Honda CBR1000RR Fireblade SP série 25 anos chega por R$ 79.990

Edição limitada é 15 kg mais leve, enquanto a potência do motor de quatro cilindros foi elevada para 192 cv

Inteiramente renovada em 2017, ano de seu 25º aniversário, a Honda CBR1000RR Fireblade acaba de ganhar, em sua versão mais sofisticada, a SP “Sport Package”, uma série comemorativa – exclusiva e numerada –, limitada a 25 unidades para o mercado brasileiro.

Honda CBR1000RR Fireblade SP 2017 (Divulgação)

Para impulsionar ainda mais o seu desempenho pronto para as pistas, a Fireblade versão SP conta com uma relação de peso/potência melhorada de 1,01 kg/cv, reduzindo em 150 g o peso que cada cavalo do motor tem de deslocar, comparada versão ABS (1,16 kg/cv). A razão é que a Fireblade SP é 15 kg mais leve – apenas 195 kg, em ordem de marcha -, por conta de componentes exclusivos, feitos de materiais nobres como o magnésio, que resultou no alívio de 2 kg apenas no motor, e o titânio, que reduziu em 2,8 kg o peso do sistema de escape 4x2x1, e 1,3 kg do tanque de combustível.

Honda CBR1000RR Fireblade SP 2017

Combinado a isso, o motor tetraciliíndro de 998 cm³ teve a potência elevada em 11 cv, alcançando a brutal cifra de 192 cv a 13.000 rpm, com o torque máximo de 11,82 kgf.m a 11.000 rpm. Para gerenciar tal cavalaria, a Honda afinou a eletrônica da Fireblade por meio do sistema de modo de condução selecionável RMSS (Riding Mode Selectable System), que permite ao piloto escolher vários modos adequados às condições de uso e de suas necessidades específicas. Os três modos de gestão eletrônica selecionáveis – Street (Estrada), Circuit (Circuito) e Mechanic (Mecânico) – podem ser ajustados durante a condução através de controles no punho esquerdo e todas as operações podem ser observadas através do painel com tela LCD TFT colorido.

Honda CBR1000RR Fireblade SP 2017

A base dessa tecnologia de adestramento da Fireblade SP – ou do piloto, como queiram – está na unidade de medição inercial IMU (Inertial Measurement Unit), que analisa simultaneamente, em tempo real, cinco eixos (três de aceleração e dois de velocidade angular), determinando, assim, a intervanção do controle de tração HSTC (Honda Selectable Torque Control System) em nove níveis. Ao mesmo tempo, o acelerador eletrônico TBW (Throttle-By-Wire) gerencia com precisão a derrapagem da roda traseira. A plataforma inercial IMU, integrada ao ABS, também limita a elevação da roda traseira nas frenagens (RLC – Real Lift Control), bem como da dianteira, nas acelerações.

Honda CBR1000RR Fireblade SP 2017

Mas se tudo isso ainda for insuficiente para domar a extrema impetuosidade da Fireblade SP, a versão também é equipada com um respeitável conjunto de freios, formado por discos duplos na dianteira e na traseira, cálipers de fixação radial Brembo monobloc de quatro pistões (no lugar dos Tokico, da Fireblade ABS), e ABS de última geração. Em favor da redução de peso (de 10 kg, no caso), a Honda dispensou o sistema de frenagem combinada C-ABS.

Honda CBR1000RR Fireblade SP 2017

Outro grande diferencial da versão SP está no sistema de suspensões: trata-se das semiativas Öhlins S-EC, com o garfo NIX30 e amortecedor traseiro TTX36, que atuam integrados ao “electronic pack”. De acordo com o modo de condução selecionado no RMSS, este informa a unidade de controle da suspensão SCU os diversos parâmetros dinâmicos que definem ajustes de compressão e extensão adequados às condições específicas de uso, atualizados em tempo real. A Fireblade SP traz ainda rodas de alumínio exclusivas com cinco raios em Y, calçadas com pneus 120/70 R17, na dianteira, e 190/50 R17, na traseira.

Honda CBR1000RR Fireblade e Fireblade SP 2017

Importada do Japão, a nova CBR1000RR Fireblade SP está disponível no mercado brasileiro em toda rede Dream, nas cores da equipe Honda HRC (vermelho, preto e branco), com preço sugerido de R$ 79.990. A versão ABS, oferecida na cor vermelha, sai por R$ 69.990. Para ambas, a garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem, com a assistência 24 horas.

 

FICHA TÉCNICA

Honda CBR1000RR Fireblade SP 2017

  •  Motor

Tipo: DOHC, 4 cilindros, 4 tempos, arrefecimento líquido

Cilindrada: 999,8 cm³

Potência máxima: 191,7 cv a 13.000 rpm

Torque máximo: 11,82 kgf.m a 11.000 rpm

Transmissão: mecânica, por corrente metálica, 6 velocidades,

Sistema de partida: Elétrico

Diâmetro x Curso: 76,0 x 55,1 mm

Relação de Compressão: 13,0:1

Sistema Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI

Combustível: Gasolina

  • Sistema elétrico

Ignição: Eletrônica

Bateria: 12V – 4,5 Ah

Farol: LED

  • Capacidades

Tanque de combustível/Reserva: 16,1 litros

Óleo do motor: 3,4 litros

  • Dimensões

Comprimento x Largura x Altura: 2065 x 715 x 1125 mm

Distância entre eixos: 1404 mm

Distância mínima do solo: 129 mm

Altura do assento: 834 mm

Peso: 177 kg (seco) / 195 kg (em marcha)

  • Chassi

Tipo: Diamond Frame

Suspensão dianteira/Curso: Garfo telescópico / 120 mm

Suspensão traseira/Curso: Pro-link – 133 mm

Freio dianteiro/Diâmetro: A disco / 320 mm

Freio traseiro/Diâmetro: A disco / 220 mm

Pneu dianteiro: 120/70 – ZR17M/C (58W)

Pneu traseiro: 190/50 – ZR17M/C (73W)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário