Novos Tector 9.190 e 11.190 completam catálogo da Iveco

Médios de entrada preenchem ausências da marca nos segmentos nacionais de 9 e 11 ton. Cabine ampla e basculável oferece maior conforto, visão e praticidade

Novos Tector 9.190 e 11.190 completam catálogo da Iveco [Divulgação]

A Iveco está complementando sua presença no mercado nacional com a apresentação de mais dois integrantes da família Tector, o 9.190 e o 11.190. Com isso, a fabricante estreia nos segmentos com PBT de 9 e 11 ton, para os quais ainda não disponibilizava opções no catálogo nacional. Eles se juntam ao médio de 15 ton e aos semipesados de 17, 24 e 31 ton – esse último na configuração de cavalo-mecânico Tector Auto-Shift 4×2, de 300 cv.

Os novos médios chegam trazendo toda a praticidade, conforto e design moderno da recém-lançada cabine global da família Tector, combinada ao motor de 190 cv com transmissão manual de 6 velocidades. Os novos 9.190 e 11.190 já estão disponíveis nas concessionárias, com preços básicos de R$ 155 mil e de R$ 165 mil, respectivamente. 

Iveco Tector 2019 [Divulgação]

O design eficiente da nova cabine do Tector foi criado com foco no menor arrasto aerodinâmico possível, o que contribui diretamente na redução do consumo de combustível.

As linhas fluidas trouxeram ainda a vantagem adicional relacionada à segurança em situações de chuva, pelo fato de melhorar o fluxo de ar e diminuir o efeito negativo na visibilidade causado pela água.

Iveco Tector11.190 [Divulgação]

A estrutura da nova cabine do Tector é a única do segmento com basculamento hidráulico, o que representa um aumento da segurança durante as manutenções, segundo a fabricante.

Outro aspecto que facilita a vida do operador é o acesso rápido para a verificação dos níveis de óleo do motor e dos fluidos do radiador e dos freios, feito pela parte frontal.

A amplitude visual é outra característica que se destaca na cabine do Tector. No caso dos novos 9.190 e 11.190, o para-brisa com área de 1,53 m² faz com que os modelos tenham a maior visibilidade dos seus segmentos. A condução do veículo em manobras, ruas estreitas e docas apertadas também é beneficiada com os retrovisores desenhados para ampliar os ângulos de visão nas laterais.

Em todas as suas variações, o Tector oferece amplo espaço interno para motorista e ajudantes. Para agilizar o entra e sai da cabine, as portas do Tector têm maior ângulo de abertura. Os motoristas com estatura elevada são privilegiados pela distância de 1,14 m entre o assento e o teto, a maior do segmento, afirma a Iveco.

Iveco Tector 9.190 [Divulgação]

A alavanca de câmbio posicionada no painel exige menor movimento do braço, resultando em mais comodidade e rapidez nas trocas de marcha.

E o baixo ruído interno eleva a sensação de conforto, contribuindo para minimizar o desgaste físico dos ocupantes ao final da jornada.

Motor FPT N45, de 4,5 litros [Divulgação]

Ambos os novos Tector vêm equipados com o motor NEF45 de quatro cilindros em linha, com 4.500 cm³, produzido em casa pela FPT (Fiat Power Train), que gera a potência de 190 cv a 2.500 rpm, e torque máximo de 62,2 kgfm de 1.350 a 2.100 rpm. O sistema de pós-tratamento de gases é do tipo SCR, com catalizador a base de ureia (Arla).

A transmissão manual de seis marchas usa caixa de câmbio Eaton e eixos Dana. Na sexta marcha, foi implementado um super-overdrive, ou seja, a última marcha com relação de engrenagens alongada, o que permite o melhor aproveitamento do embalo (inércia) do veículo, otimizando o consumo de combustível e o desempenho.

Iveco Tector 9.190 [Divulgação]

Os novos Tector 9.180 e 11.190 contam com revisão a preço fixo e plano de manutenção mais barato da categoria, segundo a marca, na mobilidade Absoluto, com prazo de cinco anos de contrato. Atualmente a Iveco conta com 11 pontos assistenciais e 60 concessionárias no Brasil.