerodinâmicos, que evitam o contato com o vento e pequenos detritos.

O novo protetor de tanque também garante maior conforto, já que é confeccionado em material macio, com densidade similar à dos assentos.

Yamaha Tracer 900 GT [Divulgação]

A nova Yamaha Tracer 900 GT já está à venda nas concessionárias, com preço sugerido de R$ 49.390 (mais frete) e garantia de um ano.