Novos ônibus rodoviários da Mercedes andam “quase sozinhos”

Tecnologias de segurança semiautônoma mantêm distância do veículo adiante e, sob risco de colisão iminente, acionam os freios sem intervenção do motorista

Novos ônibus rodoviários da Mercedes andam “quase sozinhos” [Divulgação]

Elevando a segurança ativa no segmento de ônibus rodoviários a outro nível, a Mercedes-Benz trouxe recentemente para o Brasil o avançado ACC (piloto automático adaptativo), já disponível para modelos rodoviários O 500 RS e RSD. Segundo a fabricante, a tecnologia faz com que os ônibus andem “quase sozinhos”.

A partir das informações e imagens captadas pelos radares, sensores, câmeras e avançados sistemas, conforme explica a fabricante, os ônibus utilizam modernos recursos para auxiliar nas rápidas reações do motorista e do veículo em situações inesperadas, reduzindo os riscos durante as viagens e oferecendo mais segurança nas estradas. O equipamento antecipa uma tecnologia de segurança e conforto que estará presente no ônibus autônomo do futuro quando este chegar ao país, preconiza a empresa.

Mercedes-Benz RSD [Divulgação]

Por meio de sensores na dianteira, o piloto automático adaptativo ajuda o motorista a manter o ônibus numa distância segura em relação ao veículo que vai à frente. Em uma situação de extrema emergência, se o condutor não reagir, o sistema entra em ação, freando automaticamente o veículo para evitar o impacto.

O ACC se desabilita a uma velocidade menor que 15 km/h. Independentemente de sua ativação, o motorista tem total autonomia para acelerar ou frear, bastando usar os pedais para isso. Ou seja, o condutor tem sempre o domínio do veículo, afirma a Mercedes.

Mercedes-Benz Advanced Emergency Braking System [Divulgação]

Outro destaque das tecnologias de segurança é o AEBS (Advanced Emergency Braking System), sistema avançado de frenagem de emergência que tem o objetivo de minimizar os efeitos de um eventual acidente. Na iminência de uma colisão com o veículo que vai logo adiante, o AEBS ativa um alerta visual e sonoro, fazendo uma leve intervenção nos freios, ou realizando uma freada de emergência, caso o motorista não os acione.

Também importante é o LDWS (Lane Departure Warning System), sistema de aviso de faixa que gera um alerta sonoro e visual para o motorista quando o veículo se move para fora da via sem o seu movimento intencional.

Mercedes-Benz 0 500 RSDD 8×2 [Divulgação]

Os ônibus rodoviários O 500 podem ser equipados ainda com TPMS (Tyre Pressure Monitoring System – sistema de monitoramento da pressão e temperatura dos pneus), EBS (sistema eletrônico de reios), ECAS (suspensão pneumática controlada eletronicamente), ESP (controle eletrônico de estabilidade), Retarder (sistema auxiliar de freio), Top-Brake (freio-motor auxiliar), ABS (sistema anti-travamento), ASR (sistema de controle de tração), eixo ERA direcional com foco em maior estabilidade, piloto automático e freios a disco.