VW Constellation 4×4: o ex-militar pronto para trabalhar de verdade

Derivado do projeto desenvolvido para o Exército Brasileiro, modelo se diferencia pelo conforto da nova cabine e pelo motor de 186 cv, que dispensa o uso do Arla

VW Constellation 4x4 chega para enfrentar qualquer desafio [Divulgação]

A Volkswagen Caminhões e Ônibus acaba de lançar no mercado brasileiro o VW Constellation 15.190 4×4, com peso bruto total combinado de 27 toneladas. Além da tração adicional no eixo dianteiro, o modelo médio conta com outro trunfo: não requer abastecimento de Arla 32 para pós-tratamento dos gases de escape, o que simplifica sua logística em locais sem infraestrutura de abastecimento, além de diminuir os custos operacionais.

O projeto do Constellation 15.190 4×4 tem como base a experiência da VW como fornecedora de caminhões 4×4 ao Exército Brasileiro, com mais de quatro mil unidades entregues, incluindo o modelo VW Worker 15.210 4×4. O resultado, segundo a empresa, é uma versão “civil” moderna e aprimorada, notadamente pela adoção da cabine Constellation, o que oferece maior conforto na operação. Ao mesmo tempo, o pacote Robust assegura durabilidade superior e baixo custo de investimento.

VW Constellation 4×4 chega para enfrentar qualquer desafio [Divulgação]

O parachoque curto e metálico garante mais robustez ao modelo, que foi desenvolvido para aplicações mistas e fora de estrada. Com ângulo de ataque ampliado, superando os 26°, o modelo dispõe de maior facilidade para ultrapassar obstáculos no fora de estrada, como lombadas e valetas.

Ainda de acordo com a VW, a distância entre-eixos de 4.800 mm é adequada para atender a maioria das aplicações deste modelo, entre elas os segmentos eletricitário, de mineração, construção civil, agronegócio, madeireiro, sucroalcoleiro e bombeiro.

VW Constellation 4×4 chega para enfrentar qualquer desafio [Divulgação]

A força do novo Constellation 15.190 4×4 vem do motor MAN D08, de 4 cilindros, com 4,6 litros de cilindrada, capaz de gerar a potência máxima de 186 cv a 2.400 rpm, e torque de 71,4 mkgf, na faixa entre 1.100 e 1.600 rpm.

A aptidão para encarar qualquer desafio é proporcionada pela combinação formada pelo eixo traseiro com bloqueio no diferencial – que pode ser acionado por meio de um botão no painel para auxílio em terrenos de baixa aderência -, eixo dianteiro Marmon Herrington e a caixa de transferência que distribui da tração entre as quatro rodas, com duas relações de transmissão, além dos pneus específicos para operações com tração integral.